Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/12450
Título: O Sangyo em Dolls: um encontro do Bunraku com Takeshi Kitano
Autor(es): Ferreira, Gustavo Henrique Lima
Palavras-chave: Cinema. Doll. Bunraku. Takeshi Kitano. Monzaemon Chikamatsu;Cinema. Dolls. Bunraku. Takeshi Kitano. Monzaemon Chikamatsu
Data do documento: 6-Mar-2013
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: FERREIRA, Gustavo Henrique Lima. O Sangyo em Dolls: um encontro do Bunraku com Takeshi Kitano. 2013. 135 f. Dissertação (Mestrado em LINGUAGENS DA CENA E PEDAGOGIAS DA CENA) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013.
Resumo: This work aims to investigate the relationship between the Bunraku theater and the film Dolls (2002), by the Japanese director Takeshi Kitano. To do so, it was initially done a theoretical study of this theater, detailing its key elements, and thus allowing a direct analysis of the film to be made. The main objective here was to reveal the film‟s connections with the Bunraku. The Sangyo refers to the simultaneous presence of three arts in the Bunraku theater: the narrative, the music and the manipulation of puppets. In Dolls, the director Takeshi Kitano presents a narrative through three different stories, all built with references to the Bunraku. As in the theater the three distinct arts harmonize on stage, in Dolls three separate stories will perform in harmony within the film. By confronting the Bunraku Theater with the film Dolls, the intention is to establish the connections between the scenic language of the Bunraku, the dramaturgy of Chikamatsu and also the cinema of Kitano. These connections allow to the understanding of how characteristics of a secular art, governed by strong rules and conventions, can be presented again through another language: the cinematic language and its particular set of codes and conventions
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho tem por finalidade investigar as relações existentes entre o Teatro Bunraku e o filme Dolls (2002) do diretor japonês Takeshi Kitano. Para isso, foi feito inicialmente um estudo teórico desse teatro, elencando seus principais elementos, permitindo então, uma análise direta do filme, buscando revelar suas conexões com o Bunraku. O sangyo faz referência à presença simultânea de três artes no teatro Bunraku: a narrativa, a música e a manipulação de bonecos. Em Dolls, o diretor Takeshi Kitano apresenta uma narrativa por meio de três histórias distintas, todas elas construídas com referências ao Bunraku. Assim como nesse teatro três artes distintas se harmonizam no palco, em Dolls três histórias independentes vão se apresentar em harmonia no filme. Ao confrontar os dados do teatro Bunraku com os dados do filme Dolls, o objetivo é estabelecer as conexões entre a linguagem cênica do Bunraku, a dramaturgia de Monzaemon Chikamatsu e o cinema de Takeshi Kitano. Estas conexões permitem compreender como características de uma arte secular, regida por fortes regras e convenções, podem ser reapresentadas através de outra linguagem, no caso a linguagem cinematográfica
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/12450
Aparece nas coleções:PPGAC - Mestrado em Artes Cênicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
SangyoDollsEncontro_Ferreira_2013.pdf3,83 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.