Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/12641
Título: Da bancada ao Bureau: análise do desenvolvimento da biotecnologia no Nordeste Brasileiro sob o enfoque de Sistema Regional de Inovação
Título(s) alternativo(s): From the bench to the Bureau: an analysis of the development of biotechnology from the perspective of a regional innovation system
Autor(es): Costa, Benedita Marta Gomes
Palavras-chave: inovação;infraestrutura física;capital humano;colaboração científica;ciência e tecnologia;innovation;physical infrastructure;human capital;scientific collaboration;science and technolog
Data do documento: 17-Abr-2012
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: COSTA, Benedita Marta Gomes. From the bench to the Bureau: an analysis of the development of biotechnology from the perspective of a regional innovation system. 2012. 234 f. Tese (Doutorado em Biotecnologia Industrial; Biotecnologia em Agropecuária; Biotecnologia em Recursos Naturais; Biotecn) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.
Resumo: The starting point of the present work consisted of investigating the development of biotechnology in the Northeast region of Brazil from the perspective of a Regional Innovation System (RIS). The theoretical framework adopted relied on the approaches and concepts presented by the Neo-Schumpeterian perspective. This framework was chosen because, by means of the Innovation System concept, this literature allows us to analyze the relationships and configurations of actors, as well as the role of the state and of social, science and technology, and economic policies in the studied region. The analysis considered four selected dimensions: physical infrastructure, human capital, scientific production, and funding. These variables were chosen because they allow us to verify the possibilities and limitations of developing a biotechnology RIS in the Northeast of Brazil, and these elements would help in answering the question behind this dissertation. The location of the physical infrastructure was determined by means of bibliographic and documental research and interviews with heads of institutions that do biotechnology research. Regarding human capital, the analysis focused on resource training in biotechnology, highlighting graduate courses and research groups in the area. To measure knowledge production, we delimited scientific collaboration among researchers in the field of biotechnology as the focus of this category. For the funding dimension, information was gathered from reports available at the websites of national and state funding agencies. The data was analyzed through method triangulation, involving quantitative and qualitative research stages. To back the analyses, we revisited the integration policies in the area of Science, Technology and Innovation. Our analysis has shown that these policies play a crucial role in the development of biotechnology in the region being studied. The data revealed that the physical infrastructure is concentrated in only three states (Bahia, Ceará, and Pernambuco). In this regard, the Northeast Biotechnology Network (Renorbio) stands out as a strategic actor, enabling states with poor infrastructure to develop research through partnerships with institutions located in another state. We have also verified that the practices involving human resource training and knowledge production are factors that enable the emergence of a regional system for biotechnology in the studied region. As limitations, we have verified the low immersion level of regional actors, the heterogeneity of socioeconomic indicators, the lack of financial resources, and a low innovation culture in the business sector. Overall, we have concluded that the development of a Regional Innovation System in Biotechnology, based on the current regional dynamics, depends on an effective change in the behavior of the social agents involved, both in the national and regional dimensions as well as in the public and private spheres
metadata.dc.description.resumo: O ponto de partida do presente trabalho consistiu em investigar o desenvolvimento da biotecnologia no Nordeste brasileiro na perspectiva de um Sistema Regional de Inovação (SRI). Assim, o marco teórico adotado consistiu nas abordagens e conceitos apresentados pela corrente neoschumpeteriana. A escolha ocorreu em função de a literatura possibilitar, mediante o conceito de sistema de inovação, a análise de relações e as configurações de atores, bem como do papel do Estado e das políticas sociais, de ciência e tecnologia e econômicas na Região em estudo. A análise ocorreu mediante a eleição de quatro dimensões: infraestrutura física, capital humano, produção científica e financiamento. A escolha destas variáveis ocorreu em função de elas possibilitarem verificar as possibilidades e limites de desenvolvimento de um SRI em biotecnologia no Nordeste brasileir, elementos que permitem responder ao questionamento norteador desta tese. A localização da infraestrutura física ocorreu mediante pesquisa bibliográfica, documental e entrevistas com coordenadores de instituições voltadas para o desenvolvimento de pesquisas em biotecnologia. Capital humano - a análise incidiu sobre a formação de recursos em biotecnologia, destacando-se os cursos de pós-graduação e grupos de pesquisas na área. Para mensurar a produção do conhecimento delimitamos como foco dessa categoria a colaboração científica entre pesquisadores na área de biotecnologia. Quanto à dimensão: financiamento, as informações foram coletadas junto a relatórios disponibilizados nos sites de agências financiadoras de âmbito nacional e estadual. Os dados foram analisados mediante a triangulação de métodos, envolvendo etapas das pesquisas quantitativas e qualitativas. Para subsidiar as análises revisitamos as políticas de integração na área de Ciência, Tecnologia e Inovação. A análise possibilitou verificar que estas políticas desempenham papel essencial para o desenvolvimento da biotecnologia na Região em estudo. Os dados revelaram que a infraestrutura física apresenta concentração em apenas três estados (Bahia, Ceará e Pernambuco). Nesse aspecto, a Rede Nordeste de Biotecnologia (Renorbio) surge como ator estratégico por possibilitar que estados com baixa infraestrutura desenvolvam pesquisas em parcerias com instituições localizadas em outro estado. Verificamos, também, que as práticas voltadas para a formação em recursos humanos e produção do conhecimento apresentam-se como fatores que possibilitam a emersão de um sistema regional em biotecnologia em biotecnologia na Região em estudo. Como limitações, verificamos a baixa imersão entre atores regionais, heterogeneidade nos indicadores socioecômicos, escassez de recursos financeiros e baixa cultura para inovação por parte do setor empresarial. De forma geral, concluímos que o desenvolvimento de um sistema regional de inovação em Biotecnologia, tomando-se como base a atual dinâmica regional, depende de uma efetiva mudança de comportamento dos agentes sociais envolvidos, tanto nas dimensões nacionais e regionais, como públicas e privadas
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/12641
Aparece nas coleções:PPGBIO - Doutorado em Biotecnologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
BeneditaMGC_TESE.pdf2,54 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.