Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13393
Título: Qualidade de vida do servidor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte em condição crônica de saúde
Título(s) alternativo(s): Quality of life of the servers from Universidade Federal do Rio Grande do Norte in chronic health conditions
Autor(es): Saraiva, Luciana Eduardo Fernandes
Palavras-chave: Qualidade de Vida. Doença Crônica. Enfermagem.
Data do documento: 30-Set-2011
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: SARAIVA, Luciana Eduardo Fernandes. Quality of life of the servers from Universidade Federal do Rio Grande do Norte in chronic health conditions. 2011. 127 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2011.
Resumo: The study aimed to analyze the influence of chronic health conditions (CHC) on quality of life (QOL) of UFRN servers assaulted by CHC. It is a descriptive and cross-sectional study with prospective data and quantitative approach, accomplished in the ambulatory clinic of the Department of Server Assistance (DSA) of the Pro-Rectory of Human Resources, during three months. The sample was composed by accessibility, totaling 215 people, being 153 active and 62 inactive servers, in chronic health condition. The data were collected through the application of the sociodemographic characterization, health, environmental and laboral form, the Medical Outcome Study 36-Item Short Form (SF-36). The study was evaluated by the HUOL Ethics Committee (CAAE no. 0046.0.294.000.10), obtaining assent. The results were analyzed in the SPSS 15.0 program through the descriptive and inferential statistics. It was identified servants predominantly male (59,1%), under 60 years old, married or in stable union, Catholics, brown color, living in the capital and residents in own home. Regarding labor issues, there was a predominance of active servers technical-administrative with intermediate and medium level positions and small proportion of docents. Among the CHC, the non-communicable diseases - NCDs (95.8%) had a higher frequency, followed by persistent mental disorders - PMDs (18.6%) and, finally, the continuous and structural physical deficiency - CSPD (16.9 %). The QOL of servers was considered good, with a mean score of 72.5 points in the total score, with the most affected domains: physical (59.1), general health (66.2), bodily pain (66.3) and functional aspects (72.0). The mental health dimension (76.5) had a better average than the physical dimension (68.0 points). It was found that the decrease in QOL scores is significant statistically related to higher number of CHC (&#961; <0.001), with no statistical significance regarding the functional situation (p = 0.259). The administrative technicians of elementary, primary, secondary levels and docents had the worst QOL scores. After the correlation analysis of CHC with the domains and dimensions of the SF-36, there was statistically significant, negative and weak correlation of the domains: functional aspect (&#961; = 0.002, r = -0.207), physical aspects (&#961; = 0.007; r = -0.183), vitality (&#961; = 0.002, r = -0.213), social function (&#961; = 0.000, r = -0.313), emotional aspects (&#961; = 0.000, r = -0.293), mental health (&#961; = 0.000 , r = -0.238), physical health dimension (&#961; = 0.002, r = -0.210) and mental health dimension (&#961; = 0.000, r = -0.298). The presence of PMD isolated or together, contributed to a lower SF-36 scores, being the domains variation of mean significant, except for bodily pain, general health and physical aspects. By correlating the categories of CHC and QOL, there was a weak correlation (r &#8804; -0.376) and significant (&#961; &#8804; 0.011), mainly related to the NCD, PMDs and NCD + PMD, affecting the mental health, social function, emotional aspects, vitality and functional aspect domains. Front of the results, it was concludes that the servers quality of life is influenced by the CHC. Thus, it was inferred that the presence of CHC causes a negative effect on quality of life, leading the active and inactive servers to exposure their overall life activities and work over the years, due to the morbidity affected, mainly related to NCDs and PMDs. Descriptors: Quality of life. Chronic disease. Occupational Health. Nursing
metadata.dc.description.resumo: O estudo teve como objetivo analisar a influência das condições crônicas de saúde (CCS) na qualidade de vida (QV) dos servidores da UFRN acometidos por CCS. Trata-se de um estudo descritivo, transversal, com dados prospectivos e abordagem quantitativa, realizado no ambulatório do Departamento de Assistência ao Servidor (DAS) da Pró-Reitoria de Recursos Humanos, no período de três meses. A amostra foi composta por acessibilidade, totalizando 215 pessoas, sendo 153 servidores ativos e 62 inativos, em condição crônica de saúde. Os dados foram coletados através da aplicação do formulário de caracterização sociodemográfica, de saúde, ambiental e laboral, questionário Medical Outcome Study 36-Item Short Form (SF-36). O projeto foi avaliado pelo Comitê de Ética do HUOL (CAAE nº 0046.0.294.000.10), obtendo parecer favorável. Os resultados foram analisados no programa SPSS 15.0 através da estatística descritiva e inferencial. Identificaram-se servidores predominantemente do sexo masculino (59,1%), menores de 60 anos, casados ou em união estável, católicos, de cor parda, domiciliados na capital e residentes em moradia própria. Quanto aos aspectos laborais, evidenciou-se o predomínio de servidores ativos técnico-administrativos com cargos de nível intermediário e médio, e pequena proporção de docentes. Dentre as CCS, as doenças não transmissíveis DCNTs (95,8%) apresentaram maior frequência, seguidas dos transtornos mentais persistentes TMPs (18,6%) e, por último, da deficiência física contínua e estrutural DFCE (16,9%). A QV dos servidores foi considerada como boa, com pontuação média de 72,5 pontos no escore total, sendo os domínios mais afetados: aspectos físicos (59,1); estado geral de saúde (66,2); dor no corpo (66,3); e aspecto funcional (72,0). A dimensão saúde mental (76,5) apresentou melhor média do que a dimensão saúde física (68,0 pontos). Verificamos que a diminuição dos escores de QV está estatisticamente significante relacionada ao maior número de CCS (&#961;<0,001), não havendo significância estatística com relação à situação funcional (p=0,259). Os técnicos administrativos de nível elementar, básico, médio e docentes apresentaram os piores escores de QV. Ao fazer a análise da correlação das CCS com os domínios e dimensões do SF-36, verificou-se significância estatística, correlação fraca e negativa nos domínios aspecto funcional (&#961;=0,002; r=-0,207), aspectos físicos (&#961;=0,007; r=-0,183), vitalidade (&#961;=0,002; r=-0,213), função social (&#961;=0,000; r=-0,313), aspectos emocionais (&#961;=0,000; r=-0,293), saúde mental (&#961;=0,000; r=-0,238), dimensão saúde física (&#961;=0,002; r=-0,210) e dimensão saúde mental (&#961;=0,000; r=-0,298). A presença do TMP, isolado ou em conjunto, contribuiu para os menores escores SF-36, sendo a variação das médias dos domínios significante, exceto para dor no corpo, aspecto geral de saúde e aspectos físicos. Ao correlacionarem-se as categorias de CCS e QV, verificou-se correlação fraca (r&#8804;-0,376), e significante (&#961;&#8804;0,011), relacionada principalmente às DCNTs, TMPs e DCNT+TMP, afetando os domínios saúde mental, função social, aspectos emocionais, vitalidade e aspecto funcional. Diante dos resultados, concluímos que a qualidade de vida dos servidores é influenciada pela CCS. Destarte, inferiu-se que a presença da CCS repercute negativamente na qualidade de vida, conduzindo os servidores ativos e inativos ao comprometimento geral de suas atividades de vida e trabalho ao longo dos anos, em decorrência da morbidade acometida, principalmente relacionada com DCNT e TMP. Descritores: Qualidade de Vida. Doença Crônica. Saúde do trabalhador. Enfermagem
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13393
Aparece nas coleções:PPGCSA - Mestrado em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LucianaEFS_DISSERT.pdf1,82 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.