Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13428
Título: Estudo do efeito dos metabólitos do benzeno e tolueno sobre as mitocôndris cerebrais e hepáticas de ratos
Autor(es): Barreto, George Emílio Sampaio
Palavras-chave: Benzeno;tolueno;catecóis;radicais livres;respiração;Benzene;Toluene;Catechols;Free radicals;Respiration
Data do documento: 3-Nov-2005
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: BARRETO, George Emílio Sampaio. Estudo do efeito dos metabólitos do benzeno e tolueno sobre as mitocôndris cerebrais e hepáticas de ratos. 2005. 124 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2005.
Resumo: Aim: The aim of this work was to investigate the hypothesis that catechol and 3MC inhibit FADH2-linked basal respiration in mitochondria isolated from rat liver and brain homogenates. Moreover, catechol ability to induce DNA damage in rat brain cells through the comet assay (alkaline single-cell gel electrophoresis assay) was also observed. Methods: Two different catechols were evaluated: pirocatechol (derived from benzene) and 3-methylcatechol (derived from toluene); rat liver and brain homogenates were incubated with 1mM catechol at pH 7.4 for up to 30 minutes. After that, mitochondrial fractions were isolated by differential centrifugation. Basal oxygen uptake was measured using a Clark-type electrode after the addition of 10 mM sodium succinate for a period of 12 minutes. In additional experiments, rat brain cells were treated with 1, 5 and 10mM pirocatechol for up to 20 minutes at 37º C, and submitted to electrophoresis. Results: Catechols (pirocatechol and 3methylcatechol) induced a time-dependent partial inhibition of FADH2-linked basal mitochondrial respiration. Indeed, pirocatechol was able to produce a dosedependent DNA oxidative damage in rat brain cells by 2 and 4 injury levels. These results suggest that reactive oxygen species generated by the oxidation of catechols, induced an impairment on mitochondrial respiration and a DNA damage, which might be related to their citotoxicity. Conclusion: Catechols produced an inhibition of basal respiration associated to FADH2 in isolated liver and brain mitochondria; 3-methylcatechol, at the same concentration, produced similar toxicity in the mitochondrial model. Indeed, pirocatechol induced a DNA damage in rat brain cells, mainly observed in comets formation and consequent DNA degradation
metadata.dc.description.resumo: Objetivo Testar a hipótese de catecóis inibirem a respiração basal associada ao FADH2 em frações mitocondriais hepáticas e cerebrais de rato. Também, procurou-se estudar a ocorrência de danos no DNA induzidos por catecol em células de cérebro de ratos. Métodos: Foram avaliados dois catecóis: O pirocatecol (derivado do benzeno) e o 3-metilcatecol (derivado do tolueno); Os homogeneizados de fígado e cérebro de ratos foram incubados com catecol a 1 mM em pH fisiológico. Depois disso, as frações mitocondriais foram isoladas por centrifugação diferencial. O consumo basal de oxigênio foi medido com um eletrodo do tipo Clark após injeção de succinato a 10 mM, e o consumo foi observado por 12 minutos. Em experimentos adicionais, amostras de tecidos cerebrais foram tratadas com pirocatecol em diferentes concentrações (1 mM, 5 mM e 10 mM), durante 0 (sem incubação), 10 e 20 minutos a 37°C, e posteriormente submetidas a el etroforese. Resultados: Os resultados demonstram que os catecóis induziram uma inibição parcial da respiração basal mitocondrial associada ao FADH2 de forma dependente do tempo. Já no caso dos experimentos com o ensaio cometa, os dados obtidos demonstram um aumento na ocorrência de cometas de níveis 2 a 4 de forma dose dependente, sugerindo que as espécies reativas de oxigênio geradas pela oxidação do catecol induzem danos de DNA, o que pode também estar relacionado com citotoxicidade deste composto. Conclusão O pirocatecol produz inibição da respiração basal associada ao FADH2 em mitocôndrias isoladas de fígado e cérebro de ratos; o 3-metilcatecol, nessa mesma concentração, produziu toxicidade semelhante no modelo mitocondrial. Adicionalmente, o pirocatecol induziu a um dano de DNA em células cerebrais de ratos, observado na formação de cometas e conseqüente degradação do DNA
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13428
Aparece nas coleções:PPGCSA - Mestrado em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
GeorgeESC.pdf1,48 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.