Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13684
Título: O choque das culturas da ordem
Autor(es): Santos, Rosa Carmen de Melo
Palavras-chave: Polícia Militar. Disciplina. Hierarquia. Direitos Humanos. Cidadania;Military Police. Discipline. Hierarchy. Human Rights. Citizenship
Data do documento: 14-Mar-2013
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: SANTOS, Rosa Carmen de Melo. O choque das culturas da ordem. 2013. 207 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Regional; Cultura e Representações) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013.
metadata.dc.description.resumo: Ao longo da história brasileira, o emprego das forças coercitivas governamentais tem gerado, em certos aspectos, um profundo distanciamento entre a Polícia Militar e a sociedade. Pois, durante séculos, a ações policiais têm evidenciado os interesses governamentais, desprezando-se a propiciação do bem estar social e do interesse público. Todavia, recentemente, com a abertura democrática brasileira e uma busca crescente pela fortificação dos direitos dos cidadãos, ares de renovação começam a atingir o trabalho policial militar e, consequentemente, os paradigmas que regem o processo formativo desses profissionais. Assim, este trabalho se volta à análise da crise de sentido enfrentada pelos policiais militares em formação, diante do choque das culturas da ordem, ao confrontarem o militarismo tradicionalista e autoritário e as atuais exigências sociais acerca de uma atuação profissional mais humanizada. Diante da complexidade desse tema, julgou-se pertinente a utilização, não apenas de um vasto arcabouço teórico, mas, também se buscou subsídios em uma extensa pesquisa de campo, a qual forneceu um precioso arsenal de informações qualitativas, colhidas das percepções dos cadetes. Como resultado deste estudo teve-se a comprovação da hipótese levantada, concluindo-se que os oficiais policiais militares em formação na Paraíba têm dificuldade em lidar com o momento de transição social, marcado pela busca da consolidação da democracia, pelo qual atravessa o país. Com base no que foi averiguado, chegou-se ao entendimento que esses policiais militares ainda têm bastante presente, no seu processo ensino-aprendizagem, a dialética existente entre um militarismo tradicionalista e autoritário, fortemente arraigado, e as atuais exigências sociais acerca de uma atuação profissional democrática, ética e humanizada
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13684
Aparece nas coleções:PPGCS - Mestrado em Ciências Sociais

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
RosaCMS_DISSERT.pdf3,21 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.