Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13804
Título: Um tempo para Pandora brincar: etnografia acerca do tempo de lazer das operárias
Autor(es): Gemes, Ivaldinete de Araújo Delmiro
Palavras-chave: tempo de Lazer;operária;trabalho;leisure time;women worker;labour
Data do documento: 17-Fev-2012
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: GEMES, Ivaldinete de Araújo Delmiro. Um tempo para Pandora brincar: etnografia acerca do tempo de lazer das operárias. 2012. 147 f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Regional; Cultura e Representações) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.
Resumo: The aim of this paper was to understand women s time as seen through the experiences of the women workers of Sobral-CE, who build free time and leisure time through the subjectivity of their histories as delineated by an everyday life as full of work as it is empty of leisure. The approach used here is an ethnographic one, through participative observation and narratives of working and leisure experiences. These workers everyday life reveals itself in the construction of their leisure time as related to their time of drudgery, in public as well as in private spaces. The responsibility of working away from home, as well as of carrying through domestic chores and of devoting themselves to their husband and their children was imposed upon women in a manipulative manner. This fact deprived women of their possibility of practicing and enjoying leisure activities. With the coming of the so called triple working day, women began organizing new strategies to elaborate, to organize, to create and to turn leisure activities possible. The interpretation of the trajectories of the lives of twenty women workers of a shoe plant in Sobral-CE was realized by the means of an ethnographic study. The thesis consists of the analysis of the construction of social times and of leisure practices, in a context interpenetrated by the cultural conditionings of much work and economic difficulties. The aim of the study was to understand how the women workers of Sobral-CE construct their practices and representations about free time and leisure in the web of sociabilities (possibilities, necessities, dilemmas and dreams). Everyday life is here defined as an ontological dimension of human life. Hence, it does not limit itself to the rituals, the celebrations or the exceptional conditions usually discussed by researchers
metadata.dc.description.resumo: Neste Trabalho, buscou-se compreender o tempo feminino a partir das trajetórias de 22 mulheres operárias sobralenses que constroem o tempo livre e o tempo de lazer na dimensão de um cotidiano marcado pela dinâmica de muito trabalho e pouco lazer. Utilizou-se da abordagem etnográfica, da observação participante e de narrativas da experiência de trabalho e de lazer das operárias sobralenses. O cotidiano das operárias se revela na construção de seus tempos de lazer articulado aos seus tempos de labuta, tanto nos espaços públicos quanto nos espaços privados. A responsabilidade de trabalhar fora de casa, de realizar o trabalho doméstico e dedicar-se ao marido e aos filhos foi ensinada às mulheres de forma manipulatória. A tripla jornada de trabalho privou as mulheres de praticarem e usufruírem das atividades de lazer. Com o advento da chamada tripla jornada, as mulheres começaram organizar novas estratégias de elaborar, criar, vivenciar e viabilizar o mundo do lazer. A partir de um estudo etnográfico, constituiu-se a interpretação das trajetórias de vida de vinte e duas mulheres operárias de uma fábrica de calçados de Sobral-CE. A Tese constituiu-se da análise acerca da construção dos tempos sociais e das práticas de lazer, no contexto permeado pelos condicionantes culturais de muito trabalho e dificuldades econômicas. A pesquisa teve como objetivo compreender como as mulheres operárias sobralenses constroem suas práticas e representações acerca de tempo livre e de lazer na teia das sociabilidades (possibilidades, necessidades, dilemas e sonhos). A vida cotidiana é aqui definida, como uma dimensão ontológica da vida humana. Pois, esta não se resume aos rituais, às festas ou às condições excepcionais, sobre os quais os pesquisadores normalmente se debruçam
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13804
Aparece nas coleções:PPGCS - Doutorado em Ciências Sociais

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
IvaldineteADG_TESE.pdf3,55 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.