Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14467
Título: Práticas etnomatemáticas no Liceu do Paracuri :a propósito dos ornamentos geométricos da cerâmica
Autor(es): Ferrete, Rodrigo Bozi
Palavras-chave: Educação;Educação matemática;Etnomatemática;Education;Mathematics education;Ethnomatematics
Data do documento: 6-Set-2005
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: FERRETE, Rodrigo Bozi. Práticas etnomatemáticas no Liceu do Paracuri :a propósito dos ornamentos geométricos da cerâmica. 2005. 220 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2005.
Resumo: The present study analyzes the ethnomatematics practices presents in the creation of the geometric ornaments of the icoaraciense ceramic, originated and still practiced in the neighborhood of Paracuri, District of Icoaraci, belonging to Belém, capital of the State of Pará/Brasil. The object of our study was centered at the workshops supplied by the artisans master of the School of Arts and Occupations, Master Raimundo Cardoso. Referred school provides to its students, formation at fundamental level as well professional formation, through vocational workshops that help to maintain alive the practice of the icoaraciense ceramic. Our interest of researching that cultural and vocational practice appeared when we got in touch with that School, during the development of activities of a discipline of the degree course of mathematics. In order to reach our objective, we accomplished, initially, a research about the icoaraciense ceramic historic, since the first works with the clay until to the main characteristics of that ceramic. Soon afterwards, we discussed on ethnomatematics, culture, knowledge, cognition and mathematical education. At the end, we analyzed the creation of the geometric ornaments of the icoaraciense ceramic, considering the proportion concepts, symmetry and some geometry notions, that are used by the artisans when they are ornamenting the pieces of that ceramic. We verified that, in spite of the artisans, usually, do not demonstrate to possess a bit of domain on the mathematical concepts that they are working with, for instance, the ones of translaction symmetry, rotation and reflection, they demonstrate full safety in the use of those concepts, as well as the capacity to recognize them, even if in a singular specific and very peculiar way, what opens the possibility of a partnership among mathematics teachers and master-artisans of the archeological ceramic and icoaraciense workshops
metadata.dc.description.resumo: O presente estudo analisa as práticas etnomatemáticas presentes na criação dos ornamentos geométricos da cerâmica icoaraciense originada e ainda praticada no bairro do Paracuri, Distrito de Icoaraci, pertencente ao município de Belém, capital do Estado do Pará/Brasil. O objeto de estudo centrou-se nas oficinas ministradas pelos mestres-artesãos do Liceu de Artes e Ofícios Mestre Raimundo Cardoso. A referida escola proporciona a seus alunos formação a nível fundamental como também formação profissional, através de oficinas profissionalizantes que ajudam a manter viva a prática da cerâmica icoaraciense. Nosso interesse de pesquisar essa prática cultural e vocacional surgiu no momento em que tivemos contato com o referido Liceu, durante o desenvolvimento de atividades de uma disciplina do curso de licenciatura em matemática. Para alcançar nosso objetivo, realizamos, inicialmente, uma pesquisa sobre a história da cerâmica icoaraciense, desde os primeiros trabalhos com a argila até às principais características dessa cerâmica. Em seguida, discutimos sobre etnomatemática, cultura, conhecimento, cognição e educação matemática. Por fim, analisamos a criação dos ornamentos geométricos da cerâmica icoaraciense, considerando os conceitos de proporção, simetria e algumas noções de geometria que são utilizados pelos artesãos no momento em que estes estão ornamentando as peças dessa cerâmica. Verificamos que, apesar dos artesãos, normalmente, não demonstrarem possuir um domínio sobre os conceitos matemáticos com que estão trabalhando, como, por exemplo, os de simetria de translação, rotação e reflexão, eles demonstram plena segurança no uso desses conceitos, bem como a capacidade de reconhecê-los, mesmo que de uma maneira singular, específica e bem peculiar, o que abre a possibilidade de uma parceria entre professores de matemática e mestres-artesãos das oficinas de cerâmica arqueológica e icoaraciense
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14467
Aparece nas coleções:PPGED - Mestrado em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
RodrigoBF.pdf1,17 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.