Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/15801
Título: Avaliação do processo oxidativo avançado por permanganato de potássio no tratamento de solos contaminados com idrocarbonetos poliaromáticos
Título(s) alternativo(s): Evaluation advanced oxidation Process by permanganate potassium in the Treatment of contaminated Soils with Polyaromatic Hydrocarbons
Autor(es): Silva, Celyna Káritas Oliveira da
Palavras-chave: Oxidação química;Remediação de solo;Hidrocarbonetos poliaromáticos;Chemistry oxidation;Soil remediation;Polyaromatic hydrocarbons
Data do documento: 16-Dez-2010
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: SILVA, Celyna Káritas Oliveira da. Evaluation advanced oxidation Process by permanganate potassium in the Treatment of contaminated Soils with Polyaromatic Hydrocarbons. 2010. 96 f. Dissertação (Mestrado em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Regionais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2010.
Resumo: The soil contamination with petroleum is one of the major concern of industries operating in the field and also of environmental agencies. The petroleum consists mainly of alkanes and aromatic hydrocarbons. The most common examples of hydrocarbons polyaromatic are: naphthalene, anthracene, phenanthrene, benzopyrene and their various isomers. These substances cause adverse effects on human and the environment. Thus, the main objective of this work is to study the advanced oxidation process using the oxidant potassium permanganate (KMnO4) for remediation of soils contaminated with two polyaromatic hydrocarbons (PAHs): anthracene and phenanthrene. This study was conducted at bench scale, where the first stage was at batch experiment, using the variables: the time and oxidant dosage in the soil. The second stage was the remediation conducted in continous by a fix column, to this stage, the only variable was remediation time. The concentration of oxidant in this stage was based on the best result obtained in the tests at batch, 2,464 mg / L. The results of degradation these contaminants were satisfactory, at the following dosages and time: (a) 5g of oxidant per kg soil for 48 hours, it was obtained residual contaminants 28 mg phenanthrene and 1.25 mg anthracene per kg of soil and (b) for 7g of oxidant per kg soil in 48 hours remaining 24 mg phenanthrene and anthracene 0.77 mg per kg soil, and therefore below the intervention limit residential and industrial proposed by the State Company of Environmental Sao Paulo (CETESB)
metadata.dc.description.resumo: A contaminação de solo com petróleo é uma das grandes preocupações das indústrias que atuam no ramo e também dos órgãos ambientais. O petróleo é constituído basicamente por hidrocarbonetos alcanos e aromáticos. Os exemplos mais comuns dos hidrocarbonetos poliaromáticos são: naftaleno, antraceno, fenantreno, benzopireno e seus vários isômeros. Estas substâncias apresentam efeitos nocivos ao ser humano e ao meio ambiente. Logo, este trabalho tem como principal objetivo, estudar o processo de oxidação avançada, utilizando o oxidante permanganato de potássio (KMnO4), na remediação de solos contaminados com dois hidrocarbonetos poliaromáticos (HPAs): antraceno e fenantreno. Este estudo foi realizado em escala de bancada, sendo a primeira etapa realizada experimentos em batelada, utilizando as variáveis: tempo de remediação e dosagem do oxidante. Na segunda etapa, a remediação foi realizada em regime contínuo utilizando coluna de leito fixo, para esta etapa a única variável foi tempo de remediação. A concentração do oxidante nesta etapa, foi baseada no melhor resultado obtido nos ensaios em batelada, 2464 mg/L. Os resultados da degradação destes contaminantes foram satisfatórios, nas seguintes dosagens de oxidante e tempo de remediação: (a) 5g de oxidante por kg de solo em 48 horas, foram obtidos contaminantes residuais de 28 mg de fenantreno e 1,25 mg de antraceno por kg de solo e (b) para 7g de oxidante por kg de solo em 48 horas restaram 24 mg de fenantreno e 0,77 mg de antraceno por kg de solo, ficando abaixo dos valores de intervenção residencial e industrial propostos pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB)
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/15801
Aparece nas coleções:PPGEQ - Mestrado em Engenharia Química

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CelynaKOS_DISSERT.pdf1,26 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.