Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/15807
Título: Avaliação físico-química e funcional da algaroba prosopis juliflora proveniente da mesorregião agreste do Rio Grande do Norte
Título(s) alternativo(s): Physical-chemical and functional evaluation of algaroba (Prosopis juliflora) from Rio Grande do Norte s semi arid
Autor(es): Oliveira, Natalia de Freitas
Palavras-chave: Algaroba;Fenólicos;Antioxidante;α;-amilase;α;-glicosidase;Algaroba;Phenolics compounds;Antioxidant;α;-amylase α;-glycosidase
Data do documento: 17-Fev-2011
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: OLIVEIRA, Natalia de Freitas. Physical-chemical and functional evaluation of algaroba (Prosopis juliflora) from Rio Grande do Norte s semi arid. 2011. 134 f. Dissertação (Mestrado em Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Regionais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2011.
Resumo: Algaroba (Prosopis juliflora) is a typical legume from arid and semi arid regions, which is composed by sugar-rich pods and high protein seeds. Phenolic compounds are secondary metabolites recognized as potent bioactive compounds, found in several vegetables.Therefore, the objective of this work is to characterize the algaroba flour in terms of its physicalchemical composition, total phenolic content, antioxidant activity by DPPH and ABTS methods, a-amylase and a-glycosidase inhibition, as well as to analyze its organic compounds by high performance liquid chromatography (HPLC). Three experimental groups were investigated (seeds, seeds and pod together and only pod), which were prepared by oven drying and posterior grinding. Water and ethanol extracts (70, 80, 100% v/v) were prepared and used for functional studies. Organic compounds were detected by using HPLC equipment coupled to mass spectrometer. Results show important physical-chemical differences among the experimental groups, seeds, seeds and pod together and only pod. The algarroba seed flour is high in protein (49.49%) and fat (3.10%), while the pod flour is especially rich in sugar (60.3% to 67.9%). Algaroba phenolics are concentrated in pod flour, mainly in water extracts (1.30 mg GAEQ/100g sample). All seed extracts showed high DPPH activity and maximum antioxidant activity was registered for ethanol 80% extracts (19.81 μM Trolox/g sample). The ABTS activity ranged from 9.73 to 12.74 μM Trolox/g sample. Nearly all the extracts were able to inhibit α-amylase activity mildly (30.50% to 48.80%), while the maximum α-glycosidase inhibition was observed for pod water extracts (81.03%). Algaroba water extracts proven to be especially rich in organic compounds, observed by the high number of chromatographic peaks. Results demonstrate that algaroba is a potential candidate for further investigations concerning its possible functional applications
metadata.dc.description.resumo: A algaroba (Prosopis juliflora) é uma leguminosa típica de regiões áridas e semi-áridas constituída por vagem rica em açúcares e sementes de elevado teor protéico. Os compostos fenólicos são metabólitos secundários reconhecidos como importantes compostos bioativos, presentes em grande número de vegetais. O objetivo do presente trabalho foi caracterizar a farinha de algaroba quanto à composição físico-química, concentração fenólica total, atividade antioxidante pelos métodos DPPH e ABTS, capacidade de inibição das enzimas α-amilase e α-glicosidase, bem como analisar a presença de compostos orgânicos por cromatografia líquida. Foram analisados três grupos experimentais (semente, vagem inteira e vagem sem semente), os quais foram secos em estufa e moídos, obtendo-se a farinha de cada um dos grupos. A partir disso, foram elaborados extratos aquosos e etanólicos (70, 80, 100% v/v) para a análise da funcionalidade. Para a determinação de compostos orgânicos foi utilizado cromatografia líquida de alta eficiência acoplada a espectrômetro de massas. Os resultados da presente pesquisa permitem inferir que existem diferenças importantes entre a composição físico-quimica das farinhas da semente, vagem inteira e vagem sem semente de algaroba. A farinha da semente se destacou por sua elevada concentração de proteínas (49,49%) e gordura (3,10%), ao passo que a farinha das vagens mostrou-se especialmente rica em açúcares (60,3 a 67,9%). Os compostos fenólicos da algaroba estão em maior concentração na vagem sem semente, sobretudo para os extratos aquosos (1,30 mg GAEQ/100g amostra). Todos os extratos da semente de algaroba apresentaram elevada capacidade antoxidante pelo método DPPH, com máximo registrado para extratos etanólicos 80% (19,81μM Trolox/g amostra). A atividade antioxidante medida pelo método ABTS dos extratos estudados estiveram entre 9,73 e 12,74 μM Trolox/g amostra. Praticamente todos os extratos obtidos foram capazes de inibir moderadamente a atividade da enzima α-amilase (30,50% a 48,80%), sendo que a máxima inibição da α-glicosidase foi observada para os extratos aquosos da vagem sem semente (81,03%). A algaroba apresentou variedade de compostos orgânicos detectados por cromatografia líquida, sobretudo os extratos aquosos que demonstraram grande número de picos. Sugere-se a algaroba como possível candidata para futuras investigações visando sua utilização como alimento funcional
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/15807
Aparece nas coleções:PPGEQ - Mestrado em Engenharia Química

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
NataliaFO_DISSERT.pdf1,8 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia
NataliaFO_DISSERT_PARCIAL.pdf158,61 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.