Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/17142
Title: Expressão imuno-histoquímica do CD8, FOXP3, TGF β, TNF α e NF-ĸB em displasias epiteliais e Carcinomas epidermóides orais
Authors: Piva, Marta Rabello
Keywords: Carcinoma epidermóide oral;Displasia epitelial oral;Gradação histológica de malignidade;Infiltrado inflamatório;Imuno-histoquímica;Oral Squamous Cell Carcinoma;Oral Epithelial Dysplasias;Histologic Malignancy Grading;inflammatory infiltrate;immunohistochemical
Issue Date: 27-Feb-2009
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: PIVA, Marta Rabello. Expressão imuno-histoquímica do CD8, FOXP3, TGF β, TNF α e NF-ĸB em displasias epiteliais e Carcinomas epidermóides orais. 2009. 116 f. Tese (Doutorado em Odontologia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2009.
Portuguese Abstract: A Displasia Epitelial Oral (DEO) é a lesão que precede ou co-existe com o Carcinoma Epidermóide Oral (CEO), apresentando alterações moleculares e/ou histológicas semelhantes. As divergências sobre o potencial de malignização das DEO e o papel da inflamação nestes processos têm dificultado o diagnóstico precoce e a avaliação da agressividade dos CEO. Sendo assim, tornou-se objetivo deste estudo avaliar o papel da inflamação na carcinogênese oral e agressividade tumoral. Para isso foi realizado estudo morfológico em 20 casos de DEO e 40 casos de CEO para detectar o potencial de malignização das DEO e o Grau Histológico de Malignidade (GHM) dos CEO, analisando as massas superficiais para avaliação do dismorfismo e o front invasivo para avaliação do crescimento tumoral; e imuno-histoquímico, utilizando os anticorpos anti-CD8, anti-FOXP3, anti-TGFβ, anti-TNF-α e anti-NF-кB, para comparar a expressão dos mesmos com o tipo de lesão, grau histológico e intensidade do infiltrado inflamatório. Os resultados foram estatisticamente significantes para os parâmetros, maturidade celular (p=0,0001), presença de massas (p=0,038) e dismorfismo (p=0,037), quando associados aos GHM. Ao comparar a expressão dos marcadores com o tipo de lesão, encontrou-se uma expressão significativamente maior do CD8 (p=0,001) e do NF-кB (p=0,002) nas DEO, assim como uma menor expressão do TGFβ epitelial nas DEO severas (p=0,011), não tendo expressão significativa entre os graus dos CEO. Ao relacionar a expressão dos marcadores estudados com a intensidade do infiltrado inflamatório, observou-se uma relação positiva com o TNFα inflamatório (p=0,003), o TNFα e o NF-кB epiteliais (p=0,051 e p=0,004), nas DEO; com o CD8 (p=0,021) e o TNFα (p=0,015) no conjuntivo dos CEO; e uma relação negativa com o TNFα (p=0,034) epitelial dos CEO. Não foi encontrada relação significativa da FOXP3 com nenhuma das variáveis estudadas. Esses achados levaram a concluir que, o estudo do front invasivo é tão importante quanto o estudo das massas superficiais para avaliação da agressividade tumoral; a intensidade do infiltrado inflamatório não pode ser utilizado como parâmetro para avaliação prognóstica do CEO no exame de rotina; mas os eventos moleculares detectados neste estudo podem ser necessários para embasar a determinação do potencial de malignidade nas DEO e da agressividade nos CEO
Abstract: The Oral Epithelial Dysplasia (OED) is the lesion that precedes or co-exists with the Oral Squamous Cell Carcinoma (OSCC), presenting molecular and/or histological similar alterations. The divergences about the malignization potential of OEDs and the role of inflammation in this process make hard the early diagnosis and evaluation of OSCCs aggressiveness. Thus, it became the goal of this study to evaluate the role of inflammation in oral carcinogenesis and tumoral aggressiveness. For this purpose a morphological study was performed in 20 OED cases and 40 OSCC cases to detect the malignization potential of OEDs and the histologic malignancy grading (HMG) of OSCCs, analyzing superficial masses for dismorphism evaluation and the invasive front for evaluation of tumoral growing; and immunohistochemical, using anti-CD8, anti-FOXP3, anti-TGFβ, anti-TNFα and anti-NF-кB antibodies, comparing their with the types lesion, histological degree and intensity of the inflammatory infiltrate. The results were statistically significant for the parameters: cell maturity (p=0,0001), masses presence (p=0,038) and dismorphism (p=0,037), when associated to HMG. To compare the expression of the markers with the types lesion, a significantly higher expression of CD8 (p=0,001) and NF-кB (p=0,002) in the OED, and also a smaller expression of the epithelial TGFβ in the severe OEDs (p=0,011), without significant expression between OSCC degrees. By relating the expression of the studied markers with the inflammatory infiltrate intensity, a positive relation was observed with: inflammatory TNFα(p=0,003), epithelial TNFα and NF-кB (p=0,051 and p=0,004), in OEDs; and with CD8 (p=0,021) and TNFα (p=0,015) in conjunctive OSCCs; and a negative relation with epithelial TNFα (p=0,034) in OSCCs. No significant relation was found between FOXP3 with any of the studied variables. These findings lead to the conclusion that, the study of the invasive front is as important as the study of superficial masses for the evaluation of tumoral aggressiveness; the intensity of the inflammatory infiltrate has no use as a parameter for prognostic evaluation of OSCC in routine exams, but, the molecular events detected in this study may be necessary to give basis for determining the malignant potential in OEDs and aggressiveness in OSCCs
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/17142
Appears in Collections:PPGPO- Doutorado em Patologia Oral

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MartaRP.pdf1,86 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.