Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/17395
Título: Saúde psíquica e condições de trabalho dos profissionais de saúde nos hospitais da Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Autor(es): Costa, Maria Teresa Pires
Palavras-chave: Saúde psíquica. Condições de trabalho. Profissionais de saúde. Saúde do trabalhador. Trabalho hospitalar;Mental health. Working conditions. Occupational health. Occupational health. Hospital work
Data do documento: 18-Dez-2012
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: COSTA, Maria Teresa Pires. Saúde psíquica e condições de trabalho dos profissionais de saúde nos hospitais da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. 2012. 214 f. Tese (Doutorado em Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.
metadata.dc.description.resumo: A tese se propôs a avaliar a relação entre saúde psíquica e condições de trabalho em dois hospitais da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, a saber: Hospital Universitário Onofre Lopes e Hospital Universitário Ana Bezerra. Adotou como ponto de partida epistemológico a abordagem psicossociológica, considerando que a compreensão sócio-histórica do contexto é indispensável para entender os fenômenos em análise. As condições de trabalho e a saúde psíquica foram abordadas interdisciplinarmente, fundamentando a construção de um modelo compreensivo de saúde psíquica que orientou a investigação. O caminho metodológico utilizado foi a pesquisação. Essa foi desenvolvida, utilizando técnicas como análise documental, observação participante, entrevistas não estruturadas, grupo focal e aplicação de um protocolo de pesquisa composto pelo questionário de condições de trabalho, pelo Questionário de Saúde Geral (QSG-60), pela Escala de Bem-Estar Afetivo no Trabalho (JAWS-12) e por questões sociodemográficas. A análise dos resultados mostrou que os escores sintomáticos de saúde psíquica variam por hospitais e que a saúde psíquica sofre influência das condições de trabalho, sobretudo em aspectos referentes a três dimensões: condições físicas e materiais; processos e características do trabalho e o ambiente sociogerencial. Em referência à primeira dessas dimensões, destacaram-se a exposição aos riscos psicobiológicos e de acidentes, bem como as exigências de esforço físico. Na segunda dimensão, a complexidade das atividades e a responsabilidade implicada nas mesmas. E, na última, os fatores de organização da atividade, violência e ambiente conflitivo. Como a relação do indivíduo com seu contexto é dialética, os resultados encontrados corroboraram que quanto mais as condições de trabalho são desfavoráveis, maior a afetação da saúde psíquica e dos afetos com relação ao trabalho, repercutindo novamente no ambiente de trabalho. Portanto, ações de melhoria das condições de trabalho precisam ser estabelecidas para resultar, no efeito inverso, proporcionando o aumento dos afetos positivos e a redução dos sintomas psíquicos
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/17395
Aparece nas coleções:PPGPSI - Doutorado em Psicologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MariaTPC_TESE.pdf3,07 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.