Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/18360
Título: Avaliação de impacto ambiental e gestão dos recursos naturais no estuário Apodi Mossoró, nordeste do Brasil
Autor(es): Boori, Mukesh Singh
Palavras-chave: Impactos ambientais;Avaliação;Gestão ambiental;Vulnerabilidade ambiental
Data do documento: 21-Jul-2011
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: BOORI, Mukesh Singh. Avaliação de impacto ambiental e gestão dos recursos naturais no estuário Apodi Mossoró, nordeste do Brasil. 2011. 188 f. Tese (Doutorado em Geodinâmica; Geofísica) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2011.
Resumo: The aim of this study is to investigate the eco-environmental vulnerability, its changes, and its causes to develop a management system for application of eco-environmental vulnerability and risk assessment in the Apodi-Mossory estuary, Northeast Brazil. This analysis is focused on the interference of the landscape conditions, and its changes, due to the following factors: the oil and natural gas industry, tropical fruits industry, shrimp farms, marine salt industry, occupation of the sensitive areas; demand for land, vegetation degradation, siltation in rivers, severe flooding, sea level rise (SLR), coastal dynamics, low and flat topography, high ecological value and tourism in the region and the rapid growth of urbanization. Conventional and remote sensing data were analyzed using modeling techniques based on ArcGIS, ER-Mapper, ERDAS Imagine and ENVI software. Digital images were initially processed by Principal Component Analysis and transformation of the maximum fraction of noise, and then all bands were normalized to reduce errors caused by bands of different sizes. They were integrated in a Geographic Information System analysis to detect changes, to generate digital elevation models, geomorphic indices and other variables of the study area. A three band color combination of multispectral bands was used to monitor changes of land and vegetation cover from 1986 to 2009. This task also included the analysis of various secondary data, such as field data, socioeconomic data, environmental data and prospects growth. The main objective of this study was to improve our understanding of eco-environmental vulnerability and risk assessment; it´s causes basically show the intensity, its distribution and human-environment effect on the ecosystem, and identify the high and low sensitive areas and area of inundation due to future SLR, and the loss of land due to coastal erosion in the Apodi-Mossoró estuary in order to establish a strategy for sustainable land use. The developed model includes some basic factors such as geology, geomorphology, soils, land use / land cover, vegetation cover, slope, topography and hydrology. The numerical results indicate that 9.86% of total study area was under very high vulnerability, 29.12% high vulnerability, 52.90% moderate vulnerability and 2.23% were in the category of very low vulnerability. The analysis indicates that 216.1 km² and 362.8 km² area flooded on 1m and 10m in sea levels respectively. The sectors most affected were residential, industrial and recreational areas, agricultural land, and ecosystems of high environmental sensitivity. The results showed that changes in eco-environmental vulnerability have a significant impact on the sustainable development of the RN state, since the indicator is a function of sensitivity, exposure and status in relation to a level of damage. The model were presented as a tool to assist in indexing vulnerability in order to optimize actions and assess the implications of decisions makers and policies regarding the management of coastal and estuarine areas. In this context aspects such as population growth, degradation of vegetation, land use / land cover, amount and type of industrialization, SLR and government policies for environmental protection were considered the main factors that affect the eco-environmental changes over the last three decades in the Apodi-Mossoró estuary.
metadata.dc.description.resumo: O objetivo deste estudo é investigar a vulnerabilidade eco-ambiental, suas mudanças e suas causas e elaborar um sistema de gestão para a sua aplicação e para a avaliação de riscos no estuário do rio Apodi-Mossoró, região Nordeste do Brasil. Esta análise está enfocada na interferência nas condições da paisagem, e na sua alteração, dos seguintes fatores: a indústria de petróleo e gás; as indústrias de frutas tropicais; as fazendas de camarão; a indústria de sal marinho; a invasão de áreas sensíveis; demanda por terras; degradação da vegetação; assoreamento de rios; enchentes severas; aumento do nível do mar (SLR); dinâmica costeira; topografia baixa e plana; elevado valor ecológico e turístico da região e o rápido crescimento da urbanização. Dados convencionais e de sensoriamento remoto foram analisadas através das técnicas de modelagem usando os software ArcGIS, ER-Mapper, ENVI e ERDAS Imagine. As imagens digitais foram inicialmente processadas por Análise de Componentes Principais e transformação da fração máxima de ruído, então todas as bandas foram normalizadas para reduzir os erros causados por bandas de diferentes dimensões. Em seguida foram realizadas em Sistema de Informações Geográficas as análises de detecção de alterações, os modelos de elevação digital, os índices geomórficos e as demais variáveis da área de estudo. A combinação colorida de bandas multiespectrais foi empregada para acompanhar mudanças de uso/ocupação do solo e da cobertura vegetal entre os anos de 1986 a 2009. Essa tarefa também abrangeu a análise de vários dados secundários, como dados de campo, dados socioeconômicos, dados ambientais e perspectivas de crescimento. A intenção foi aprimorar a compreensão da vulnerabilidade natural e eco-ambiental e a influência destas na avaliação de riscos, definindo a intensidade, a distribuição e os efeitos sobre os ecossistemas, por meio da identificação de áreas de alta e baixa sensibilidade à inundação devido ao SLR futuro, e as perdas de terras devido à erosão costeira no vale do Apodi-Mossoró, de modo a se estabelecer uma estratégia de uso sustentável da terra. O modelo elaborado integra alguns fatores básicos como a geologia, a geomorfologia, os solos, o uso/cobertura do solo, a cobertura vegetal, a declividade, a topografia e a hidrologia. Os resultados numéricos indicaram que 9,86% do total da área de estudo estão sob vulnerabilidade muito elevada, 29,12% da área em alta vulnerabilidade, 52,90% da área em vulnerabilidade moderada e 2,23% está na categoria de muito baixa vulnerabilidade. As análises indicam a inundação de 216,1km² e 362,8km² de área para variações de 1m e 10m, respectivamente, nos níveis do mar. Os setores mais afetados serão as áreas residenciais, industriais e de recreação, os terrenos agrícolas, e ecossistemas de alta sensibilidade ambiental. Os resultados mostraram que as mudanças na vulnerabilidade eco-ambiental têm um impacto significativo no desenvolvimento sustentável do Estado do RN, uma vez que o indicador é uma função da sensibilidade, da exposição e do estado em relação a um nível de dano. O modelo é apresentado como uma ferramenta para auxiliar na indexação da vulnerabilidade, a fim de otimizar as ações e avaliar as implicações das tomadas de decisões e das políticas quanto à gestão de áreas costeiras e estuarinas. Nesse quadro os aspectos como crescimento populacional, degradação da vegetação, uso/ocupação do solo, grau e tipo de industrialização, SLR e as políticas governamentais para a proteção ambiental foram considerados os principais fatores que afetaram as mudanças eco-ambientais ao longo das três últimas décadas no estuário Apodi-Mossoró
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/18360
Aparece nas coleções:PPGG - Doutorado em Geodinâmica e Geofísica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MukeshSB_TESE.pdf3,11 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.