Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/19556
Título: As inter-ações entre espaço do corpo e o movimento dançado
Autor(es): Bezerra, Raphaelly Souza
Palavras-chave: Cinesfera;Corpo;Movimento;Espaço
Data do documento: 15-Jun-2012
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: BEZERRA, Raphaelly Souza. As inter-ações entre espaço do corpo e o movimento dançado. 2012. 150f. Dissertação (Mestrado em Artes Cênicas) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.
Resumo: This dissertation seeks to reflect about the relations between danced movement and body space (Kinesphere), and their contributions to the expansion of the expressive possibilities of the subject on dancing. According to Rudolf Laban there is no space that is empty, because it is always being modified and signified at every moment by the movement. Space exists because we interact with it, at the same time movement occours configuring a signifcant space that is incessantly transformed. In this sense, space, body and movement appear in this research as interconnected and interdependent. For this discussion we have as main interlocutor the studies of Rudolf Laban. The nature of this research is qualitative and descriptive. This is a context that embraces the phenomenon of dance and as such it is based on a dimension that doesn't deal with mensurability, but with the art scene, fruitful in its infinite openness to the creation of multiple significances for what has been lived. We also propose to present a report about the practical study developed in the discipline Coreologia in the licentiate course of Dance in UFRN, as well as the analysis of the interviews applied to students of this curricular component. The questions were developed in a way that lead to a reflection about the experience of those interviewed in this discipline, thus generating material for us to discuss how the students perceive dance based on the relational study between space and movement. We realize that this study may favor an understanding of the relations that the experienced movement in the act of the dance weaves along the spatiality that receives and fills our bodies, resignifying the vision of a space which is restrict to the mere place were the body moves and occupies. It also favors the reflections concerning the body that moves and creates spatiality when dancing, thereby bringing to the Performing Arts a chance to think and to experience on the expansion of the expressive gesture in dance and beyond it, led by the recognition of the principles that organize human movement pointed by Laban. It also contributes on the formation of the students in licentiate courses of Dance by questioning the ways to appropriate the contents worked in a graduation discipline as regards to the availability of the body for dance. This dissertation is divided in three parts, called Impulsos. In the First Impulso: “Primeiros Gestos Textuais”, we find an introduction to concepts and ideas of body, movement and space that permeates all the work. In the Second Impulso: "Nós", the triad body-space-motion is discussed using the metaphorical image of a knot that binds these three concepts. The third and final Impulso: "Enlaces" deal with impressions and discoveries lived during the experimentation of the principles of inter-actions studied here, in the lessons of the already mentioned discipline
metadata.dc.description.resumo: Esta dissertação busca refletir a respeito das relações entre movimento dançado e espaço do corpo (cinesfera), e suas contribuições para a ampliação das possibilidades expressivas do sujeito ao dançar. Segundo Rudolf Laban não há espaço que seja vazio, pois este está sendo modificado e significado a todo o momento pelo movimento. O espaço existe porque interagimos com ele, ao mesmo tempo em que o movimento acontece configurando um espaço de significância que é incessantemente transformado. Neste sentido, espaço, corpo e movimento, aparecem nesta investigação enquanto interligados e interdependentes. Para esta discussão temos como principal interlocutor os estudos de Rudolf Laban. A pesquisa é de natureza qualitativa do tipo descritiva. Trata-se de um contexto que abarca o fenômeno da dança e como tal se funda numa dimensão que não lida com o mensurável, mas sim com o cenário da arte, fecundo na sua infinita abertura à criação de múltiplas significâncias para o vivido. Propomos apresentar ainda um relato sobre o estudo prático desenvolvido na disciplina Coreologia, do curso de Licenciatura em Dança da UFRN, e a análise das entrevistas aplicadas aos discentes deste componente curricular. As questões foram desenvolvidas de maneira a suscitar uma reflexão acerca da experiência dos entrevistados nesta disciplina, gerando assim material para que pudéssemos discutir o modo como os discentes percebem a dança a partir do estudo relacional entre espaço e movimento. Compreendemos que este estudo pode favorecer um entendimento das relações que o movimento experienciado no ato da dança vai tecendo junto à espacialidade que recebe e preenche nossos corpos, resignificando uma visão do espaço que o restringe a um mero lugar em que o corpo se move e dele se ocupa. Também favorece a reflexão em torno de um atentar sobre o corpo que se move e constrói uma espacialidade quando dança, trazendo desse modo para as Artes Cênicas uma possibilidade de pensar e vivenciar sobre a ampliação do gestual expressivo na dança e para além dela a partir do reconhecimento dos princípios que organizam o movimento humano apontados por Laban. Contribui ainda, para a formação docente dos alunos de Licenciatura em Dança no sentido de questionar os modos de apropriação dos conteúdos trabalhados numa disciplina de graduação no que se refere à disponibilidade do corpo para a dança. Este trabalho dissertativo encontra-se dividido em três partes, denominadas de Impulsos. No Primeiro Impulso: “Primeiros Gestos Textuais”, encontramos uma introdução aos conceitos e ideias de corpo, movimento e espaço que permeiam todo o trabalho. No Segundo Impulso: “Nós!”, a tríade corpo-espaço-movimento é discutida a partir da imagem metafórica de um nó que ata esses três conceitos. O Terceiro e último Impulso trata das impressões e descobertas vivenciadas durante o processo de experimentação, na disciplina já mencionada, dos princípios de inter-ações aqui estudados
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/19556
Aparece nas coleções:PPGAC - Mestrado em Artes Cênicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
RaphaellySouzaBezerra_DISSERT.pdf2,1 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.