Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/19924
Título: Escrita colaborativa com google docs: flash fiction, noticing e aprendizagem de inglês como L2
Autor(es): Leandro, Diêgo Cesar
Palavras-chave: Escrita colaborativa;Google docs;Flash fiction;Noticing;Aprendizagem;Inglês como L2
Data do documento: 4-Dez-2014
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: LEANDRO, Diêgo Cesar. Escrita colaborativa com google docs: flash fiction, noticing e aprendizagem de inglês como L2. 2014. 100f. Dissertação (Mestrado em Estudos da Linguagem) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
Resumo: Google Docs (GD) is an online word processor with which multiple authors can work on the same document, in a synchronous or asynchronous manner, which can help develop the ability of writing in English (WEISSHEIMER; SOARES, 2012). As they write collaboratively, learners find more opportunities to notice the gaps in their written production, since they are exposed to more input from the fellow co-authors (WEISSHEIMER; BERGSLEITHNER; LEANDRO, 2012) and prioritize the process of text (re)construction instead of the concern with the final product, i.e., the final version of the text (LEANDRO; WEISSHEIMER; COOPER, 2013). Moreover, when it comes to second language (L2) learning, producing language enables the consolidation of existing knowledge as well as the internalization of new knowledge (SWAIN, 1985; 1993). Taking this into consideration, this mixed-method (DÖRNYEI, 2007) quasi-experimental (NUNAN, 1999) study aims at investigating the impact of collaborative writing through GD on the development of the writing skill in English and on the noticing of syntactic structures (SCHMIDT, 1990). Thirtyfour university students of English integrated the cohort of the study: twenty-five were assigned to the experimental group and nine were assigned to the control group. All learners went through a pre-test and a post-test so that we could measure their noticing of syntactic structures. Learners in the experimental group were exposed to a blended learning experience, in which they took reading and writing classes at the university and collaboratively wrote three pieces of flash fiction (a complete story told in a hundred words), outside the classroom, online through GD, during eleven weeks. Learners in the control group took reading and writing classes at the university but did not practice collaborative writing. The first and last stories produced by the learners in the experimental group were analysed in terms of grammatical accuracy, operationalized as the number of grammar errors per hundred words (SOUSA, 2014), and lexical density, which refers to the relationship between the number of words produced with lexical properties and the number of words produced with grammatical properties (WEISSHEIMER, 2007; MEHNERT, 1998). Additionally, learners in the experimental group answered an online questionnaire on the blended learning experience they were exposed to. The quantitative results showed that the collaborative task led to the production of more lexically dense texts over the 11 weeks. The noticing and grammatical accuracy results were different from what we expected; however, they provide us with insights on measurement issues, in the case of noticing, and on the participants‟ positive attitude towards collaborative writing with flash fiction. The qualitative results also shed light on the usefulness of computer-mediated collaborative writing in L2 learning.
metadata.dc.description.resumo: O Google Docs (GD) é um editor online de textos por meio do qual múltiplos autores podem trabalhar síncrona ou assincronamente em um mesmo documento, o que pode auxiliar no desenvolvimento da habilidade de escrita em inglês (WEISSHEIMER; SOARES, 2012). Ao escrever colaborativamente, os aprendizes têm mais oportunidades para perceber as lacunas na sua produção escrita, visto que são expostos a mais insumo linguístico por parte dos colegas coautores (WEISSHEIMER; BERGSLEITHNER; LEANDRO, 2012), e priorizam o processo de (re)construção textual, em detrimento da preocupação com o produto final (i.e., o texto pronto) (LEANDRO; WEISSHEIMER; COOPER, 2013). Ademais, no processo de aprendizagem de uma segunda língua (L2), a produção de linguagem propicia a consolidação de conhecimentos existentes e a criação de novos conhecimentos (SWAIN, 1985; 1993). Levando isto em consideração, o presente estudo, de natureza quasi-experimental (NUNAN, 1992) e abordagem mista (DÖRNYEI, 2007), objetiva investigar o impacto da escrita colaborativa mediada pela ferramenta GD no desenvolvimento da habilidade de escrita em Língua Inglesa (LI) e na percepção de erros sintáticos ou noticing (SCHMIDT, 1990). Trinta e quatro licenciandos em Letras/Inglês integraram o estudo, sendo 25 no grupo experimental e nove no grupo controle. Ambos os grupos passaram por um pré-teste e por um pós-teste para que pudéssemos medir o noticing de estruturas sintáticas. Os participantes do grupo experimental foram expostos a uma experiência de aprendizagem híbrida, a qual consistiu em aulas presenciais de leitura e produção escrita em LI e na escrita colaborativa de três narrativas completas contadas em 100 palavras, denominadas flash fiction (FF), fora de sala de aula, online por meio do GD, durante 11 semanas. O grupo controle teve igualmente aulas presenciais de leitura e produção escrita em LI, porém não praticou nenhum tipo de escrita colaborativa. Analisamos a primeira e a última narrativa produzida pelos participantes do grupo experimental a fim de medir a acurácia gramatical, operacionalizada como a quantidade de erros gramaticais a cada 100 palavras (SOUSA, 2014) e a densidade lexical, operacionalizada como a relação entre o número de palavras produzidas com propriedades lexicais e o número de palavras produzidas com propriedades gramaticais (WEISSHEIMER, 2007; MEHNERT, 1998). Adicionalmente, os participantes do grupo experimental responderam a um questionário online sobre a experiência híbrida a qual foram expostos. Os resultados quantitativos mostram que os participantes passaram a produzir textos com mais densidade lexical após 11 semanas de intervenção pedagógica. Já os resultados quantitativos do noticing e da acurácia gramatical foram contrários ao esperado, porém nos fornecem insights sobre o modelo de teste, no caso do noticing, e sobre a atitude – positiva – dos participantes em relação à escrita colaborativa de FF. Os resultados qualitativos evidenciam a utilidade da escrita colaborativa mediada por tecnologia no processo de aprendizagem de L2.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/19924
Aparece nas coleções:PPGEL - Mestrado em Estudos da Linguagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DiegoCesarLeandro_DISSERT.pdf2,78 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.