Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/20651
Título: O Americanismo visto do Musée de l’Homme: etnografia e internacionalismo científico: o exemplo da Amazônia
Autor(es): Cavignac, Julie Antoinette
Palavras-chave: Americanismo;antropologia francesa;Musée de l’Homme
Data do documento: 2011
Citação: CAVIGNAC, Julie Antoinette. O Americanismo visto do Musée de l’ Homme: etnografia e internacionalismo científico: o exemplo da Amazônia. Revista Anthropológicas, v. 22, n. 1, p. 119-140, 2011.
Resumo: In the precursory works of French anthropology it can be found out that techniques and material culture have a high standing: the Musée de l'Homme, inaugurated in 1937, is no longer a colonial museum, but a modern museum testifying the diversity of human societies and conceived as a show window of humanity. Linking research and teaching, it is in this period that professional ethno-graphy starts in France: the two ‘Lévi-Strauss’ missions, in 1935 and 1938, comprise the project of collecting objects for the Musée de l'Homme and at the same time, represent the beginning of a new phase of Americanism no longer oriented to material culture, but to the study of social structures. We will appraise the importance of this shift of emphasis for Americanist studies in the Amazon and the consolidation of a network of international research during World War II emphasizing French participation (Métraux and Lévi-Strauss) in the Handbook of South American Indians.
metadata.dc.description.resumo: Nos trabalhos precursores da antropologia francesa, verificamos que as técnicas e a cultura material ocupam um lugar de destaque: o Musée de l'Homme, inaugurado em 1937, não é mais um museu colonial, é um museu moderno que apresenta testemunhos da diversidade das sociedades humanas e que foi pensado como a vitrine da humanidade. Unindo a pesquisa ao ensino, é neste período que a etnografia profissional inicia na França: as duas missões ‘Lévi-Strauss’, em 1935 e 1938, integram o projeto de colecionar objetos para o Musée de l'Homme e, ao mesmo tempo, marcam o início de uma nova fase do Americanismo voltado não mais para a cultura material, mas para o estudo das estruturas sociais. Iremos aqui avaliar a importância dessa mudança de foco para as pesquisas americanistas na Amazônia e consolidação de uma rede de pesquisa internacional durante a Segunda Guerra Mundial, com destaque para a participação de franceses (Métraux e Lévi-Strauss) no Handbook of South American Indians (EUA).
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/20651
Aparece nas coleções:CCHLA - DANT - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Americanismo visto do Musée_2011.pdf320,53 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.