Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21285
Título: Entre Calíope e Clio: os gêneros discursivos orais em livros didáticos de português e de história do nono ano
Autor(es): Silva, Francisco Leilson da
Palavras-chave: Livro didático de Português e História;Gêneros discursivos orais;Discurso;Oral/Oralidade;Atividades
Data do documento: 29-Fev-2016
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: SILVA, Francisco Leilson da. Entre Calíope e Clio: os gêneros discursivos orais em livros didáticos de português e de história do nono ano. 2016. 152f. Dissertação (Mestrado em Estudos da Linguagem) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Resumo: This work analyzes oral genres in four textbooks from ninth level of Elementary school that consists in two books of Portuguese language and two of the History. The research investigates written text, in order to identify how the manuals referred treats orality as an indicator function in the classroom. To reflect about this work with oral genres it has bases on Bakhtin (2011), Rojo (2005) and Dolz, Scheneuwly, Pietro, Zahnd (2011). Based on these studies, it finds out that the presence of orality in the textbook also has limitations. However, it presents major advances compared to a past not too distant when orality is ostracized or it is only mentioned as a possibility for realization of the text through speech. It understands that after more than fifteen years since the publication of the Parâmetros Curriculares de Língua Portuguesa (1998), Portuguese textbooks start activities that stimulate a dialogue and promote opportunities to reflect about the use of strategies that guide and enhance the oral ability in the teaching of genres (formal and informal), aiming to promote interaction that involves listening and talking to the other. Latently, History books show a slight transformation related to the oral genres. In some activities, they try to prepare the student and thus corroborate the understanding that to teach reading, writing and speaking is the duty of all areas, resulting in a more effective learning of orality through a dialogic relation of the process of organization and production of oral discursive genres.
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho analisa a presença dos gêneros discursivos orais em quatro livros didáticos do nono ano do Ensino Fundamental, assim subdivididos: dois livros de Língua Portuguesa e dois de História. Realiza a investigação a partir da análise do texto escrito, com o objetivo de identificar como os referidos manuais tratam a oralidade em sua função de indicadora de atividades em sala de aula. Para conduzir a reflexão sobre o trabalho com esses gêneros discursivos orais e como evidenciam a presença da fala como objeto de aprendizagem, fundamentamo-nos nos seguintes autores: Bakhtin (2011), Vieira (2007) e Dolz, Scheneuwly, Pietro, Zahnd, (2011). Com base nesses estudos, constatamos que a presença da oralidade no livro didático ainda apresenta limitações. Porém, já identificamos avanços em comparação a um passado não muito distante em que a oralidade estava condenada ao ostracismo ou apenas citada como uma possibilidade de realização do texto por meio da fala. Entendemos que passados mais de quinze anos da publicação dos Parâmetros Curriculares de Língua Portuguesa (1998), os livros didáticos de Língua Portuguesa iniciam um trabalho com atividades que estimulam o diálogo e promovem oportunidades de reflexão sobre o uso de estratégias que orientam e potencializam a habilidade oral no ensino dos gêneros (formais e informais), a fim de promover uma interação que passe pela escuta e pela fala do outro. De forma latente, os livros de História apresentam uma leve transformação especificando os gêneros discursivos orais. Em algumas atividades, tenta preparar o aluno e, assim, corrobora para o nosso entendimento de que ensinar a ler, a escrever ea falar é dever de todas as áreas, tendo como resultado uma aprendizagem mais efetiva da oralidade por meio de uma relação dialógica do processo de organização e produção dos gêneros discursivos orais.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/21285
Aparece nas coleções:PPGEL - Mestrado em Estudos da Linguagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
FranciscoLeilsonDaSilva_DISSERT.pdf12,41 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.