Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21552
Título: Avaliação de atividades farmacológicas e toxicidade de plantas medicinais do semiárido do Nordeste brasileiro
Autor(es): Silva, Gabriel Araújo da
Palavras-chave: Chrysobalanaceae;S. mombim x S. tuberosa;Turnera ulmifolia Linn. var. elegans;Extratos;Atividade antioxidante;Toxicidade
Data do documento: 12-Nov-2015
Citação: SILVA, Gabriel Araújo da. Avaliação de atividades farmacológicas e toxicidade de plantas medicinais do semiárido do Nordeste brasileiro. 2015. 190f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento e Inovação Tecnológica em Medicamentos) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Resumo: This study combines one ethnopharmacological approach within the traditional use of species such as screening, in association with phylogenetic aspects, considering the scientific evidences regarding the chemical composition and pharmacological activities in other species within the same genus. This is associated with assessments of antioxidant and hepatoprotective activities already performed in previous studies from the research group using the crude extract of Spondias mombim×S. tuberosa and Turnera ulmifolia Linn. var. elegans, which indicated a positive therapeutic effect, as well as the importance of a toxicological evaluation, other pharmacological activities and the elucidation of the major compounds present in crude extracts and fractions of Licania tomentosa Benth. Fritsch, C. impressa Prance, L. rigida Benth., S. mombim×S. tuberosa and Turnera ulmifolia Linn. var. elegans. Thus, leaf extracts and their fractions relating to the above mentioned species were characterized for chemical composition, pharmacological activities by in vitro and ex vivo assays, as well as the in vivo evaluation of toxicity. The chemical composition of crude extracts and fractions were evaluated by a validated chromatographic procedure and spectrometric techniques, which enabled the identification and/or characterization of compound majority. This analysis pointed that extracts and their fractions are a source of phenolic compounds, especially flavonoids and their glycosides such as flavonls-3-O-glicosilates. In the leaf extract of S. mombim×S. tuberosa and its rich in flavonoids fraction, called FRF, was isolated and characterized rutin as major compound of this species. Regarding the antioxidant activity, only the methanol S. mombim×S. tuberosa leaf extract and its FRF showed a marked DPPH free radical scavenging capacity, while FRP was only one able to protect the erythrocyte integrity by preventing its hemolysis by inhibiting lipid lipoperoxidation and maintaining the GSH levels. The other extracts induced hemolysis. This antioxidant effect is associated to chemical composition in all extracts and fractions. The antimicrobial activity assessment showed just a moderate bactericidal effect in the presence of the S. mombim×S. tuberosa extract and its FRP. The toxicological assessment of all extracts in a murine model, using a single dose of the extract at a concentration of 2000 mg / kg, showed no toxic effect. Therefore, the results described herein promote a complementary scientific knowledge, enabling the use of these plant species leaves as a therapeutic resource, allowing the rational use of the same, and control the indiscriminate extraction due to medical uses no scientifically validated, here in Northeastern Brazil and worldwide.
metadata.dc.description.resumo: Este estudo conjuga uma abordagem etnofarmacológica no âmbito do uso tradicional das espécies como triagem, em associação a aspectos filogenéticos, considerando que há comprovações científicas quanto à composição química e atividades farmacológicas em outras espécies dentro dos mesmos gêneros. Isto está associado a avaliações das atividades antioxidante e hepatoprotetora já realizado em estudos prévios do grupo de pesquisa usando o extrato bruto do Spondias mombin×S. tuberosa e Turnera ulmifolia Linn. var. elegans, que indicaram um efeito terapêutico positivo, além da da importância de uma avaliação toxicológica, outras atividades farmacológicas e a elucidação dos compostos majoritários presentes nos extratos brutos e frações de Licania tomentosa Benth. Fritsch, C. impressa Prance, L. rigida Benth., S. mombim×S. tuberosa e T. ulmifolia Linn. var. elegans. Assim, os extratos das folhas e suas frações referentes às espécies supracitadas foram caracterizados quanto a composição química, atividades farmacológicas através de ensaios in vitro e ex vivo, além da avaliação in vivo de sua toxicidade. A composição química dos extratos brutos e suas frações foram avaliadas por um método cromatográfico validado e por técnicas espectrofotométricas, que possibilitam a identificação e/ou caracterização de compostos majoritários. Esta análise indicou que os extratos e suas frações são uma fonte de compostos fenólicos, principalmente flavonóis e seus glicosídeos, tais como flavonóis-3-O-glicosilados. Em relação à atividade antioxidante, apenas o extrato metanólico das folhas de S. mombim×S. tuberosa e a FRF apresentaram uma acentuada capacidade de sequestro do radical livre DPPH•, enquanto que FRP foi único capaz de proteger a integridade celular dos eritrócitos ao prevenir a hemólise, inibindo a lipoperoxidação lípica e mantendo os níveis de GSH. Os outros extratos induziram hemólise. Este efeito antioxidante está associado à composição química presente em todos os extratos e frações. A avaliação da atividade antimicrobiana só apresentou um moderado efeito bactericida com o extrato de S. mombim×S. tuberosa e a FRF. A avaliação toxicologica de todos os extratos em modelo murino, utilizando-se a dose única do extrato na concentração de 2000 mg/kg, não mostrou qualquer efeito tóxico. Portanto, os resultados aqui descritos promovem um conhecimento científico complementar, viabilizando o uso das folhas dessas espécies vegetais como recurso terapêutico, permitir o aproveitamento racional das mesmas, e um controle do extrativismo indiscriminado devido a usos medicinais não validados cientificamente, cá no Nordeste do Brasil e no mundo.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21552
Aparece nas coleções:PPGDITM - Doutorado em Desenvolvimento e Inovação Tecnológica em Medicamentos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
GabrielAraujoDaSilva_TESE.pdf9,48 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.