Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21705
Título: Os griôs aportam na escola: por uma abordagem metodológica da literatura infantil negra nos anos iniciais do ensino fundamental
Autor(es): Campos, Wagner Ramos
Palavras-chave: Ensino de literatura infantil negra;Mediação;Relações étnico-raciais;Anos inicias do ensino fundamental
Data do documento: 29-Jun-2016
Citação: CAMPOS, Wagner Ramos. Os griôs aportam na escola: por uma abordagem metodológica da literatura infantil negra nos anos iniciais do ensino fundamental. 2016. 270f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Centro de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Resumo: Studies black children literature mediation pedagogic process in the context of the reader formation and the ethnic-racial relations in the initial series of Primary School in a qualitative approach. Conceptualizes black children literature as a set of literary works produced for childhood that presents as central theme aspects of the History and Cultures of black people, in the Diaspora or in the African continent. The expression black literature was systematized since the end of the 1970 by the Collection Cadernos Negros, whose authors linked it directly to the historical fight of the Brazilian black movements for freedom, equality and against racial discrimination. It is justified by the fact that, after 13 years of the promulgation of the Law 10.639/2003, that obliges the teaching of History and Afro-Brazilian Culture in high and primary school, research pinpoint for the low level of its implementation. In the teaching of Children’s Literature, the school takes the risk of promoting the pupils’ first contact with distorted representations about themselves and their ethnic-cultural legacy, contributing to a cultural alienation, that sediment the domination of some ethnicities over others. Objectives to investigate possible work with Black Children’s Literature for an affirmative construction of black’s identity and the combat to racism in the primary school. It is based on the arrttm2Crb2hheeesl00haeaeaaas01icduotdddl85d kimreeea))r eprrri. etp.td'' aiAssnitoteCrcr i'nntanoarshfi e liontcia nL(ilcifrc tdVpriiemytttnariYaphe oegmaatGatrnne itnat(Ooe is' tdrAoswn Tlue inM setirSo nepeeLdKArar rt iukYrhRa(totc ceSr,acfhI harIoyLte1eL at rHwsi9 VtrmosfuA9aeafAenorsea9v,s, erd doo,)2i 2m m, irf0 ibn0 nsl(pae1iyg 1cCttlt2 eel2ithAtuom,hmrh ;nDd n2aeeCieeti E0 c nnduUi-­‐1MlnotigrriTea3tftae Ad eeIt,tc ,i rRrh (ciIowa2asSSueTnerli0OE l tO yctirh1RUiudt Ren 0i,prZela oI ;aa1anA,e na tlrA9ts , i t iooti91sLf2cihcifn9dV9ic0 eapst;e9Ea0t hf ant1FfiS(9etcoiHtiR;,o ; nilf 2tdnAEogeAiO0i eILx lnMTowl1sLpLogb A2IA,eiw sVtS()2raRehHi Ei,0trn ,e I tv2IaLf0gnfiRial0tiH0 cclctuAa,0tie,t Aod xi,i5,2o o ,2nee t)0nns ,02ch2, a 0:aa 00efi0 nrlno6pn 01 d1etr ;e c )2a h0maphdC.id; e) ne aaA,alioYd UfrgontNlraUauiosggBeogDceegiN tlonctasniiAaeE gcc nccUrooaaiSdkaecsffll,, intervention in a 3d year class from a public state school of Natal-RN, Brazil. It included a formation for the class teacher and the planning and conjunct implementation of 13 reading sessions of 6 books: Um safári na Tanzânia (KREBS, CAIRNS, 2007), O presente de Ossanha (SANTOS, VENEZA, 2006), Kofi e o menino de fogo (LOPES, MOREAU, 2008), Bruna e a galinha d'Angola (ALMEIDA, SARAIVA, 2011), As panquecas de Mama Panya (CHAMBERLIN, CAIRNS, 2005) e Anansi, o velho sábio (KALEKI, GÖTTING, 2007). For data collecting it were used audio and video register, field journal and semi-structured interview. The corpus was composed of 17 subjects, aged between 7 and 9 years. The results of the analyses point to a diversity of the subjects’ response due to the complexity of the ethnic identity problem, immerse in historic-social and psychological processes that actualize racism, which represents great challenge to the mediators, that, on their turn, have in literature a promising field for facing it, as this research indicates.
metadata.dc.description.resumo: Estuda o processo pedagógico de mediação de leitura de literatura infantil negra no contexto da formação do leitor e da educação das relações étnico-raciais nos Anos Inicias do Ensino Fundamental, em urna abordagem qualitativa. Conceitua-se literatura infantil negra corno o conjunto de obras literárias produzidas para a infância que representa como tema central aspectos das histórias e das culturas dos povos negros, seja na diáspora ou no continente africano. A expressão literatura negra sistematizou-se com a coletânea Cadernos Negros, cujos autores ligaram-na diretamente ao histórico de lutas dos movimentos negros brasileiros pela liberdade', igualdade e contra a discriminação racial. Este estudo se justifica pelo fato de, após 13 anos da promulgação da Lei 10.639/2003, que obriga o ensino de História e Cultura Afro-Brasileira nos estabelecimentos de ensino fundamental e médio, pesquisas apontam para seu baixo nível de implementação. No ensino de literatura infantil, a escola corre o risco de promover o primeiro contato dos aprendizes com representações distorcidas de si e de seu legado étnico-cultural, contribuindo com a alienação cultural, que sedimenta o domínio de urnas etnias sobre outras. Objetiva-se investigar possibilidade de trabalho com obras de literatura infantil negra para a construção.efirmativa das identidades negras e o combate ao racismo nos AIEF. Parte do pressuposto teórico de que a mediação de leitura literária nos moldes da andaimagem, em urna lógica de formação leitora que privilegie a experiência estética literária, pode influenciar os processos de recepção leitora, dentre eles, a identificação com personagens de ficção, que participa da formação das identidades culturais (HALL, 2000). Recorre a um referencial teórico formado pela interseção dos seguintes eixos: mediação pedagógica (VYGOTSKV, 1999), literatura (SOUZA, 2009; AMARILHA, 2012; YUNES, 2015) literatura infantil (CADEMARTORI, 1991; OLIVEIRA, 2010), literatura infantil negra (SILVA, 2012; CUTI, 2010; ALVES, 2012), leitura de ficção e a formação do leitor (AMARILHA, 2012, 2013; ISER, 1999; FREITAS, 2005), formação da identidade negra e educação das relações étnico-raciais (HALL, 2000, 2006; CANDAU, 2008). Implementou-se uma pesquisa-ação, através da observação participante com intervenção pedagógica junto a urna turma do 3° ano dos AIEF de urna escola estadual de Natal/RN, Brasil, que incluiu urna etapa de formação junto à professora e o planejamento e implementação conjuntas de 13 sessões de leitura de 6 obras: Um safári na Tanzânia (KREBS, CAIRNS, 2007), O presente de Ossanha (SANTOS, VENEZA, 2006), Koji e o menino de fogo (LOPES, MOREAU, 2008), Bruna e a galinha d'Angola (ALMEIDA, SARAIVA, 2011), As panquecas de Mama Panya (CHAMBERLIN, CAIRNS, 2005) e Anansi, o velho sábio (KALEKI, GOTTING, 2007). Para a coleta de dados, foram utilizados o registro em áudio e vídeo, a entrevista semiestruturada e o diário de campo. O corpus foi composto de 17 sujeitos, com faixa etária entre 7 e 9 anos. Os resultados das análises apontam para a diversidade de resposta dos sujeitos devido à complexidade do problema da identidade étnica, imerso em processos histórico-sociais e psicológicos que atualizam o racismo, o que representa grande desafio aos mediadores, que, por sua vez, têm na literatura campo promissor para seu enfrentamento, conforme indica esta pesquisa.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21705
Aparece nas coleções:PPGED - Mestrado em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
WagnerRamosCampos_DISSERT.pdf5,82 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.