Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22189
Título: Dificuldades no registro de informações nos prontuários de uma unidade básica na percepção de trabalhadores da saúde
Autor(es): Cacho, Polyana de Oliveira
Palavras-chave: Prontuário;Informação;Qualidade e atenção primária
Data do documento: 31-Ago-2016
Citação: CACHO, Polyana de Oliveira. Dificuldades no registro de informações nos prontuários de uma unidade básica na percepção de trabalhadores da saúde. 2016. 51f. Dissertação (Mestrado Profissional em Gestão da Qualidade em Serviços de Saúde) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Resumo: The record is the most popular means of communication at all levels of care in the health area. Its proper fulfillment is critical to the Good Practices of the Services. Despite its importance, the incomplete filling is still part of the routine of many care units. This study aimed to identify the main difficulties in the registration information in the records of a Basic Health Unit in Natal, in the perception of health workers. The research was cross qualitative. Data were collected through focus group meetings audios records held seventeen professionals responsible for completing records in that unit. Data analysis was performed using the Alceste textual analysis software, with the help of the cause and effect diagram. The results showed that the professionals know the importance of medical records in the care process to health and value information for clinical practice. The difficulties encountered are related to the lack of presentation of documents identifying users through the opening of new records, shortcomings in the records of vital signs and anthropometric data, and the large number of queries. The resolution of the difficulties reported depends on various levels of management, and also run through the improvement of local labor, implementation of continuing education and empowerment of users through a more humanized care.
metadata.dc.description.resumo: O prontuário é o meio de comunicação mais utilizado em todos os níveis de assistência na área de saúde. O seu preenchimento adequado é fundamental para as Boas Práticas dos Serviços. Apesar de sua importância, o preenchimento incompleto ainda faz parte da rotina de muitas unidades de assistência. O presente trabalho teve como objetivo conhecer as principais dificuldades no registro de informações nos prontuários de uma Unidade Básica de Saúde, no município de Natal, na percepção dos trabalhadores da saúde. A pesquisa foi transversal de natureza qualitativa. Os dados foram obtidos através dos registros de áudios das reuniões de grupo focais realizadas com dezessete profissionais responsáveis pelo preenchimento de prontuários na referida Unidade. A análise dos dados foi feita através do software de análise textual Alceste, com ajuda do diagrama de causa efeito. Os resultados demonstraram que os profissionais conhecem a importância do prontuário no processo de assistência à saúde e valorizam as informações para prática clínica. As dificuldades encontradas estão relacionadas com a falta de apresentação dos documentos que permitem identificar os usuários durante a abertura de novos prontuários, falhas nos registros dos sinais vitais e dados antropométricos, além do grande número de consultas. A resolução das dificuldades relatadas depende de vários níveis de gestão, e perpassam também pela melhoria do processo de trabalho local, implementação de educação permanente e empoderamento dos usuários através de um acolhimento mais humanizado.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22189
Aparece nas coleções:QUALISAÚDE - Mestrado Profissional Gestão da Qualidade em Serviços de Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PolyanaDeOliveiraCacho_DISSERT.pdf1,09 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.