Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/23141
Título: Significação não natural e implicaturas: o projeto de Herbert Paul Grice
Autor(es): Oliveira, Everton Tiago Alves de
Palavras-chave: Filosofia da linguagem;Significação;Comunicação;Implicaturas;Pragmática
Data do documento: 13-Dez-2016
Citação: OLIVEIRA, Everton Tiago Alves de. Significação não natural e implicaturas: o projeto de Herbert Paul Grice. 2016. 94f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Resumo: This work will discuss about Herbert Paul Grice‟s vision relatively to the Language and the humane communicaton processing. Grice‟s theory it is important, because it is pioneer in such proposition that concerns to the separation between natural meaning and the non natural meaning. In his approaching, the natural meaning tracts of a natural conection among facts and the non natural meaning of conventions that associate facts without natural relations among themselves, being this last one what possibilites the humane communication. According to Grice‟s theory there are four types of non natural meaning, as to know: timeless meaning, the timeless applied meaning, the occasion-meaning and the utterer‟s meaning. Grice is more known by his definition about the utterer‟s meaning, that had raised so much interesting in the scope of the language Philosophy. In our research, we had identified that anyother author approaches something about the theory of the conversational implicatures relating it with the four layers of non natural meaning identified by the author. This fact had influenced in the modus as the conversational implicatures were analised until now. Once said that, our intention here is to show that the conversations implicatures are an analyse of what Grice names of occasion- meaning. When performing this work we will be contributing to clerify the gricean thought as a coherent whole, to which the author by himself would refer as “a most amplified project”, demonstrating that these notions are not isolated, but parts of the same approaching of the humane communication processing. Finally, to identify the implicatures as the occasion-meaning, we will present how the divisions of the layers of the meaning done by the author can help to explain the distnctions between semantics and pragmatic.
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho discorrerá sobre a visão de Herbert Paul Grice em relação a linguagem e o processo de comunicação humana. A teoria de Grice é importante, pois é pioneira no que concerne a separação entre a significação natural e a significação não natural. Na sua abordagem, a significação natural trata de uma conexão natural entre fatos e a significação não natural de convenções que associam fatos sem relações naturais entre si, sendo esta última o que possibilita a comunicação humana. Segundo Grice há quatro tipos de significação não natural, a saber: a significação atemporal, a significação atemporal aplicada, a significação de ocasião e a significação do locutor. Grice é mais conhecido por sua definição de significação do locutor, que suscitou muito interesse no âmbito da filosofia da linguagem. Em nossa pesquisa identificamos que nenhum autor aborda a teoria das implicaturas conversacionais relacionando-a com as quatro camadas de significação não natural identificadas pelo autor. Este fato influiu no modo como as implicaturas conversacionais foram analisadas até agora. Dito isto, nossa intenção aqui é de mostrar que as implicaturas conversacionais são uma análise do que Grice chama de significação de ocasião. Ao realizarmos este trabalho estaremos contribuindo para mostrar o pensamento griceano como um todo coerente, ao qual o próprio autor se referia por “um projeto mais amplo”, demonstrando que essas noções não são isoladas, mas partes de uma mesma abordagem do processo de comunicação humana. Finalmente, por identificar as implicaturas enquanto significação de ocasião, mostraremos como a divisão das camadas de significação feitas pelo autor ajudam a esclarecer a distinção entre semântica e pragmática
URI: http://hdl.handle.net/123456789/23141
Aparece nas coleções:PPGFIL - Mestrado em Filosofia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
EvertonTiagoAlvesDeOliveira_DISSERT.pdf791,08 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.