Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24471
Título: Análise sobre a distribuição espacial da produção imobiliária privada no município de Natal/RN entre 1990 e 2015
Título(s) alternativo(s): Analisys upon spatial distribution of private real estate production in the city of Natal/RN between 1990 and 2015
Autor(es): Costa, Túlio César de Souza
Palavras-chave: Mercado imobiliário;Habitação;Georreferenciamento
Data do documento: 6-Set-2017
Citação: COSTA, Túlio César de Souza. Análise preliminar sobre a distribuição espacial da produção imobiliária privada no município de Natal/RN entre 1990 e 2015. 2017. 77f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Resumo: In the past decades, real estate involvement in the occupancy process of urban space has been growing. This phenomenon emerges from both the demographic growth and economic changes Brazil went through in the past 30 years. Such facts, combined with a lack of accurate geographic information about the local real state, create obstacles on strategic decision making for the city, by both public administration and private enterprise. In front of this perspective, searching for new alternatives and technologies that aim to facilitate processing current data is necessary for optimizing real state analysis in Natal/RN. Therefore, this study aims making a first approach on spatial distribution of developments from 1990 up to 2015 found in real estate registry offices in Natal/RN, using tools based on Geographic Information System. For so, it was necessary georeferencing all developments registered in the period through an existing database. Using such methodology confirmed an increase on verticalization during the period, especially in the south and east zones, as well as a concentration of small units in peripheral areas. The municipality‟s southern zone stands out for its intense housing production, confirming a need for expanding urban infrastructure and services. Finally, using georeferencing tools proved to be a valuable tool for the analysis of the spatialization of real estate development.
metadata.dc.description.resumo: Nas últimas décadas é crescente a participação do mercado imobiliário no processo de ocupação do espaço urbano. Esse fenômeno decorre tanto do crescimento demográfico quanto das alterações econômicas pelas quais passou o Brasil nos últimos 30 anos. Tais fatos, aliados a falta de informações geográficas mais detalhadas sobre o mercado imobiliário local, geram dificuldades na tomada de decisões estratégicas para a cidade, tanto por parte da gestão pública, quanto pela iniciativa privada. Face a essa problemática, surge a necessidade de buscar novas alternativas e tecnologias que visem facilitar o processamento de dados existentes, para otimizar a análise espacial da atuação dos promotores imobiliários do mercado imobiliário de Natal/RN. Nesse sentido, este trabalho propõe uma primeira aproximação acerca da distribuição espacial das incorporações imobiliárias registradas em Natal/RN entre 1990 a 2015, fazendo uso de ferramentas baseadas em sistemas de informações geográficas. Para tanto foi necessário georreferenciar todos os empreendimentos cadastrados em um banco de dados existente. Os resultados apontam na distribuição espacial dos empreendimentos imobiliários ao longo dos anos. O aumento da produção de unidades habitacionais na zona sul do município e a intensificação da verticalização sinalizam para uma necessidade de expansão da infraestrutura e dos serviços urbanos. O uso do geoprocessamento se revelou uma ferramenta valiosa para a análise da espacialização da produção imobiliária.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24471
Aparece nas coleções:PPEC - Mestrado em Engenharia Civil

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
TulioCesarDeSouzaCosta_DISSERT.pdf6,7 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.