Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25069
Título: "Quando as nuvens eram nossas": um itinerário da trajetória musical de Oriano de Almeida
Autor(es): Fernandes, Joicy Suely Galvão da Costa
Palavras-chave: Oriano de Almeida;Itinerário musical;Escrita de si;Reconhecimento;Tradução
Data do documento: 23-Ago-2017
Citação: FERNANDES, Joicy Suely Galvão da Costa. "Quando as nuvens eram nossas": um itinerário da trajetória musical de Oriano de Almeida. 2017. 159f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Resumo: This paper consists of a translation from the social itinerary of the Brazilian musician Oriano de Almeida (1921-2004), specially his compositions and memories, with the aim of presenting a writing about himself underlying the narrated, a writing about himself that causes an overflow of narratives about his music education, elements forming a given social time of characters and places of the Brazilian artistic scenario, focusing on the first decades of the twentieth century. The paper approaches scenes of a national pianistics, the golden age of the piano schools and conservatories in Brazil. When talking about himself, Oriano reconstructs fragments of a social environment and gives meaning to his educational process, revealing nuances of his social journey in music. The landscapes of this thesis are outlined from scraps of his familiar context, the social and musical scenario of the Belle Époque of the State of Rio Grande do Norte and Brazil, the memories of the piano master, Magdalena Tagliaferro, and its pedagogical mediation, as well as the artist’s path remade by testimonies of acknowledgment of his work, through narratives contained in letters of family members, friends and internationally renowned Brazilian musicians. This writing brings a rationality that goes against the waste of social experiences and rests in an ecology of knowledge that produces visibility and acknowledgment, according to the opinion of the sociologist Boaventura de Sousa Santos (2001; 2006; 2007; 2008). Reason and sensitivity unite in this work from the perspective of a science that dreams (Almeida, M. 2003), as it presents the man Oriano and its affections, through a cartographic approach of his compositions of memories and letters about piano, career, things and people he missed and loved, and friendship with remarkable people of the musical and cultural universe of his time. In addition of letters, precious findings of research, two of them are compositions of memories of Oriano de Almeida used as the raw material of this paper: the unprecedented manuscript called Cenas Infantis and the book “Madgalena, dona Magdalena”, where he recorded his memories of interaction with the piano teacher Magdalena Tagliaferro, a Brazilian artist of international reputation. The reconstruction of chords of the life of this musician was also performed in dialogue with specialists of epistemological and social memory fields, particularly Ricouer (2004) and Halbwachs (1968). The tracing of this itinerary brings up a reflection on the social and scientific relevance of the studies of memories, social itineraries or life trajectories of notable people of the Brazilian art field, those who brightened the stages of life, while brought a knowledge of prudence and fight to the ostracism of their art.
metadata.dc.description.resumo: Esse trabalho de tese consiste na tradução do itinerário social do músico brasileiro Oriano de Almeida (1921-2004), em especial, dos seus escritos e lembranças, com o objetivo de apresentar uma escrita de si subjacente ao narrado, uma escrita de si que faz transbordar narrativas acerca de sua formação musical, elementos constituidores de um determinado tempo social e de personagens e lugares do cenário artístico brasileiro, com ênfase nas primeiras décadas do século XX. O trabalho aborda cenas de uma pianística nacional, momento áureo das escolas e conservatórios de piano no Brasil. Ao falar de si Oriano reconstrói fragmentos de um ambiente social e dá significado ao seu processo formativo, revelando nuances do seu percurso social na música. As paisagens da tese estão delineadas a partir de recortes de seu contexto familiar, do cenário sociomusical da Belle Époque Potiguar e Brasileira, das lembranças da mestra do piano, Magdalena Tagliaferro, e de sua mediação pedagógica, bem como o caminho do artista refeito por testemunhos de reconhecimento de sua obra, através de narrativas presentes em cartas de parentes, amigos e músicos brasileiros de reconhecido prestígio internacional. Essa escrita de si traz consigo uma racionalidade que contraria o desperdício das experiências sociais e se ancora em uma ecologia do conhecimento produtora de visibilidades e reconhecimento, de acordo com o pensamento do sociólogo Boaventura de Sousa Santos (2001; 2006; 2007; 2008). A razão e a sensibilidade unem-se nesse trabalho em uma perspectiva de uma ciência que sonha (Almeida, M. 2003), na medida em que apresenta o homem Oriano e seus afetos, por meio de uma abordagem cartográfica de seus escritos de memórias e correspondências, que tratam de piano, carreira, saudades, amores e amizade com pessoas notáveis do universo musical e cultural de seu tempo. Além das cartas, achados preciosos de pesquisa, dois são os escritos de memórias de Oriano de Almeida utilizados como materia-prima de feitura desse trabalho: o manuscrito inédito intitulado Cenas Infantis e o livro “Madgalena, dona Magdalena” no qual ele registra as lembranças da convivência com a professora de piano Magdalena Tagliaferro, artista brasileira de renome internacional. A reconstrução de acordes da vida do músico em tela foi também realizada em diálogo com estudiosos do campo epistemológico da memória social, em especial, Ricouer (2004) e Halbwachs (1968). O traçado desse itinerário traz à tona uma reflexão sobre a relevância social e científica dos estudos de memórias, itinerários sociais ou trajetórias de vida sobre pessoas notáveis do campo artístico brasileiro, daqueles que abrilhantaram os palcos da vida, enquanto conhecimento prudente e de combate ao ostracismo de sua arte.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25069
Aparece nas coleções:PPGCS - Doutorado em Ciências Sociais

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
JoicySuelyGalvaoDaCostaFernandes_TESE.pdf10,44 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.