Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25562
Title: Vírus Zika no Estado do Rio Grande do Norte: aspectos epidemiológicos e filogenéticos
Authors: Alves, Brenda Elen Bizerra
Keywords: Vírus Zika;Rio Grande do Norte;Epidemiologia;Filogenia
Issue Date: 28-Feb-2018
Citation: ALVES, Brenda Elen Bizerra. Vírus Zika no Estado do Rio Grande do Norte: aspectos epidemiológicos e filogenéticos. 2018. 100f. Dissertação (Mestrado em Biologia Parasitária) - Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: O Rio Grande do Norte (RN) foi um dos primeiros Estados onde o vírus Zika foi incialmente detectado no Brasil, provavelmente devido ao fluxo de turistas, ao alto grau de infestação do Aedes aegypti e a precariedade do saneamento ambiental. A presença desse arbovírus no RN, a notificação de casos graves, a escassez de trabalhos disponíveis sobre esse tema e sua possível introdução do vírus no Brasil durante a Copa das Confederações de 2013, serviram de motivação para a realização desse estudo que buscou investigar a circulação do vírus Zika no Estado do Rio Grande do Norte e realizar a caracterização molecular dos vírus isolados durante o período de junho de 2013 a dezembro de 2016. Durante esse período, amostras de pacientes foram analisadas através da técnica de transcrição reversa seguida da reação em cadeia da polimerase em tempo real (qRT-PCR) para a detecção do genoma viral. A infecção pelo ZIKV foi confirmada em 8,97% (73/814) dos casos estudados. A análise da distribuição espacial do vírus pelas diferentes microrregiões do Estado, mostrou sua circulação em 16 municípios. Os municípios com maior número de casos confirmados foram Natal e Parnamirim. O período com maior incidência da infecção ocorreu nos meses de março, abril e maio de 2015, entretanto, as maiores proporções de casos positivos ocorreram nos meses de novembro e dezembro de 2014 e fevereiro de 2015. A maioria dos casos de infecção por Zika ocorreu em pacientes do sexo feminino, mas sem diferença significativa em relação ao sexo masculino. A infecção pelo vírus Zika atingiu todas as faixas etárias com praticamente as mesmas taxas de incidência da infecção. Nenhuma correlação entre a estimativa de viremia e o tempo de doença nos pacientes foi encontrada, assim como, não foram encontradas diferenças significativas na viremia de acordo com o tipo de amostra analisada (soro/sangue total), mas houve uma diferença significativa na viremia entre o quarto e quinto dia de sintomas analisados. A análise filogenética indicou que a linhagem do ZIKV circulante no estado do Rio Grande do Norte pertence ao genótipo Asiático. Ao comparar os vírus isolados nesse estudo com as cepas ascestrais isoladas na Malásia foram identificadas três mutações que geraram mudanças de aminoácidos: D393E, V473M e T487M. Essas mutações foram encontradas no domínio III da proteína (E) e provavelmente, influenciam na patogenicidade das cepas dos vírus Zika circulantes no Estado do RN. Esse estudo fornece subsídios necessários para compreender a distribuição e a dinâmica da doença no estado do Rio Grande do Norte e a caracterização genética é fundamental para a compreensão dos aspectos biológicos do vírus.
Abstract: Rio Grande do Norte (RN) was one of the first states where the virus was initially detected in Brazil, probably due to the tourists flow, the high degree of Aedes aegypti infestation and the precariousness of environmental sanitation.The presence of this arbovirus in RN, the notification of severe cases, the scarcity of available works on this subject and its possible introduction of the virus in Brazil during the Confederations Cup 2013, served as motivation for the accomplishment of this study that sought to investigate the circulation of the Zika virus in the State of Rio Grande do Norte and to perform the molecular characterization of the isolated viruses during the period from June 2013 to December 2016. In this period, patient samples were analyzed using the reverse transcription technique followed by real-time polymerase chain reaction (qRTPCR) for the detection of the viral genome. ZIKV infection was confirmed in 8.97% (73/814) of the cases studied. The analysis of the spatial distribution of the virus by the different micro regions of the State showed its circulation in 16 municipalities. The municipalities with the highest number of confirmed cases were Natal and Parnamirim. The period with the highest incidence of infection occurred in the months of March, April and May of 2015 however, the highest proportions of positive cases occurred in the months of November and December of 2014 and February of 2015. The majority of cases of Zika infection occurred in female patients, but without significant difference in relation to males. Zika virus infection reached all age groups with practically the same infection incidence rates. No correlation between viremia estimation and disease time in patients was found, as well as, no significant differences in viremia according to the type of sample analyzed (serum/whole blood), but there was a significant difference in viremia between the fourth and fifth day of symptoms analyzed. Phylogenetic analysis indicated that the circulating ZIKV in the state belong to the Asian genotype.The amino acid comparison between ZIKV identified in this study and the ancestral strains isolated in Malaysia showed three mutations with amino acid changes: D393E, V473M and T487M. These mutations were found in domain III of the protein (E), and probably influence the pathogenicity of Zika virus strains circulating in Rio Grande do Norte. This study provides the necessary inputs to understand the distribution and dynamics of the disease in the State of Rio Grande do Norte and the genetic analyses are fundamental for understanding the biological aspects of the virus.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25562
Appears in Collections:PPGBP - Mestrado em Biologia Parasitária

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
VírusZikaEstado_Alves_2018.pdf3,17 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.