Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25582
Title: Crescimento e desenvolvimento de crianças com microcefalia associado a Síndrome Congênita do Zika vírus no Brasil
Authors: França, Thaís Lorena Barbosa de
Keywords: Crianças com deficiência;Microcefalia;Zika Vírus;Desenvolvimento Infantil;Saúde pública;Vigilância em saúde pública
Issue Date: 18-Jun-2018
Citation: FRANÇA, Thaís Lorena Barbosa de. Crescimento e desenvolvimento de crianças com microcefalia associado a Síndrome Congênita do Zika vírus no Brasil. 2018. 22f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Abstract: Introduction: The outbreak of Zika virus in Latin America in the period 2015-2016 has caused a sudden increase in the number of severe manifestations and reports of congenital changes in newborns in Brazil. Objective: This is the first study that evaluated and compared the growth and cognitive and motor development of children with microcephaly due to Congenital Zika Virus Syndrome (CZS) in relation to typical children. Methods: An observational, analytical, cross-sectional study with eight children with CZS and 16 typical children, with a mean age of 20.5 months (± 2.1) in a region of northeastern Brazil. Results: Considering the mean, children with CZS presented extremely low performance in the motor domain and in the cognitive development domain, whereas typical children presented average performance in the cognitive and motor development domains. Conclusion: Children with CZS presented a mean growth rate (head circumference and weight) lower than typical children. Therefore, children with CZS are at risk for growth retardation and development compared to typical children.
Portuguese Abstract: Introdução: O surto do Zika vírus na América Latina no período de 2015-2016 ocasionou um aumento repentino no número de manifestações graves e relatos de alterações congênitas em recém-nascidos no Brasil. Objetivo: Este é o primeiro estudo que avaliou e comparou o crescimento e desenvolvimento cognitivo e motor de crianças com microcefalia por Síndrome Congênita da Zika (SCZ) em relação às crianças típicas. Método: Estudo observacional, analítico, transversal, com oito crianças com SCZ e 16 crianças típicas, com média de idade de 20,5 meses (± 2,1) em uma região do nordeste brasileiro. Resultados: Considerando a média, às crianças com SCZ apresentaram desempenho extremamente baixo no domínio motor global e no domínio cognitivo, já as crianças típicas apresentaram desempenho médio nos domínios cognitivo e motor. Conclusões: As crianças com SCZ apresentaram média de crescimento (perímetro cefálico e peso) menor que as crianças típicas. Portanto, as crianças com SCZ estão em risco de atraso de crescimento e desenvolvimento em comparação com as crianças típicas.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25582
Appears in Collections:PPGSCOL/FACISA - Mestrado em Saúde Coletiva

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ThaisLorenaBarbosaDeFranca_DISSERT.pdf743,65 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.