Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26115
Título: Prostituição e erotismo na cidade escrita de João Antonio
Autor(es): Cândido, Danilo da Silva
Palavras-chave: Literatura marginal;Sociedade;Prostituição;Erotismo
Data do documento: 28-Jul-2017
Referência: CÂNDIDO, Danilo da Silva. Prostituição e erotismo na cidade escrita de João Antonio. 2017. 55f. Dissertação (Mestrado em Estudos da Linguagem) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Abstract: In four tales of the writer from Sao Paulo João Antônio: Ô, Copacabana! (1975), Marianha Tiro-a-Esmo (1976), Maria de Jesus de Souza (1986) and Amsterdam, ai! (1986) we have prostitutes as leading caracters or leading roles inside the stories. In other publications from the author, we also can see prostituiton as part of the written city which include others marginalized personalities whose lives are made into great suburbs from big cities, specially Rio and São Paulo. In this job it is intended to observ how prostituition is structured as image inside and from the written city of João Antônio and still how this construction is made by intermediate of erotism around female figure. The study is based in bibliographic research that uses Bataille (2008) and its extensive historical research around erotism, Candido (1976) and their analysis over literature and society, Richards (1993), who traced a synchronic profile of prostituition on human history and Showalter (1993), who discusses the role of sexuality in rebuilt of images around feminine and woman while political being.
Resumo: Em quatro contos do escritor paulistano João Antônio: Ô, Copacabana! (1975), Marianha Tiro-a-Esmo (1976), Maria de Jesus de Souza (1986) e Amsterdam, ai! (1986) temos prostitutas como personagens principais ou centrais dentro da narrativa. Em outros tantos textos do autor, também vemos a prostituição como parte da sua cidade escrita, que inclui, também, outras figuras marginalizadas, cujas vidas se fazem nos subúrbios das grandes cidades, especialmente Rio de Janeiro e São Paulo. Neste trabalho, pretende-se observar como a prostituição se constrói enquanto imagem dentro e a partir da cidade escrita de João Antônio e ainda como essa construção se faz por intermédio do erotismo em torno da figura feminina. O estudo é baseado em pesquisa bibliográfica que utiliza Bataille (2008) e sua vasta pesquisa histórica em torno do erotismo, Candido (1976) e suas análises sobre a literatura e a sociedade, Richards (1993), que traça um perfil sincrônico da prostituição na história da humanidade e Showalter (1993), que discute o papel da sexualidade na (re) construção das imagens em torno feminino e da mulher enquanto ser político, dentre outros nomes.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26115
Aparece nas coleções:PPGEL - Mestrado em Estudos da Linguagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Prostituiçãoerotismocidade_Cândido_2017.pdf692,33 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.