Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26189
Título: Avaliação dos efeitos do extrato Allium cepa L. e sulfóxido de S-metilcisteína em ratos diabéticos induzidos por estreptozotocina
Autor(es): Lemos, Licyanne Ingrid Carvalho de
Palavras-chave: Allium cepa L.;Atividade antioxidante;Citocinas;Diabetes melllitus;Sulfóxido de S-metilcisteína
Data do documento: 30-Jul-2018
Referência: LEMOS, Licyanne Ingrid Carvalho de. Avaliação dos efeitos do extrato Allium cepa L. e sulfóxido de S-metilcisteína em ratos diabéticos induzidos por estreptozotocina. 2018. 48f. Dissertação (Mestrado em Nutrição) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Abstract: Introduction: Allium cepa L. and S-methylcysteine sulfoxide have been investigated because of the positive effects on diabetes mellitus (DM) attributed to antioxidant and anti-inflammatory functions. The objective of the study was to evaluate the antioxidant and immunomodulatory properties of Allium cepa L. extract and Smethylcysteine sulfoxide in rats with experimental diabetes. Method: 35 Wistar rats with experimental DM were used and divided into: CG: control group; STZ-DB: group of diabetic rats induced by streptozotocin (STZ); STZ-EAC: streptozotocin (STZ) - treated diabetic rats treated with Allium cepa L extract; STZ-SMCS: Streptozotocin (STZ) -treated diabetic rats treated with S-methyl cysteine. Allium cepa L. extract (400mg / kg body weight) and S-methylcysteine (200mg / kg body weight) were administered daily for 30 days. Results: The results were expressed as Mean (Standard Error). The STZ-EAC and STZ-DMSM groups had the lowest TG values: 97,5 (20,0) mg / dL and 79,2 (19,1) mg/dL, p <0.05, respectively; and VLDL 12,3 (4,0) mg / dL and 15,8 (3,6) mg/dL, p<0.05, respectively, when compared with STZ 170,0 (20,0) and 32,4 (5,4) mg/dL. Mean values of fasting glycemia were lower (524,5 (9,3) mg/dL, p<0.05) in the STZ-SMCS group, compared to STZ (700,4 (13,9) mg/dL). An increase in the concentration of IL-10 (1.004,3 (169,3) pg/ml, p<0.05) was observed only in the STZ-DMSM group, when compared to the STZ group (393,7 (21,2) pg/ml). In the liver, there was reduction of hyaline corpuscles in the STZ-EAC and STZ-DMSM groups, as well as protection against atrophy of the pancreatic islets. Superoxide dismutase activity was elevated in the STZ-EAC groups (327,3 (56,4) UA/min/mg prot, p<0.05) and STZ-DMSM (409,9 (77,8) AU/min/mg prot, p<0.01), compared to the STZ group (109,2 (24,5) UA/min/mg prot.) The same effect was observed with catalase activity. Conclusion: Allium cepa L. extract and Smethylcysteine sulfoxide can improve the metabolic profile in DM, alleviating oxidative stress in the liver and aiding in the inflammatory response. These results provide a basis for the use of these compounds with potential therapeutic agent.
Resumo: Introdução: O Allium cepa L. e sulfóxido de S-metilcisteína tem sido investigado devido aos efeitos positivos no Diabetes mellitus (DM) atribuídos as funções antioxidante e anti-inflamatória. O objetivo do estudo foi avaliar as propriedades antioxidantes e imunomodulador do extrato de Allium cepa L. e sulfóxido de Smetilcisteína em ratos com diabetes experimental. Metodologia: Foram utilizados 35 ratos Wistar com DM experimental e foram divididos em: CG: grupo controle; STZDB: grupo de ratos diabéticos induzidos por estreptozotocina (STZ); STZ-EAC: ratos diabéticos induzidos por estreptozotocina (STZ) tratados com extrato de Allium cepa L; STZ-SMCS: ratos diabéticos induzidos por estreptozotocina (STZ) tratados com Smetil-cisteína. O extrato de Allium cepa L. (400mg/kg peso) e S-metilcisteína (200mg/kg peso) foram administrados diariamente por 30 dias. Resultados: Os resultados foram expressos como Média (Erro Padrão). Os grupos STZ-EAC e STZDMSM apresentaram os menores valores de TG: 97,5 (20,0) mg/dL e 79,2 (19,1) mg/dL, p<0,05, respectivamente; e VLDL 12,3 (4,0) mg/dL e 15,8 (3,6) mg/dL, p<0,05, respectivamente, quando comparados com o grupo STZ 170,0 (20,0) e 32,4 (5,4) mg/dL. Os valores médios de glicemia de jejum foram menores (524,5 (9,3) mg/dL, p<0,05) no grupo STZ-SMCS, comparado com STZ (700,4 (13,9) mg/dL). Observou-se aumento da concentração de IL-10 (1.004,3 (169,3) pg/ml, p<0,05) apenas do grupo STZ-DMSM, quando comparado ao grupo STZ (393,7 (21,2) pg/ml). No fígado, houve redução dos corpúsculos hialinos nos grupos STZ-EAC e STZ-DMSM, assim como proteção contra a atrofia das ilhotas pancreáticas. A atividade da superóxido dismutase foi elevada nos grupos STZ-EAC (327,3 (56,4) U.A/min/mg prot, p<0,05) e STZ-DMSM (409,9 (77,8) U.A/min/mg prot, p<0,01), em relação ao grupo STZ (109,2 (24,5) U.A/min/mg prot. O mesmo efeito foi observado com a atividade de catalase. Conclusão: extrato de Allium cepa L. e sulfóxido de Smetilcisteína podem melhorar o perfil metabólico no DM, aliviando o estresse oxidativo no fígado e auxiliando na resposta inflamatória. Estes resultados fornecem uma base para a utilização destes compostos com potencial agente terapêutico.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26189
Aparece nas coleções:PPGNUT - Mestrado em Nutrição

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Avaliaçãoefeitosextrato_Lemos_2018.pdf1,07 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.