Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26360
Título: Luz, câmera, ação: uma experiência com o cinema no ensino de artes na escola
Autor(es): Coringa, Ricardo Nunes
Palavras-chave: Ensino de Arte;Cinema;Educação;Processo de criação;Alfabetização visual
Data do documento: 30-Jul-2018
Referência: CORINGA, Ricardo Nunes. Luz, câmera, ação: uma experiência com o cinema no ensino de artes na escola. 2018. 91f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de Artes - Profartes) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Abstract: This work was carried out with the support of the Coordination of Improvement of Higher Education Personnel - Brazil (CAPES) - Financing Code 001.The establishment of parameters that define the relevance of cinema as art and form of visual literacy was approached systematically during the dissertation writing in question, besides being emphasized here the importance of cinema in pedagogical practices, since the memso has been a promoter of knowledge in the classroom for decades. The experimentation involving film art and school in the case of the project Light, camera, action: the cinema in the school, which served as the north for this writing, occurred through the experience in the classroom with the production and experimentation in cinema , through critical analysis, as well as understanding the poetic and technical construction of a film. The research aimed to describe and analyze the experience lived in the classroom with the production of short films based on the use of the cell phone, as well as to understand how the visual learning process in the curricular component Art from such experience. The research that gave rise to this dissertation was based on the following study questions: What are the pedagogical potential of cinema in the classroom? Is it possible to produce cinematographic short films in the school space using a cellular device? Are there conditions for visual literacy from the movies at school? The methodology that bases this study is qualitative descriptive nature under the bias of action research. There are three chapters contained in this study, the same ones called "Light", "Camera", "Action", culminating with the final considerations, named "Outcome" and the references, called "Characters". The first chapter named "Light" covers part of the history of cinema and filmic art itself (image) as a literacy tool (ROSSI, 2009), as well as a reflection on the appreciation, contextualization and making of the Triangular Approach proposed by Barbosa (2009) in consonance with the writing of Duarte (2009) and Napolitano (2015) regarding the triad cited, seeking to discuss the forms and possibilities of cinema in education. On the other hand, the next chapter of the dissertation called "Camera" brings an account of experience involving the importance of cinema as a pedagogical tool and its successful experience in the classroom, as well as highlights the cinematographic production developed by the students involved, thus seeking a a description of the main scenes of the selected short films, being described in a didactic and succinct way, thus gaining an understanding of the essential ideas and formators of the films, which went through four stages within the project "Light, Camera, Action: The cinema at school ". The steps described will be better explained in the course of this second chapter. Chapter three was called "Action" and analyzes the production of short films described in the previous chapter. In advance of the chapters there is an introduction titled "With how many takes is the cinema made? "And succeeding them the final considerations called" Outcome "and the nominated references of" Characters ".
Resumo: O presente trabalho foi realizado com apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – Brasil (CAPES) – Código de Financiamento 001. O estabelecimento de parâmetros que definam a relevância do cinema como arte e forma de alfabetização visual foi abordado de forma sistemática durante a escrita dissertativa em questão, além de ser salientada aqui a importância do cinema nas práticas pedagógicas, já que o mesmo vem sendo um fomentador de conhecimento em sala de aula há décadas. A experimentação envolvendo a arte fílmica e a escola no caso do projeto Luz, câmera, ação: o cinema na escola, que serviu de norte para essa escrita, deu-se por meio da vivência em sala de aula com a produção e experimentação em cinema, por meio de análises críticas, assim como compreensão da construção poética e técnica de um filme. A pesquisa teve como objetivo descrever e analisar a experiência vivenciada em sala de aula com a produção de curtas-metragens a partir da utilização do uso do celular, bem como compreender como se deu o processo de aprendizagem visual no componente curricular Arte a partir de tal experiência. A pesquisa que deu origem a esta dissertação pautou-se nas seguintes questões de estudo: Quais são as potencialidades pedagógicas do cinema em sala de aula? É possível uma produção cinematográfica de curtas-metragens no espaço escolar utilizando-se de um aparelho celular? Há condições de uma alfabetização visual a partir do cinema na escola? A metodologia que embasa esse estudo é de natureza qualitativa descritiva sob o viés da pesquisa ação. São três os capítulos contidos neste estudo, são os mesmos denominados de “Luz”, “Câmera”, “Ação”, culminando com as considerações finais, nomeadas de “Desfecho” e as referências, chamadas de “Personagens”. O primeiro capítulo nomeado de “Luz” aborda parte da história do cinema e da própria arte fílmica (imagem) como instrumento de alfabetização (ROSSI, 2009), assim como traz também uma reflexão sobre o apreciar, o contextualizar e o fazer da Abordagem Triangular proposta por Barbosa (2009) em consonância com a escrita de Duarte (2009) e Napolitano (2015) no que tange a tríade citada buscando assim discorrer sobre as formas e possibilidades do cinema na educação Já o capítulo seguinte da dissertação que foi denominado de “Câmera” traz um relato de experiência envolvendo a importância do cinema como instrumento pedagógico e sua experiência exitosa em sala de aula, bem como também salienta a produção cinematográfica desenvolvida pelos discentes envolvidos, buscando assim uma descrição fílmica das principais cenas dos curtas-metragens selecionados, sendo as mesmas descritas de forma didática e sucinta, havendo dessa maneira ganho na compreensão das ideias essenciais e formadoras dos filmes, que passaram por quatro etapas dentro do projeto “Luz, câmera, ação: O cinema na escola”. As etapas descritas serão mais bem explicadas no decorrer desse segundo capítulo. O capítulo três foi denominado de “Ação” e analisa a produção dos curtas descritos no capítulo anterior. Antecedendo os capítulos tem-se uma introdução intitulada de “Com quantas tomadas se faz o cinema? ” E sucedendo-os as considerações finais chamada de “Desfecho” e as referências nominadas de “Personagens”.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26360
Aparece nas coleções:PROFARTES - Mestrado Profissional em Artes

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Luzcâmeraação_Coringa_2018.pdf2,9 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.