Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26970
Title: Atletas paraolímpicos do Rio Grande do Norte
Authors: Amorim, João Batista de
Keywords: Pessoa com deficiência;Envergadura;Força;Halterofilismo;Paraolímpico;Ativação mioelétrica
Issue Date: 26-Nov-2012
Citation: AMORIM, João Batista de. Atletas paraolímpicos do Rio Grande do Norte. 2012. 44f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.
Portuguese Abstract: O objetivo deste estudo centra-se na relação entre envergadura e ativação mioelétrica dos músculos serrátil anterior, tríceps braquial, bíceps braquial, deltoide anterior e peitoral maior em diferentes intensidades, do levantamento supino em para-atletas. Trata-se de um estudo transversal de cunho descritivo, tipologia investigativa e delineamento comparativo. Os indivíduos investigados foram 17 paraatletas do sexo masculino e de todas as categorias de uma população de 55 participantes do Circuito Caixa de Halterofilismo Paraolímpico realizado em Natal, Rio Grande do Norte, no ano de 2011. Foi realizado um teste a 50% dado um intervalo de 4 minutos e repetiu-se o teste com a maior carga levantada na competição (considerada 100%). A medida de envergadura foi realizada pelo protocolo da PROESP-BRA. A eletromiografia foi realizada nos músculos deltoide anterior, tríceps, bíceps, serrátil anterior e peitoral maior, sendo verificado a análise pelo valor do RMS, ou seja, a elevação ao quadrado dos dados obtidos em porcentagem. A partir dos resultados, foi utilizada a Análise de Variância (ANOVA) para comparar as ativações entre as musculaturas analisadas a 50% e 100%. Foi utilizada também a correlação de Pearson, para verificar a existência de relação entre a envergadura e ativação muscular. Os resultados encontrados revelaram que o músculo peitoral maior obteve a maior ativação tanto a 50% quanto a 100%, o deltoide anterior apresentou-se como o de menor ativação quando o exercício foi realizado a 50%, o bíceps braquial menos ativado a 100% e o serrátil anterior apresentou-se com um alto intervalo de confiança (IC95) na execução do supino nas duas intensidades. Baseado nos achados do estudo, conclui-se que há relação de causa e efeito entre a envergadura e ativação mioelétrica na musculatura investigada para o grupo amostral, evidenciando a importância da envergadura como critério de seleção natural à para-atletas de levantamento supino.
Abstract: The aim of this study is focus on the relation between wingspan and myoelectric activation of serratus anterior, brachial triceps, brachial biceps, deltoid anterior and pectoralis major muscles in different intensity, of supine in the para-athletes. It is descriptive cross section, investigative typology and randomized comparative study. The individuals investigated were 17 para-athletes men and all of categories in the population of 55 participants of Circuito Caixa de Halterofilismo Paraolímpico carried out in Natal, Rio Grande do Norte, 2011. It was made a test of 50% with a break of 4 minutes and it was repeated with a heavier load in the competition (considered 100%). The wingspan measure was carried out according to the protocol of PROESP-BRA. The electromyography was carried out in the deltoid anterior, triceps, biceps, serratus anterior and pectoralis major muscles, where was verified the analisys by the RMS value, that is, squaring the data obtained in percentage. According to the results, analysis of variance (ANOVA) was applied to compare the activation between the muscles analyzed with 50% and 100%. The Pearson relation was used to verify the existence of relationship between the wingspan and muscles activation. The results revealed that the pectoralis major muscle obtained the higher activation in both study 50% as 100%, the deltoid anterior showed as the lower activation when the exercise was carried out with 50%, the biceps brachial low activated with 100% and serratus anterior presented with high interval of confidence (IC95) with the execution of supine in both intensities. Based on the results, it concluded that is a relation of cause and affect between the wingspan and myoelectric activation in the muscles studied to the population investigated, evidencing the importance of wingspan as a natural selection criteria in para-athletes of supine.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26970
Appears in Collections:PPGCSA - Mestrado em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JoaoBatistaDeAmorim_DISSERT.pdf1.52 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.