Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/12264
Título: Kàjré: a vida social de uma machadinha krahô
Autor(es): Melo, Jorge Henrique Teotonio de Lima
Palavras-chave: Krahô;Museu;Cultura material;Drama social;Redes sociais;Krahô;Museum;Material culture;Social drama;Social networks
Data do documento: 10-Out-2010
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: MELO, Jorge Henrique Teotonio de Lima. Kàjré: a vida social de uma machadinha krahô. 2010. 155 f. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2010.
Resumo: This paper proposes to analyse a situation of social drama involving the Krahô Indians (classified in ethnology as belonging to Jê-Timbira group) and the Museu Paulista of the Universidade de São Paulo, which we can classify as two distinct social fields. The understanding of the drama is conveyed through an examination of each of these fields and the coming together of both on the basis of the positions taken up, within the network of relationships established during the social process, by actors representing both the Krahô field and what we may call here the academic-administrative field. A multi-sited ethnographic approach is adopted, seeking the complexity of the drama and the positions in the aforementioned network, taking into consideration institutional political projects, personal projects and personal trajectories within a historical perspective. The aim is to encourage discussion of the relationship between the formation of the historical-scientific and ethnographic museums and the practices of the anthropological discipline, as well as the social role of these institutions and the processes of signification of objects belonging to the indigenous material culture
metadata.dc.description.resumo: O presente trabalho propõe a análise de uma situação de drama social envolvendo a etnia Krahô (classificada na etnologia como pertencente ao grupo Jê-Timbira) e o Museu Paulista da Universidade de São Paulo, os quais classificamos como dois campos sociais distintos. O entendimento do drama se objetiva por meio do exame de cada um desses campos e da aproximação de ambos com base nas posições assumidas, dentro da rede de relações estabelecidas durante o processo social, por atores representativos tanto do campo Krahô quanto do que convencionamos chamar aqui de campo acadêmico-administrativo. É realizada uma abordagem etnográfica multi-situada, que busca complexificar a construção do drama e as posições na referida rede, levando-se em consideração projetos políticos institucionais, projetos pessoais e trajetórias de vida inscritos em uma perspectiva histórica. Pretende-se levantar discussões sobre a relação da formação dos museus histórico-científicos e etnográficos com práticas da disciplina antropológica, bem como o papel social dessas instituições e os processos de significação de objetos de cultura material indígena
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/12264
Aparece nas coleções:PPGAS - Mestrado em Antropologia Social

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
JorgeHTLM_DISSERT.pdf3,75 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.