Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/12281
Título: O algodão sem veneno do Assentamento Queimadas, na Paraíba: agentes sociais, alinhamento em rede, produção e comercialização
Autor(es): Moreira, Isabel Martins
Palavras-chave: Algodão. Agroecologia. Ethos ecológico. Rede. Paraíba;Cotton. Agroecology. Ecologic ethos. Network. Paraíba
Data do documento: 19-Dez-2012
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: MOREIRA, Isabel Martins. O algodão sem veneno do Assentamento Queimadas, na Paraíba: agentes sociais, alinhamento em rede, produção e comercialização. 2012. 182 f. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho busca analisar as relações sociais em torno do Algodão Sem Veneno do Assentamento Queimadas e os significados, para um grupo de agricultores no agreste paraibano, da necessidade de se produzir uma agricultura sem veneno. No município de Remígio, PB, a experiência de um agricultor em plantar algodão sem o uso de agrotóxicos é o ponto de partida para um alinhamento de agentes sociais em rede para a produção e comercialização do algodão sem veneno. Composta por empresários que transformam a matéria prima em bem de consumo, mediadores associados a ONG Arribaçã e os próprios agricultores, o que vem sido reconhecido com Rede Paraíba de Algodão Agroecológico é o contexto que liga a mercadoria aos mercados consumidores de produtos verdes influenciado pelo que é aqui definido como ethos ecológico
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/12281
Aparece nas coleções:PPGAS - Mestrado em Antropologia Social

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AlgodaoVenenoAssentamento_Moreira_2012.pdf3,69 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.