Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/12529
Título: Influência da alimentação sobre os níveis de retinol no leite caprino
Autor(es): Melo, Ciro Uchoa de
Palavras-chave: Saanen;Murciana;Leite de cabra;Retinol;Saanen;Murciana;Goat milk;Retinol
Data do documento: 9-Mar-2005
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: MELO, Ciro Uchoa de. Influência da alimentação sobre os níveis de retinol no leite caprino. 2005. 64 f. Dissertação (Mestrado em Bioquímica; Biologia Molecular) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2005.
Resumo: The caprine milk is a product of high biological value and high digestibility. Due to these characteristics it is quite used by newly born children that are not breastfed or that are intolerant to the bovine milk. The vitamin deficiency is a public health problem in underdeveloped areas as the Northeast of Brazil and where areas the caprine ones adapt very well. The present study was led to analyze the influence of the feeding in the vitamin levels in the caprine milk. The animals used were the races Saanen and Murciana, divided in three groups. The first group with 38 animals of race Saanen and the second with 30 animals of race Murciana were, fed with concentrated and voluminous. A third group with 20 animals of the race Saanen was fed exclusively with voluminous. The four group was added with 10. 000 UI of retinol palmitato, administered directly, like capsule, in the mouth of animal. Parallel it was verified the level of retinol of milk in the beginning and final of the sucked, in the goats of the second group (race Murciana n =30). The retinol of caprine milk was determined through the system of liquid cromatografia of high efficiency (HPLC). The retinol levels in the studied groups were respectively: first (38. 5 ± 12. 7 μg/100ml), second (40. 5 ± 9. 7 μg/100ml); third, with 20 animals of race Saanen fed exclusively with voluminous (23. 1 ± 6. 7 μg/100ml) and in the group a, suplementation with 10. 000 UI of retinol palmitato (43,7 ± 18,8 μg/100ml) before, and (61,9 ± 26,9 μg/100ml) after the supplementation. It was not found significant difference between the averages from animals of the first and second group, that were fed with the same concentrate diet and voluminous, showing that the retinol levels in the milk of these two races are equivalent. Already in the animals of the first and third group that they were fed with different diets, in those which diet was just voluminous, a drastic reduction was verified in the retinol levels. In relation to the retinol of the milk in different moments from the same sucked, it was observed in the beginning of the breast-feeding (22. 6 ± 9. 8 μg/100ml) and at the end of the sucked (49. 6 ± 14. 7μg/100ml), being the difference between the averages, statistically significant (p < 0,0001). Already in the animals that were supplemented, a significant increase was observed in the retinol concentration, being obtained a medium response of 41,85%
metadata.dc.description.resumo: O leite caprino é um produto de alto valor biológica e alta digestibilidade. Devido a estas características é bastante usado por crianças recém nascidas que não são alimentadas ao seio ou são intolerantes ao leite bovino. A deficiência de vitamina A é um problema de saúde pública em áreas subdesenvolvidas como o Nordeste do Brasil e nessas regiões os caprinos se adaptam muito bem. O presente estudo foi conduzido para analisar a influência da alimentação sobre os níveis de vitamina A no leite caprino e o fornecimento de vitamina A para crianças e cabritos. Os animais usados foram das raças Saanen e Murciana, divididos em três grupos. O primeiro grupo com 38 animais da raça Saanen e o segundo com 30 animais da raça Murciana, foram alimentados com concentrado e volumoso. O terceiro grupo com 20 animais da raça Saanen foi alimentado exclusivamente com volumoso. O quarto grupo, formado por 25 animais do primeiro grupo também alimentados com concentrado e volumoso, foram suplementados com 10.000 UI de palmitato de retinol, administrados na forma de cápsula diretamente na boca do animal. Paralelamente foi verificado o nível de retinol do leite no início e final da mamada, nas cabras do segundo grupo (raça Murciana n=30). O retinol do leite foi determinado através do sistema de cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC). Os níveis de retinol no leite dos grupos estudados foram respectivamente: primeiro (38.5 ± 12.7 μg/100ml), segundo (40.5 ± 9.7 μg/100ml); terceiro, com 20 animais da raça Saanen alimentados exclusivamente com volumosos (23.1 ± 6.7 μg/100ml) e no grupo suplementado com 10.000 UI de palmitato de retinol (43,7 ± 18,8 μg/100ml) antes, e (61,9 ± 26,9 μg/100ml) depois da suplementação. Não foi encontrada diferença significativa entre as médias dos animais do primeiro e segundo grupo, que foram alimentados com a mesma dieta de concentrado e volumoso, mostrando que os níveis de retinol no leite destas duas raças são equivalentes. Já nos animais da raça Saanen do primeiro e terceiro grupo que foram alimentados com dietas distintas, daqueles com dieta apenas de volumoso, foi verificada uma redução drástica nos níveis de retinol. Em relação ao retinol do leite em momentos distintos da mesma mamada, foi observado no início da amamentação (22.6 ± 9.8 μg/100ml) e ao final da mamada (49.6 ± 14.7μg/100ml), sendo a diferença entre as médias, estatisticamente significativa (p < 0,0001). Nos animais que foram suplementados, observou-se um aumento significativo na concentração de retinol, obtendo-se uma resposta média de 41,85%
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/12529
Aparece nas coleções:PPGB - Mestrado em Bioquímica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CiroUM.pdf176,56 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.