Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13044
Título: Efeito da salinidade, densidade de estocagem e da infecção hipodermal e necrose hematopoiética (IHHN) na imunidade do camarão Litopenaeus vannamei cultivados em fazendas do Rio Grande do Norte
Autor(es): Reis, Lígia Garcia
Palavras-chave: Litopenaeus vannamei;Viveiros;IHHNV;Salinidade;Densidade de estocagem;Contagem total de hemócitos;Atividade aglutinante;Tempo de coagulação;Litopenaeus vannamei;Ponds;IHHNV;Salinity;Stocking density;Total hemocyte counts;Agglutinanting activity;Clotting time
Data do documento: 29-Ago-2008
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: REIS, Lígia Garcia. Efeito da salinidade, densidade de estocagem e da infecção hipodermal e necrose hematopoiética (IHHN) na imunidade do camarão Litopenaeus vannamei cultivados em fazendas do Rio Grande do Norte. 2008. 72 f. Dissertação (Mestrado em Biodiversidade; Biologia Estrutural e Funcional.) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2008.
Resumo: The main problem faced by the shrimp industry are the infectious diseases. The hypodermal and hematopoietic necrosis infection (IHHN) is one of the major cause of disease in the cultured shrimp, Litopenaeus vannamei. Environmental changes involving water quality, oxygen concentration, salinity, temperature, stocking density, presence of pathogens, among others, triggering a stressing condition for the cultured shrimp, weakening them and allowing the outbreak of diseases. The stress on the animal leads to a change in the molecules immune response components, which can be used as indicators of shrimp health. Thus, the objective of the present study was to evaluate the effect of salinity, stocking density and IHHNV infection on the L. vannamei shrimp. The immune parameters used to check the shrimp health were the total hemocytes counts (THC), the agglutinating activity (AA) and the clotting time (CT) of the serum of shrimp. These parameters were analyzed in healthy and IHHNV-infected shrimp, grown in low (0-0.5 ), medium (19-24 ) and high (> 38 ) salinity, and extensive (7-12 cam.m-2), semi-intensive (15-25 cam.m-2) and intensive (33-45 cam.m -2) stocking density. The IHHNV infection rate was significantly higher in low salinity (P<0.005) and intensive density (P<0.005), both stressful conditions for L. vannamei. Low salinity significantly increased THC (P<0.05) and decreased and CT (P<0.05) in healthy and infected shrimp, but AA (P<0.05) significantly decreased in healthy shrimp at medium salinity. Culture intensification did not affect the THC, AA and CT of healthy and infected shrimp (P>0.05). The IHHNV infection did not affect any immune parameters of shrimp cultured at different salinities and stocking densities. It is necessary to emphasize that this study was conducted in shrimp grown in ponds, where several environmental factors are acting simultaneously. Thus, further studies are needed about the influence of other environmental factors on the immune parameters of shrimp cultured in pond
metadata.dc.description.resumo: O principal problema enfrentado pela indústria do camarão são as enfermidades de origem infecciosa. A Infecção Hipodermal e Necrose Hematopoiética (IHHN) é uma das principais causas de doenças no camarão de cultivo Litopenaeus vannamei. Alterações do ambiente de cultivo envolvendo qualidade da água, concentração de oxigênio, salinidade, temperatura, densidade de estocagem, presença de patógenos, entre outros, desencadeiam uma situação de estresse nos camarões cultivados, debilitando-os e permitindo a instalação de enfermidades. O estresse desencadeia no animal a alteração de moléculas componentes da resposta imune, que podem ser usadas como indicadores de saúde do camarão. Desta forma, o objetivo do presente trabalho foi avaliar o efeito da salinidade, densidade de estocagem e infecção pelo IHHNV na imunidade do camarão de cultivo L. vannamei. Os parâmetros imunes utilizados para monitorar as condições de saúde dos camarões foram o número total de hemócitos (THC), a atividade aglutinante (AA) e o tempo de coagulação (TC) dos soros dos camarões. Estes parâmetros foram analisados em camarões saudáveis e infectados pelo IHHNV, cultivados em baixa (0-0,5 ), média (19-24 ) e alta (>38 ) salinidades e em extensiva (7-12 cam.m-2 ), semi-intensiva (15-25 cam.m-2) e intensiva (33-45 cam.m-2) densidades de estocagem. A taxa de infecção pelo IHHNV foi significativamente maior em baixa salinidade (P<0,005) e na densidade intensiva (P<0,005), ambas condições estressantes para o L. vannamei. Baixa salinidade significativamente aumentou THC (P<0,05) e diminuiu TC (P<0,05) de camarões saudáveis e infectados, mas AA (P<0,05) de camarões saudáveis diminui significativamente na média salinidade. A intensificação do cultivo não afetou THC, AA e TC de camarões saudáveis e infectados (P>0,05). A infecção pelo IHHNV não afetou nenhum dos parâmetros imunes dos camarões cultivados nas diferentes salinidades e densidades de estocagem. É necessário enfatizar que o presente estudo foi realizado em camarões cultivados em viveiros, onde vários fatores ambientais estão atuando simultaneamente. Desta forma, são necessários estudos adicionais sobre a influência de outros fatores ambientais nos parâmetros imunes de camarões nas condições de cultivo
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13044
Aparece nas coleções:PPGCB - Mestrado em Ciências Biológicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LigiaGR.pdf417,96 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.