Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13085
Título: Frequência da infecção por Toxoplasma gondii em galinhas caipira e frangos de corte em regiões dos Estados do Rio Grande do Norte e Paraíba
Autor(es): Santos, Maria Cecília Farias dos
Palavras-chave: Toxoplasmose. Testes sorológicos. Soroprevalência. Gallus gallus domesticus;Toxoplasmosis. Serological tests. Seroprevalence. Gallus gallus domesticus
Data do documento: 11-Jun-2012
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: SANTOS, Maria Cecília Farias dos. Frequência da infecção por Toxoplasma gondii em galinhas caipira e frangos de corte em regiões dos Estados do Rio Grande do Norte e Paraíba. 2012. 84 f. Dissertação (Mestrado em Biodiversidade; Biologia Estrutural e Funcional.) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.
Resumo: Toxoplasmosis is a zoonosis caused by Toxoplasma gondii, a protozoan that has a cosmopolitan geographic distribution and low host specificity. Usually a benign and selflimiting, infection can manifest itself in a severe systemic becoming overwhelming in fetuses and patients with immunosuppression. Domestic fowl are considered one of the most important hosts in the epidemiology of toxoplasmosis, since they are potential sources of infection for humans, in addition to playing the role of important indicators of environmental contamination by oocysts of T. gondii. We studied the prevalence of infection by the protozoan in chickens of different breeding systems mesoregions from the states of Rio Grande do Norte and Paraiba: broilers from commercial farms (200/PB) and free-range chickens of small farms (322/RN and PB). Were standardized IFAT and ELISA techniques for detecting specific antibodies in blood samples of birds, and commercial kit was used to determine the prevalence by IHAT. There was no seropositive reaction by T. gondii in the samples of broilers tested, indicating that the particularities of intensive management limit the chances of infection for these animals. Among the hens, the frequency of IgG anti-T. gondii diagnosed by the techniques of IHAT, IFAT and ELISA, respectively, were 3.73% (12/322), 37.88% (122/322) and 40.37% (130/322), for both young and adult animals. Amongst the seropositive samples by IFAT, 33 (27.05%) were positive at a dilution of 1:16, in 1:32, 31 (25.41%), in 1:64, 24 (19.67%), 15 (12.29%) in 1:128, and 19 presented titer greater than or equal to 1:256 (15.57%). The evaluation of the presence of anti-T. gondii should be careful, and reagents IHAT provided erratic results in this measure for the specie studied. This suggests the need for own standardization of the kit before the use in epidemiological studies in animal species. On the other hand, substantial agreement observed between IFAT and ELISA techniques (Kappa = 0.62) enables these methods as effective methodologies for the diagnosis of toxoplasmosis in chickens. The high prevalence of specific antibodies among poultry in the region studied attempts to the potential risk of transmission of toxoplasmosis to humans
metadata.dc.description.resumo: A toxoplasmose é uma zoonose causada pelo Toxoplasma gondii, protozoário que tem distribuição geográfica cosmopolita e pouca especificidade parasitária. Comumente de curso benigno e autolimitante, a infecção pode manifestar-se de forma sistêmica grave, tornando-se gravíssima em fetos e pacientes com imunodepressão. Galinhas domésticas são consideradas um dos mais importantes hospedeiros na epidemiologia da toxoplasmose, uma vez que são potenciais fontes de infecção para humanos, além de desempenharem o papel de importantes indicadores da contaminação ambiental por oocistos de T. gondii. Neste trabalho, estudou-se a frequência da infecção pelo protozoário em galináceos de diferentes sistemas de criação provenientes de mesorregiões dos estados do Rio Grande do Norte e Paraíba, tanto frangos de corte de granjas comerciais (200/PB), como galinhas caipira de pequenas propriedades rurais (322/RN e PB). Foram padronizadas técnicas de RIFI e ELISA para a detecção de anticorpos séricos específicos nas amostras sanguíneas das aves, e foi utilizado kit comercial para determinação dessa prevalência pelo HAI. Não foi observada infecção por T. gondii em nenhuma das amostras de frango de corte analisada, indicando que particularidades do manejo intensivo limitam as chances de infecção para esses animais. Entre as galinhas caipira, a frequência de anticorpos IgG anti-T. gondii diagnosticada pelas técnicas de HAI, RIFI e ELISA foi, respectivamente, 3,73% (12/322), 37,88% (122/322) e 40,37% (130/322), analisando animais jovens e adultos. Das amostras soropositivas pela RIFI, 33 (27,05%) foram reagentes na diluição 1:16; em 1:32, 31 (25,41%); em 1:64, 24 (19,67%); 15 (12,29%) em 1:128 e 19 apresentaram titulação maior ou igual a 1:256 (15,57%). A avaliação da presença de anticorpos anti-T. gondii deve ser criteriosa, sendo que os reagentes do HAI forneceram resultados erráticos nesta medida, para a espécie estudada, sugerindo a necessidade de padronização própria dos kits para diagnóstico antes do uso em estudos epidemiológicos em espécies animais. Por outro lado, a concordância substancial observada entre as técnicas RIFI e ELISA (Kappa = 0,62) capacita estas metodologias como técnicas eficazes no diagnóstico da infecção pelo protozoário em galináceos. A alta frequência de anticorpos específicos observada entre as aves da região estudada atenta para o risco potencial de transmissão da toxoplasmose para o homem
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13085
Aparece nas coleções:PPGCB - Mestrado em Ciências Biológicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MariaCFS_DISSERT.pdf772 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.