Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13136
Título: Sensibilidade da cinética do zinco e avaliação nutricional em crianças submetidas ao teste venoso de tolerância ao zinco
Autor(es): Leite, Lúcia Dantas
Palavras-chave: Zinco;Cinética;Teste venoso de tolerância ao zinco;Avaliação nutricional;Crianças;Zinc kinetics;Venous zinc tolerance test;Nutrition;Children
Data do documento: 20-Out-2008
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: LEITE, Lúcia Dantas. Sensibilidade da cinética do zinco e avaliação nutricional em crianças submetidas ao teste venoso de tolerância ao zinco. 2008. 69 f. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2008.
Resumo: Objective: The purpose of this study was to investigate the kinetics of this micronutrient in schoolchildren between the ages of 6 and 9 years, of both sexes, and to verify its sensitivity in detecting alterations in body zinc status. Methods: Nutritional assessment was performed by body mass index. Food intake, venous zinc tolerance test and zinc kinetics were carried out before and after 3-month oral zinc supplementation. Results: Of the 42 children studied, 76.2% had healthy weight. Only energy, calcium and fiber intake were suboptimal before and after oral zinc supplementation. Serum zinc and total-body zinc clearance, although at normal levels, increased significantly after zinc supplementation. Conclusion: We concluded, therefore, that kinetics is a sensitive tool for detecting changes in body zinc status, even in children without a deficiency of this mineral. Furthermore, kinetics showed a positive response to supplementation and may be a sensitive parameter to evaluate the efficacy of this therapy
metadata.dc.description.resumo: O zinco é um micronutriente essencial à vida, com inúmeras funções no organismo humano, acarretando prejuízos significativos na sua deficiência. Embora existam vários parâmetros para detectar a sua deficiência, nenhum é fidedigno, principalmente quando essa é subótima. As crianças por estarem em intenso crescimento e desenvolvimento constituem um grupo de risco para a deficiência subótima desse micronutriente. Diante disso, este estudo, de caráter multidisciplinar, objetivou investigar a sensibilidade da cinética do zinco em detectar alterações do seu estado corporal, induzida pela suplementação oral de 5 mg do elemento zinco por dia. Para tanto, realizou-se o Teste Venoso de Tolerância ao Zinco em crianças de 6 a 9 anos oriundas da rede municipal de ensino. Além disso, verificou-se o estado nutricional dessas crianças mediante o Índice de Massa Corporal e a ingestão de calorias, proteínas, lipídios, carboidratos, fibras, cálcio, ferro e zinco. Esses dados foram coletados em momentos distintos - antes e após a suplementação trimestral de zinco - de forma que as crianças foram controles delas mesmas. Dentre as 42 crianças estudadas, 76,2% apresentaram peso saudável. No período do estudo não houve variação da ingestão alimentar e apenas o consumo de calorias, cálcio e fibras estiveram abaixo das recomendações. Embora verificado normalidade nos níveis séricos e da depuração de zinco antes da suplementação, observou-se aumento significativo desses níveis após suplementação oral. Concluiuse que a cinética do zinco é um parâmetro sensível para detectar alterações no seu estado corporal, mesmo em crianças sem deficiência desse mineral. Ademais, a cinética mostrou uma resposta positiva à suplementação, podendo ser um parâmetro avaliador para eficácia dessa terapia
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13136
Aparece nas coleções:PPGCSA - Doutorado em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LuciaDL.pdf1,62 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.