Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13284
Título: Avaliação da qualidade da assistência a pessoas com úlceras venosas atendidas na estratégia saúde da família
Autor(es): Monteiro, Vera Grácia Neumann
Palavras-chave: Úlcera varicosa. Atenção Primária à Saúde. Assistência à Saúde
Data do documento: 2-Abr-2013
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: MONTEIRO, Vera Grácia Neumann. Avaliação da qualidade da assistência a pessoas com úlceras venosas atendidas na estratégia saúde da família. 2013. 75 f. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013.
metadata.dc.description.resumo: A úlcera venosa constitui importante problema de saúde pública, gera repercussão social, econômica e mudanças nos hábitos de vida, dor, sofrimento, acarretando diminuição da qualidade de vida. O estudo objetivou avaliar a assistência prestada às pessoas com úlceras venosas atendidas pela Estratégia Saúde da Família. É um estudo analítico, transversal e quantitativo, realizado com 59 pessoas com úlceras venosas, atendidas em 36 unidades da Estratégia Saúde da Família. O estudo obteve aprovação do projeto de pesquisa pelo Comitê de Ética da Universidade Federal de Alagoas. Para a coleta dos dados utilizou-se instrumento testado, entrevista, exame físico e informações dos prontuários. Os dados foram organizados em planilha do Microsoft Excel 2007, exportados e analisados em software estatístico por meio de estatística descritiva e inferencial, considerando nível de significância estatística de &#961;-valor < 0,05. As pessoas com úlcera venosa eram do sexo feminino (71,2%), &#8805; 60 anos (67,8%) e estavam em tratamento > 1 ano (69,5%). Possuíam tempo de lesão > 6 meses (64,4%), dor na úlcera/membro (86,4%) e leito com &#8804; 30% de granulação/epitelização (78,0%). A qualidade da assistência foi ruim (< 5 aspectos positivos) em 57,6% (&#961;=0,000) e os aspectos que mais interferiram foram as seguintes inadequações: profissional que acompanha/realiza curativo (&#961;=0,002, coeficiente de contingência (CC) =0,458, razão de chance (RC) =13,9), produtos nos últimos 30 dias (&#961;=0,038, cc=0,334, RC=7,3) e acesso a consulta com angiologista (&#961;=0,041, cc=0,305, RC=4,1). Os aspectos clínicos que contribuíram para o aumento do tempo de assistência foram: tempo de lesão >6 meses (&#961;<0,001), dor (&#961;=0,043), recidiva (&#961;<0,001); nos aspectos assistenciais: inadequação dos produtos com 83,1% (&#961;=0,036). Essas características dificultaram a cicatrização tecidual, prolongando o tempo de tratamento das lesões,que podem ter contribuído para a cronicidade das úlceras
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13284
Aparece nas coleções:PPGCSA - Doutorado em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
VERAGNM_TESE.pdf1,56 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.