Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13342
Título: Síntese e avaliação da atividade antitumoral de nanogéis de fucana A da alga marrom Spatoglossum schöederi (C. Agardh) Kützing
Autor(es): Lima, Jailma Almeida de
Palavras-chave: Polissacarídeos sulfatados. Fucanas. Nanogéis. Atividade antitumoral. Citotoxicidade
Data do documento: 21-Mar-2014
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: LIMA, Jailma Almeida de. Síntese e avaliação da atividade antitumoral de nanogéis de fucana A da alga marrom Spatoglossum schöederi (C. Agardh) Kützing. 2014. 108 f. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
metadata.dc.description.resumo: Fucanas são polissacarídeos sulfatados encontrados em algas marrons e equinodermos. Tem sido demonstrado que uma fucana denominada de fucana A, obtida da alga marrom Spatoglossum schröederi, apresenta uma série de efeitos biológicos, em particular, a atividade antitumoral. Com intuito de se potencializar essa atividade, foram adicionados grupamentos tióis a estrutura da fucana A. Posteriormente, os nanogéis foram sintetizados pela formação de nanocomplexos entre a fucana A tiolada e o polietileno glicol (PEG) em várias relações 2.5, 5.0, 10, 15 e 30. Os nanogéis com as relações de 10 e 15 (FucA:PEG10 e FucA:PEG15) foram os que se apresentaram com os menores tamanhos, mais esféricos, com diâmetro em torno de 186,95 ± 10,62 nm e carga de superfície ligeiramente negativa. Após a síntese dos nanogéis, estes foram submetidos aos ensaios antiproliferativos com células da linhagem tumoral 786-0 nas concentrações 8,0 a 64 μg/mL. As células foram analisadas durante um período de 24, 48 e 72 horas. Os dados mostraram que em todas as concentrações de nanogéis de fucana A, a atividade antiproliferativa foi tempo e dose dependente, o mesmo não sendo observado para a fucana A avaliada isoladamente. O nanogel de FucA:PEG15 também induziu apoptose por mecanismos dependentes e independentes de caspases. Posteriormente, FucA:PEG15 também foi marcado com FITC sendo completamente incorporado pelas células 786-0 após 1 hora. Quando a endocitose celular foi parada, o FucA:PEG15 teve o seu efeito antiproliferativo reduzido. Apesar de FucA:PEG15 não possuir efeito anticoagulante por aPTT e PT (até 100 μg/mL), ele apresesentou efeito antioxidante e angiogênico. Esses dados mostram que o nanogel de fucana A exibe várias efeitos (antiproliferativa, antioxidante e antiangiogênica) e, portanto, o seu potencial para a terapia do câncer deve ser investigada
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13342
Aparece nas coleções:PPGCSA - Doutorado em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
JailmaAL_TESE.pdf4,19 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.