Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13456
Título: Associação do receptor toll-like 2 com o estado pró-inflamatório do diabetes tipo 1
Autor(es): Ururahy, Marcela Abbott Galvão
Palavras-chave: Diabetes mellitus tipo 1;Inflamação;TLR2;Citocinas;Nefropatia diabética;Type 1 Diabetes mellitus;Inflammation;TLR2;Cytokines;Diabetic nephropathy
Data do documento: 30-Mar-2009
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: URURAHY, Marcela Abbott Galvão. Associação do receptor toll-like 2 com o estado pró-inflamatório do diabetes tipo 1. 2009. 114 f. Dissertação (Mestrado em Bioanálises e Medicamentos) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2009.
Resumo: Inflammation has been pointed out as an important factor in development of chronic diseases, as diabetes. Hyperglycemia condition would be responsible by toll-like receptors, TLR2 and TLR4, and, consequently by local and systemic inflammation induction. Thus, the objective of present study was to evaluate type 1 Diabetes mellitus (T1DM) pro-inflammatory state through mRNA expression of TLRs 2 and 4 and proinflammatory cytokines IL-1β, IL-6 and TNF-α correlating to diabetic nephropathy. In order to achieve this objective, 76 T1DM patients and 100 normoglycemic (NG) subjects aged between 6 and 20 years were evaluated. T1DM subjects were evaluated as a total group DM1, and considering glycemic control (good glycemic control DM1G, and poor glycemic control DM1P) and considering time of diagnosis (before achieving 5 years of diagnosis DM1< 5yrs, and after achieving 5 years of diagnosis DM1 <5yrs). Metabolic control was evaluated by glucose and glycated hemoglobin concentrations; to assess renal function serum urea, creatinine, albumin, total protein and urinary albumin-to-creatinine ratio were determined and to evaluate hepatic function, AST and ALT serum activities were measured. Pro-inflammatory status was assessed by mRNA expression of TLRs 2 and 4 and the inflammatory cytokines IL-1β, IL-6 and TNF-α. Except for DM1G group (18.4%), DM1NC patients (81.6%) showed a poor glycemic control, with glycated hemoglobin (11,2%) and serum glucose (225,5 md/dL) concentrations significantly increased in relation to NG group (glucose: 76,5mg/dL and glycated hemoglobin: 6,9%). Significantly enhanced values of urea (20%) and ACR (20,8%) and diminished concentrations of albumin (5,7%) and total protein (13,6%) were found in T1DM patients, mainly associated to a poor glycemic control (DM1P increased values of urea: 20% and ACR:49%, and diminished of albumin: 13,6% and total protein:13,6%) and longer disease duration (DM1 <5yrs - increased values of urea: 20% and ACR:20,8%, and diminished of albumin: 14,3% and total protein:13,6%). As regarding pro-inflammatory status evaluation, significantly increased mRNA expressions were presented for TLR2 (37,5%), IL-1β (43%), IL-6 (44,4%) and TNF-α (15,6%) in T1DM patients in comparison to NG, mainly associated to DM1P (poor glycemic control TLR2: 82%, IL-1β: 36,8% increase) and DM1 <5yrs (longer time of diagnosis TLR2: 85,4%, IL-1β: 46,5% increased) groups. Results support the existence of an inflammatory state mediated by an increased expression of TLR2 and pro-inflammatory cytokines IL-1β, IL-6 and TNF-α in T1DM
metadata.dc.description.resumo: A inflamação tem sido descrita como um fator importante no desenvolvimento de doenças crônicas como o diabetes, e a condição da hiperglicemia seria a responsável pela ativação dos receptores toll-like (TLRs), TLR2 e TLR4, e, conseqüentemente, pela indução da inflamação local e sistêmica. Nesse sentido, o presente estudo teve como objetivo de avaliar o estado pró-inflamatório do Diabetes mellitus tipo 1 (DM1) através da expressão gênica de TLRs 2 e 4 e das citocinas pró-inflamatórias IL-1β, IL-6 e TNF- α, e correlacionar com o desenvolvimento da nefropatia diabética. Foram estudados 76 pacientes diabéticos tipo 1 e 100 indivíduos normoglicêmicos NG, na faixa etária de 6 a 20 anos. Os indivíduos diabéticos foram avaliados como um grupo total DM1, e subdivididos em função do controle glicêmico (diabéticos compensados DM1C, e não-compensados DM1NC) e em função do tempo de diagnóstico (diabéticos com menos de 5 anos de diagnóstico DM1< 5anos, e a partir de 5 anos de diagnóstico DM1 <5 anos). Para a avaliação do controle metabólico foram determinadas as concentrações de glicose e de hemoglobina glicada; para avaliar a função renal as concentrações séricas de uréia, creatinina, albumina, proteína total e a relação albumina/creatinina (RAC) urinária; e para função hepática a atividade sérica de AST e ALT. O estado pró-inflamatório foi avaliado a partir da expressão do mRNA dos TLRs 2 e 4, e das citocinas IL-1β, IL-6 e TNF-α. Com exceção do grupo DM1C (18,4%), os pacientes DM1NC (81,6%) apresentaram um controle glicêmico insatisfatório, com valores de mediana para glicose (225,5mg/dL) e hemoglobina glicada (11,2%) significativamente superiores ao grupo NG (glicose: 76,5mg/dL e hemoglobina glicada: 6,9%). Foram obtidos valores aumentados para a uréia sérica (20%) e RAC urinária (20,8%); e diminuídos para albumina (5,7%) e proteína total (13,6%) nos indivíduos diabéticos; e associados a um controle glicêmico insatisfatório (DM1NC aumento de 20% para uréia e 49% para RAC; e diminuição de 8,6% para albumina e 12,1% para proteína total) e a um maior tempo de diagnóstico (DM1 <5anos aumento de 20% para uréia e 20,8% para RAC; e diminuição de 14,3% para albumina e 13,6% para proteína total). No tocante à avaliação do estado pró-inflamatório, as expressões de mRNA se apresentaram elevadas para TLR2 (37,5%), IL-1β (43%), IL-6 (44,4%) e TNF-α (15,6%) nos indivíduos diabéticos em relação aos NG, sendo principalmente associadas aos grupos DM1NC (controle glicêmico insatisfatório TLR2: 82%, IL-1β: 43% de aumento) e DM1 <5 anos (maior tempo de diagnóstico TLR2: 85,4%, IL-1β: 46,5% de aumento). O conjunto de resultados suporta a existência de um quadro inflamatório mediado pelo aumento da expressão do TLR2 e das citocinas pró-inflamatórias IL-1β, IL-6 e TNF-α no diabetes tipo 1
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13456
Aparece nas coleções:PPGCF - Mestrado em Ciências Farmacêuticas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MarcelaAGU_DISSERT.pdf6,23 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia
MarcelaAGU_DISSERT_PARCIAL.pdf121,97 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.