Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13467
Título: Identificação e fatores de virulência de Candida spp isoladas da cavidade bucal de transplantados renais do hospital universitário Onofre Lopes em Natal-RN
Autor(es): Diniz, Mariana Guimarães
Palavras-chave: Candida;Fatores de virulência;Candidíase bucal;Transplantado renal;Candida;Virulence factors;Oral candidiasis;Transplanted kidney
Data do documento: 25-Fev-2011
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: DINIZ, Mariana Guimarães. Identificação e fatores de virulência de Candida spp isoladas da cavidade bucal de transplantados renais do hospital universitário Onofre Lopes em Natal-RN. 2011. 113 f. Dissertação (Mestrado em Bioanálises e Medicamentos) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2011.
Resumo: Despite Candida species are often human commensals isolated from various oral sites such as: tongue, cheek and palatal mucosa plus subgingival region, there are some properties linked to the organism commonly known as virulence factors which confer them the ability to produce disease. Oral candidiasis is one of the main oral manifestations reported in literature related to kidney transplant patients. The objectives of the present study were to identify and investigate virulence factors of yeasts isolated from the oral cavity of kidney transplant recipients admitted at the Hospital Universitário Onofre Lopes, in Natal RN. Seventy Candida species isolated from 111 kidney transplant recipients were investigated in this study. Identification of the isolates was performed by using the evidence of germ tube formation, hypertonic broth, tolerance to grow at 42°C, micromorphology and biochemical profiles. We observed a high rate of isolation of yeasts from the oral cavity of kidney transplant recipients (63.1%) being C. albicans was the most prevalent species. Oral candidiasis was diagnosed in 14.4% of transplant recipients. We evaluated virulence properties of the isolates regarding to: biofilm formation on polystyrene microplates as well as XTT reduction, adherence to acrylic resin and human buccal epithelial cells and proteinase activity. Most isolates were able to form biofilm by the method of adhesion to polystyrene. All isolates of Candida spp. remained viable during biofilm formation when analyzed by the method of XTT reduction. The number of CFU attached to the acrylic resin suggested high adherence for C. parapsilosis. C. albicans isolates showed higher median adherence to human buccal epithelial cells than non-C. albicans Candida isolates. Nevertheless, this difference was not statistically significant. C. dubliniensis showed low ability to adhere to plastic and epithelial cells and biofilm formation. Proteolytic activity was observed for all the isolates investigated, including the unique isolate of C. dubliniensis. There was a statistically significant association between proteinase production and the presence of oral candidiasis. Studies related to oral candidiasis in renal transplant recipients are limited to clinical and epidemiological data, but investigations concerning Candida spp. virulence factor for this group of individuals are still scarce. We emphasize the importance of studies related to virulence factors of yeasts isolated from this population to contribute to the knowledge of microbiological aspects of oral candidiasis
metadata.dc.description.resumo: Apesar das leveduras do gênero Candida serem frequentemente comensais humanos, isoladas de diferentes sítios orais, incluindo língua, mucosa jugal, mucosa palatal e região subgengival, existem algumas propriedades ligadas a Candida spp., comumente denominadas fatores de virulência, que lhes conferem a capacidade de produzir doença. Candidíase bucal é uma das principais manifestações orais citadas na literatura em relação aos pacientes transplantados renais. O objetivo deste estudo foi realizar identificação e avaliar os fatores de virulência de leveduras isoladas da cavidade bucal de receptores de transplante renal que são acompanhados no Hospital Universitário Onofre Lopes, na cidade do Natal RN. Foram utilizadas 70 leveduras do gênero Candida isoladas de 111 receptores de transplante renal. A identificação dos isolados foi realizada através das provas de formação de tubo germinativo, caldo hipertônico, tolerância à temperatura de 42ºC, análise da micromorfologia e perfil bioquímico das leveduras. Observamos elevado índice de isolamento de leveduras na cavidade bucal dos receptores de transplante renal (63,1%), havendo predomínio de C. albicans. Candidíase bucal foi diagnosticada em 14,4% dos transplantados. Avaliou-se o potencial de virulência das leveduras através da formação de biofilme pelo método de aderência a microplaca de poliestireno, redução do XTT, habilidade de aderência a corpos de prova de resina acrílica e a células epiteliais bucais, bem como atividade de proteinase. A maioria dos isolados foi capaz de produzir biofilme pelo método de aderência ao poliestireno, determinada através de leitura em espectrofotômetro. Todos os isolados de Candida spp. permaneceram viáveis durante a formação do biofilme pelo método da redução do XTT. A contagem do número de UFC aderidas ao corpo de prova demonstrou alta capacidade de aderência de C. parapsilosis. Os isolados de C. albicans apresentaram maior mediana de adesão à célula epitelial bucal humana do que os isolados de C. não-C. albicans, contudo essa diferença não foi estatisticamente significativa. C. dubliniensis apresentou baixa capacidade de aderência ao plástico e células epiteliais e formação do biofilme. Observamos atividade proteolítica em todos os isolados pesquisados, inclusive o isolado de C. dubliniensis, e associação estatisticamente significativa entre a produção de proteinase e a presença de candidíase bucal. Estudos relacionados à candidíase bucal em receptores de transplante renal limitam-se à investigação de aspectos clínicos e epidemiológicos, não havendo dados concernentes a fatores de virulência. Ressaltamos a importância da realização de estudos relacionados aos fatores de virulência de leveduras isoladas nessa população, a fim de que se aprofunde o conhecimento dos aspectos microbiológicos da candidíase bucal
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/13467
Aparece nas coleções:PPGCF - Mestrado em Ciências Farmacêuticas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MarianaGD_DISSERT.pdf1,32 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia
MarianaGD_DISSERT_PARCIAL.pdf396,39 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.