Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14118
Título: A cor ausente: um estudo sobre a presença do negro na formação de professores - Pará, 1970 1989
Autor(es): Coelho, Wilma de Nazaré Baia
Palavras-chave: Educação;Formação de professores;Questão racial;Preconceito;Reprodução;Education;Teachers formation;Racial issue;Prejudice;Reproduction
Data do documento: 30-Jun-2005
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: COELHO, Wilma de Nazaré Baia. A cor ausente: um estudo sobre a presença do negro na formação de professores - Pará, 1970 1989. 2005. 253 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2005.
Resumo: The subject of study of this work is the teacher spawning of the Instituto de Educação do Pará in the decades of 1970 and 1980. It aims the enablement offered by the institute concerning the racial issue. The thesis highlights the inferior condition to which the black student is relegated and the discrimination it suffers. Our argument is to affirm the omission of the curriculum and the reference resources as far as the racial issue is concerned. Before the singularity of the Brazilian case a country with a slavish background, with serious social unbalance problems, many of them resulting from the racial segregation implemented by that slavish system , this work claims that the preparation of the teachers for dealing with this issue is crucial, since the absence of this preparation leads to the reproduction of the prejudice inside the classroom. This thesis is based on the theory of Pierre Bourdieu on the notion of habitus and symbolic power
metadata.dc.description.resumo: O tema de estudo deste trabalho é a formação de professores oferecida pelo Instituto de Educação do Estado do Pará, nas décadas de 1970 e 1980. Ele se ocupa com a capacitação oferecida pelo Instituto para o trato da questão racial. A tese evidencia a condição inferior a que o aluno negro é relegado e a discriminação de que ele é objeto. Nosso argumento se encaminha no sentido de afirmar a omissão presente nos processos de formação planos e na bibliografia de formação, em relação à questão racial. Diante da singularidade do caso brasileiro um país de passado escravista, com graves problemas de desigualdade social, muitos deles oriundos da segregação racial implementada por aquele sistema escravista , este trabalho argumenta ser crucial a preparação dos professores para o trato da questão, uma vez que a ausência desta leva à reprodução do preconceito em sala de aula. A tese tem como base teórica as formulações de Pierre Bourdieu, relativas à noção de habitus e poder simbólico
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14118
Aparece nas coleções:PPGED - Doutorado em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
WilmaNBC.pdf895,83 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.