Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14506
Título: Formação de professores, saberes, reflexividade e apropriação da cultura digital no Projeto Um Computador por Aluno (UCA)
Título(s) alternativo(s): Teacher training, knowledge, reflexivity and appropriation of digital culture at the Project One Computer per Student (UCA)
Autor(es): Burlamaqui, Akynara Aglae Rodrigues Santos da Silva
Palavras-chave: Um computador por aluno (UCA). Apropriação. Reflexibilidade. Cultura digital. Saberes docentes;One computer per student (UCA). Appropriation. Reflectivity. Digital culture. Knowledges docents
Data do documento: 25-Fev-2014
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: BURLAMAQUI, Akynara Aglae Rodrigues Santos da Silva. Teacher training, knowledge, reflexivity and appropriation of digital culture at the Project One Computer per Student (UCA). 2014. 160 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
Resumo: This study investigates teacher training and cognitive practice of teachers in a Basic Education school that adopted the Project One Computer per Student (OCS) in their school routine. Its relevance consists in provide directions for the continuation of training activities on the Project and guide the teachers with their pedagogical practices using the laptop model one to one. The thesis defended is that the educator formation for social using of digital media (specially the laptops from the Project UCA) gives space to establish new sociotechnical relationships, of new social and professionals practices, new identitary components and a process of reflexivity and knowledge reconstruction to teach. We reaffirm the importance of reflexivity and appropriation of digital culture for the better development of teaching practice using the Information and Communication Technologies (ICTs), giving focus to the aspects of social and professional use of the technology. The study is part of the qualitative aspect and is a procedural tracking based on principles of ethnographic research. As procedures and methodological tools, were used: intensive observation of school environments, documental analysis, focal group, semi-structured questionnaires and semi-structured individual interviews. The research was held in a public school in the city of Parnamirim - RN. The subject sample relates to 17 teachers, coming from the elementary school I and II, Youth and Adult Education and High School, who went through the process of training UCA and having entered the laptops in their teaching. The research corpus is structured based on the messages built into the process of data collection and is analyzed based on principles of Content Analysis, specified by Laurence Bardin (2011). Was taken as theoretical reference studies by Tardif (2000; 2011), Pimenta (2009), Gorz (2004, 2005), Giddens (1991), Dewey, J. (1916), Boudieu (1994; 1999), Freire (1996; 2005), among others. The analysis indicates a process of reconstruction / revision of knowledge to teach and work in digital culture, being these knowledges guided by the experience of the subjects investigated. The reconstructed knowledges will be revealed from a categorization process. The following groups of knowledges: "technical knowledges", "didactic-methodological knowledges and knowledges of professionalization" were built on the assumption of ownership of digital culture in the educational context. The analysis confirms the appearance of new ways of sociability when acquiring other forms of acting and thinking ICTs, despite the environment adverse to the reflexivity shared among the teachers. Also reveals, based on the ownership concept present on the data analysis, the construction of meanings of belonging and transformation of individuals into social routes from the interweaving of the teaching practice with the digital culture. Emphasizes, finally, the importance of a training for use of ICTs that exceeds the instrumentation, in other words, what we call "technical knowledges", but taking on its structural basis the shared reflection, the opening for the ressignificance (new meaning) and reconstruction of new knowledges and practices and that really allows, to the teacher, the living of an experience capable of providing socio-technical transformations of their relationships
metadata.dc.description.resumo: Este estudo investiga a formação de professores e a prática cognitiva dos docentes em uma escola de Educação Básica que adotou o Projeto Um Computador por Aluno (UCA) em seu cotidiano escolar. Sua relevância consiste em fornecer direções para a continuação das ações de formação do projeto e nortear o fazer e o pensar docentes junto às suas práticas pedagógicas com uso do laptop no modelo um para um. Defende-se que a formação do educador para uso social das mídias digitais (em especial, os laptops provenientes do UCA) abre espaços para o estabelecimento de novas relações sociotécnicas, de novas práticas socais e profissionais, novas pertenças identitárias e de um processo de reflexividade e reconstrução de saberes para ensinar. Reafirmamos a importância da reflexividade e da apropriação da cultura digital para melhor desenvolvimento da prática docente com uso das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs), enfocando os aspectos de uso social e profissional da tecnologia. O estudo alinha-se à vertente qualitativa e trata-se de um rastreamento processual com base em princípios da pesquisa etnográfica. Como procedimentos e instrumentos metodológicos, foram adotados: a observação intensiva dos ambientes escolares, a análise documental, o grupo focal, questionários semiestruturados e entrevistas individuais semiestruturadas. A pesquisa realizou-se em uma escola pública do município de Parnamirim RN. A amostra de sujeitos refere-se a 17 docentes, procedentes do ensino fundamental I e II, Educação de Jovens e Adultos e Ensino Médio que passaram pelo processo de formação UCA e que inseriram os laptops em sua prática pedagógica. O corpus da pesquisa está estruturado com base nas mensagens construídas no processo de coleta de dados e é analisado com base em princípios da Análise de Conteúdos, especificados por Laurence Bardin (2011). Tomou-se como referencial teórico os estudos de Tardif (2000; 2011), Pimenta (2009), Gorz (2004, 2005), Giddens (1991), Dewey, J. (1916), Boudieu (1994; 1999), Freire (1996; 2005), entre outros. A análise aponta um processo de reconstrução/revisão de saberes para ensinar e atuar na cultura digital, saberes esses pautados na experiência dos sujeitos investigados. Os saberes reconstruídos serão desvendados a partir de um processo de categorização. Os seguintes grupos de saberes: saberes da técnica , saberes didático-metodológicos e saberes da profissionalização foram construídos na premissa da apropriação da cultura digital em contexto educacional. A análise confirma o surgimento de novas formas de sociabilidades ao adquirirem outras formas de agir e de pensar as TICs, apesar do ambiente adverso à reflexibilidade compartilhada entre os docentes. Revela, ainda, com base no conceito de apropriação presente na análise dos dados, a construção de sentidos de pertencimento e de transformação do sujeito no percurso social a partir do entrelaçamento da prática docente com a cultura digital. Ressalta, por fim, a importância de uma formação para uso das TICs que ultrapasse a instrumentalização, ou seja, o que denominamos saberes da técnica , mas que tenha em sua base estrutural a reflexividade compartilhada, a abertura para a ressignificação e (re)construção de saberes e fazeres e que permita realmente, ao professor, a vivência de uma experiência capaz de propiciar transformações de suas relações sociotécnicas
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14506
Aparece nas coleções:PPGED - Doutorado em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AkynaraARSSB_TESE.pdf950,09 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.