Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14532
Título: Tornar-se professor formador pela experiência formadora: vivências e escritas de si
Autor(es): Carrilho, Maria de Fátima Pinheiro
Palavras-chave: Formação de professores;Memorial de formação;Trajetória de formação profissional;Escrita autobiográfica;Saberes docentes;Teacher education;Memorial of education;Trajectory of education;Self-biographical writing;Educating experience
Data do documento: 16-Mar-2007
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: CARRILHO, Maria de Fátima Pinheiro. Tornar-se professor formador pela experiência formadora: vivências e escritas de si. 2007. 281 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2007.
Resumo: This thesis describes and analyzes the trajectory of education of an educator-teacher group to become tutor of memorials (final work of the course Normal Superior in Instituto de Educação superior President Kennedy IFESP-Natal-RN). The writing of memorials (self-biographical writing) propitiates to the pupil that writes a reflection on his/her student and professional life, and to whom guides an evolution in his/her professional education. From the methodological point of view, we adopt an etnomethodological perspective of qualitative approach which describes the reality of real citizens inserted in a real situation of education. It is constituted of participants of the research of 32 educator-teachers, deriving of three different areas of academic formation. The instruments of data collection consist of eight life histories, 32 contextualization applications of the participants of the research, interviews with two consultants of the project, as well as some documents. The results of the analyses put in evidence that the education of the educator-teacher goes for two parallel ways: the first deals with the experiences, interactions and elements of daily practice; the second with the academy experiences where the educator-teacher searches the post-graduation courses. The integration of these two ways defines the educator-teacher identity with foundation in knowings that constitute in the exercise of guidance of memorials. The teachers knowings are considered insufficient by the majority and others knowings are mobilized to the knowing to be educator-teacher, memorial tutor. The thesis concludes that the trajectory of the educator-teacher constitutes an educator experience, in the direction of that implies an articulation among the learnings, abilities and knowings, to support the pupil in self-discovery, and that these multiple experiences favor the education of these teachers
metadata.dc.description.resumo: A tese toma como objeto de estudo a trajetória de formação um grupo de professores formadores, que contam como se tornaram orientadores de memoriais de formação (trabalho final do Curso Normal Superior - IFESP/RN). Do ponto de vista teórico-metodológico, adotamos a abordagem qualitativa e a perspectiva etnometodológica. O objetivo central é descrever como os participantes concebem o caminho percorrido e a sua situação de formação. Participaram da pesquisa 32 professores formadores, correspondendo a 78% do quadro docente da instituição. As fontes da pesquisa compreendem oito histórias de vida, 32 fichas de contextualização dos participantes, documentos oficiais, entrevistas com consultoras do projeto de implantação do IFESP. A análise das falas dos participantes revela que para a maioria dos formadores a função de orientador dos memoriais exige além do aprofundmento dos saberes docentes adquiridos, outros saberes inclusive sensibilidade e intuição. Os resultados põem em evidência que a formação do professor formador percorre, simultaneamente, dois caminhos: o primeiro é o da experiência vivenciada com seus orientandos e colegas na prática cotidiana, a qual vai se aprimorando ao longo dos anos; o segundo é caminho de retorno à universidade, onde o professor formador dará continuidade aos seus estudos pós-graduados. Assim, admitem que o saber ser orientador se faz no cruzamento dessas duas ordens de saberes no exercício da orientação dos memoriais, com repercussões positivas para a constituição de sua nova identidade como professor formador. Concluimos que em sua trajetória, os professores formadores articulam o campo da experiência prática e o campo teórico-metodológico, mas essa articulação implica um novo vínculo com a sua própria humanidade, o que lhes permite dar um novo sentido às aprendizagens, habilidades para apoiar o aluno na descoberta de si mesmo e, nesse processo, descobrirem, o que constitui a sua identidade de professores formadores e orientadores
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14532
Aparece nas coleções:PPGED - Doutorado em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MariaFPC.pdf606,95 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.