Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14774
Título: Assistência de enfermagem e o risco para úlceras de pressão medido pela Escala de Braden em unidade de terapia intensiva
Título(s) alternativo(s): Nursing Care and the Risk for Pressure Ulcers Measured by Braden Scale in an Intensive Care Unit
Autor(es): Castro, Elaine Meireles
Palavras-chave: Úlcera de pressão. Unidade de Terapia Intensiva. Assistência de enfermagem;Pressure Ulcer. Intensive care unit. Nursing assistance
Data do documento: 9-Dez-2011
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: CASTRO, Elaine Meireles. Nursing Care and the Risk for Pressure Ulcers Measured by Braden Scale in an Intensive Care Unit. 2011. 92 f. Dissertação (Mestrado em Assistência à Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2011.
Resumo: The problem facing the incidence of pressure ulcers (UP) in the hospital environment especially in the intensive care unit (ICU), although it is an old and frequent event in our professional practice, it is not notified in the researches as much as it should be. We observed a tendency to invest in therapeutical and in studies about the production of sophisticated new bandages. Few, however, are the investments in research on preventive measures in order to prevent or at least slow down the development of lesions. In this sense, the study aimed to analyze the correlation between nursing care and the risk of developing UP measured by the Braden scale in ICU patients. This is a descriptive study of longitudinal quantitative approach. The project obtained a favourable opinion from the Ethics Committee of HUOL (no 486/10). Data collection was carried out in the Hospital of Unimed in Natal during six months in 2011. The sample was of 32 patients hospitalized in ICU for over four days. The results were processed in SPSS 15.0 for descriptive statistics and inferential statistics. We identified that, only 9.4% of our sample developed UP, being predominantly male, elderly people aged above 60 years, Caucasian, with diagnostic hypothesis at the time of hospitalization of sepsis, were clinical patients, who presented hemodynamic instability, using orotracheal tube (TOT), enteral probe (SNE), vesical probe delay (SVD) and had values of albumin and hemoglobin levels below normal. In addition, these patients had a longer hospital stay, longer usage of TOT, SNE, SVD, increased use of sedation and drain than those who did not develop UP and were all at risk for developing these injuries second Braden scores. 66.7% of the lesions developed were located in the sacral region, limiting the degree I and all patients that developed were considered serious, 100.0% of them have evolved since the death. Small were the differences between the averages of Braden scores between patients with and without UP, 11,9+2,4 against 12,4+2,6 with p = 0.627. The clinical aspects of the patients in the study were instrumental in the development of UP, once, these findings were statistically significant through the Mann-Whitney test, and appropriateness of nursing conduct was decisive for the prevention of pressure ulcers in critical patients, since many were those classified as at risk (28) and few who have developed lesions (03)
metadata.dc.description.resumo: A problemática frente à incidência de úlcera de pressão (UP) no ambiente hospitalar, especialmente na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), embora seja evento antigo e frequente, se observado em nossa prática profissional, é fato pouco notificado e com escassos estudos. Observamos uma tendência em investir em condutas terapêuticas e em estudos para produção de novas coberturas sofisticadas. Poucos, porém, são os investimentos em pesquisas sobre medidas preventivas com intuito de evitar ou pelo menos retardar o desenvolvimento das lesões. Nesse sentido, o estudo teve como objetivo analisar a correlação entre a assistência de enfermagem e o risco de desenvolvimento de UP medido pela escala de Braden em pacientes de UTI. Trata-se de um estudo descritivo longitudinal de abordagem quantitativa. O projeto obteve parecer favorável do Comitê de Ética do HUOL (n.486/10). A coleta de dados realizou-se no Hospital da Unimed Natal, num período de seis meses, em 2011. A amostra foi de 32 pacientes internados na UTI por mais de quatro dias. Os resultados foram processados no programa SPSS 15.0 por estatística descritiva e inferencial. Identificamos queapenas 9,4% de nossa amostra desenvolveram UP, sendo predominantemente do sexo masculino, idosos com faixa etária acima de 60 anos, de raça branca, com hipótese diagnóstica no momento da internação de sepse; eram pacientes clínicos, que apresentaram instabilidade hemodinâmica, utilizando tubo orotraqueal (TOT), sonda enteral (SNE), sonda vesical de demora (SVD) e tinham valores de albumina e hemoglobina abaixo do normal. Além disso, estes pacientes apresentaram um maior tempo de internamento, maior tempo de uso de TOT, de SNE, de SVD, maior tempo de uso de sedação e de dreno do que aqueles que não desenvolveram UP, e eram todos de risco para o desenvolvimento destas lesões segundo escores de Braden. Das lesões desenvolvidas, 66,7% localizavam-se na região sacral, limitando-se a grau I, e todos os pacientes que as desenvolveram eram considerados graves, visto que 100,0% deles evoluíram a óbito. Pequenas foram as diferenças entre as médias dos escores de Braden entre os pacientes com UP e os sem UP, 11,9+2,4 contra 12,4+2,6 com p=0,627. Os aspectos clínicos dos pacientes do estudo foram determinantes para o desenvolvimento de UP, uma vez que esses achados foram significantes estatisticamente através do teste de Mann-Whitney, e a adequação das condutas de enfermagem foi decisiva para a prevenção das úlceras por pressão em pacientes críticos, uma vez que muitos eram aqueles classificados como de risco (28) e poucos os que desenvolveram lesões (3)
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14774
Aparece nas coleções:PPGE - Mestrado em Enfermagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ElaineMC_DISSERT.pdf1,66 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.