Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14809
Título: Conquistas e desafios do processo de trabalho de enfermagem: o caso dos CAPS em Natal/RN
Título(s) alternativo(s): Achievements and challenges of the working process of nursing: the case of CAPS in Natal / RN
Autor(es): Paulino, Tayssa Suelen Cordeiro
Palavras-chave: Desinstitucionalização. Trabalho. Saúde mental. Enfermagem;Deinstitutionalization. Labor. Mental health. Nursing
Data do documento: 12-Dez-2013
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: PAULINO, Tayssa Suelen Cordeiro. Achievements and challenges of the working process of nursing: the case of CAPS in Natal / RN. 2013. 109 f. Dissertação (Mestrado em Assistência à Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013.
Resumo: The Brazilian Psychiatric Reform proposes creating linkages / interactions of the mentally ill with civil society , through promoting citizenship and assistance to the mentally ill. The deinstitutionalization of mental health advocates from the guidelines decreased supply of hospital beds and consequently the creation of substitute services for psychosocial care, especially with regard to therapeutic practices emancipatory. From this scenario, the present study aims to investigate the relevance and challenges of the process of nursing work in CAPS III in Natal / RN. It is descriptive research with a qualitative and exploratory. The subjects are employees of the nursing team in CAPS III East of Natal / RN. This service has actions for the psychosocial care of the subjects treated with daily multidisciplinary care by behaving the length of treatment and follow-up activities, industrial and cultural activities. Employ the semi-structured interview as a tool for data collection. The data analysis was done by means of thematic analysis proposed by Bardin. Thus, this sought to bring to the discussion of how this process is consolidated in the daily service. Thus, purposed to contribute to the debate on deinstitutionalization in psychosocial care as a guideline in the process of mental health nursing work in a CAPSIII, Natal / RN
metadata.dc.description.resumo: A Reforma Psiquiátrica brasileira propõe a criação de vínculos/interações do doente mental com a sociedade civil, por meio do resgate da cidadania e da assistência ao doente mental. A desinstitucionalização em saúde mental preconiza a partir de diretrizes a diminuição da oferta de leitos hospitalares e consequentemente, a criação de serviços substitutivos de atenção psicossocial, principalmente, no que tange às práticas terapêuticas emancipadoras. A partir desse cenário o presente estudo tem como objetivo investigar a atualidade e os desafios do processo de trabalho da enfermagem nos CAPS III no município de Natal/RN. Trata-se de pesquisa do tipo descritiva com abordagem qualitativa e de caráter exploratório do tipo estudo de caso. Os sujeitos são trabalhadores da equipe de enfermagem do CAPS III Leste de Natal/RN. Este serviço possui ações voltadas para a atenção psicossocial dos sujeitos atendidos, com atendimento diário pela assistência multiprofissional, comportando a extensão de atividades de tratamento e acompanhamento, atividades laborais e culturais. Emprega-se a entrevista semiestruturada como instrumento de coleta de dados. A análise de dados se fez por meio da Análise Temática proposta por Bardin. Assim, o presente buscou trazer à discussão de como esse processo se consolida no cotidiano do serviço. Desta forma, intencionou-se contribuir para o debate sobre a desinstitucionalização na atenção psicossocial como diretriz da saúde mental no processo de trabalho de enfermagem em um CAPSIII, Natal/RN
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14809
Aparece nas coleções:PPGE - Mestrado em Enfermagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TayssaSCP_DISSERT.pdf2,19 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.