Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14832
Título: O cuidado humanístico como foco institucional: um estudo sobre empatia dos profissionais de saúde na área obstétrica
Título(s) alternativo(s): The Humanistic care as an institutional focus: a study on empathy of the health professionals in the obstetrical area
Autor(es): Lima, Simone Pedrosa
Palavras-chave: Relação profissional paciente;Empatia;Humanização;Health professional-patient relationships;Empathy;Humanization
Data do documento: 19-Mai-2006
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: LIMA, Simone Pedrosa. The Humanistic care as an institutional focus: a study on empathy of the health professionals in the obstetrical area. 2006. 145 f. Dissertação (Mestrado em Assistência à Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2006.
Resumo: Empathy is a basic facilitating element of the therapeutic helping relationship and the humanization process in health care. The objectives of this study were to identify the empathy level of health professionals working in the obstetrical sector of a university hospital recognized for its humanistic care and the perceptions of the women under their care regarding the empathic behavior shown by these professionals during hospitalization. We conducted a quanti/qualitative study with 47 health professionals that worked in the obstetrical sector (13 obstetricians, 12 nurses, 22 nurse technicians) and an intentional sample of 101 women that received cared from these professionals during the study period. We collected data by means of the Jefferson Empathy Scale for Health Professioals (JEPS-HR) and the Patient´s Perception of Health Professional Empathy (PPHPE), and two additional open questions designed to obtain the subjective opinion about the empathic behavior during the care. We utilized thematic analysis for the data obtained through the open questions and descriptive and inferential statistics for the quantitative data. We identified five thematic categories that represent the aspects valued by the professionals in their relationship with the women under their care: emotional involvement, communication, warm environment, integral vision and technical/scientific knowledge. The mean score on the JEPS-HR reported for the health professionals was 120,40, being that the maximum possible was 140.The Cronbach Alpha for the JEPS-HR was 0,83, indicating an acceptable level of reliability for this population. We consider therefore, that these professionals presented an acceptable empathy level when compared to other populations observed with the JEPS-HR. The results also indicated that women had statistically significant (p ≤ 0,05) higher scores than men and that professionals with higher working hours tended to have lower scores in the empathy scale (r = -0,288; p ≤ 0,05). The analysis of the subjective responses of the women indicated that they were satisfied with the humanistic care provided by the professionals but they also point out the existence of some power relationships. There were no significant differences in the empathy level of the medical or nursing team perceived by the women who registered means of 41,90 and 41,20 respectively on the PPHPE. In view of these results and considering the relevance of the element of empathy for care based on humanistic values, we reiterate the importance of further in-service training for the health team of the hospital in focus, on the topics of empathy and global aspects of humanized care for the implementation of its mission
metadata.dc.description.resumo: Os relacionamentos voltados a ajudar o outro são conceituados como terapêuticos, sendo a empatia, elemento fundamental e facilitador desse relacionamento e conseqüente processo de humanização da assistência em saúde. O presente estudo tem como objetivos, identificar o nível de empatia dos profissionais do setor obstétrico de um hospital universitário reconhecido pela assistência humanística prestada às parturientes e a percepção das mulheres receptoras do cuidado acerca da empatia demonstrada no atendimento. Realizamos uma pesquisa de abordagem quanti/qualitativa, na qual participaram do estudo, os 47 profissionais que atuam no setor obstétrico (13 médicos, 12 enfermeiros, 22 técnicos de enfermagem) e uma amostra intencional de 101 mulheres atendidas por esses profissionais durante o período do estudo. Dados foram coletados através das escalas Jefferson de Empatia dos Profissionais de Saúde (EJEPS) e Percepção do Paciente sobre a Empatia dos Profissionais de Saúde (PPEPS) e duas questões abertas inicias, objetivando verificar as opiniões subjetivas sobre a empatia prestada durante o atendimento. Utilizamos análise estatística descritiva e inferencial para os dados quantitativos e análise temática das respostas às questões abertas. Foram identificadas cinco categorias que representam os aspectos que os profissionais valorizam no relacionamento com as mulheres: envolvimento emocional, comunicação, ambiente acolhedor, visão integral e o conhecimento técnico-científico. Na análise quantitativa, o escore de empatia encontrado nos profissionais foi, em média, de 120,40 , sendo o máximo possível 140. Neste estudo, o EJEPS apresentou um coeficiente alfa de Cronbach de 0,83 demonstrando um nível aceitável de confiabilidade com essa população. Consideramos, portanto, que esses profissionais apresentam um bom nível de empatia quando comparados com outras populações observadas com o EJEPS. Os resultados também demonstram que a empatia adquiriu maior nível entre as mulheres (p ≤ 0,05) e que os profissionais com maior jornada de trabalho tendiam possuir menores níveis de empatia (r = -0,288; p ≤ 0,05). A análise das respostas subjetivas das mulheres indicam que elas estão satisfeitas com o cuidado humanístico, mas identificam a existência de expressões de poder nos profissionais. Na percepção das mulheres, não houve diferença na empatia demonstrada pela equipe médica e a de enfermagem conforme os escores médios no PPEPS (41,90 e 41,20 respectivamente).Diante desses resultados e considerando a relevância da empatia para operacionalização de uma assistência voltada para os valores humanísticos, reforçamos a importância da capacitação dos profissionais que atuam no hospital em foco, abordando a empatia e aspectos globais da humanização para melhor implementação de sua missão
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14832
Aparece nas coleções:PPGE - Mestrado em Enfermagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
SimonePL.pdf359,35 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.