Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/16351
Título: A dupla poética do silêncio: uma análise de Fogo morto e Cartilha do silêncio.
Autor(es): Oliveira, Izabel Cristina da Costa Bezerra
Palavras-chave: Regionalismo;Modernismo;Tradição;Modernidade;Silêncio;Memória;Regionalism;Modernism;Tradition;Modernity;Silence;Memoirs
Data do documento: 23-Nov-2010
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: OLIVEIRA, Izabel Cristina da Costa Bezerra. A dupla poética do silêncio: uma análise de Fogo morto e Cartilha do silêncio.. 2010. 249 f. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada; Literatura Comparada) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2010.
Resumo: This research presents a reading of the poetics of silence in the profile and actions of characters in Fogo morto, by Paraiba s novelist José Lins do Rego and Cartilha do silêncio, by Sergipe s writer José Francisco Costa Dantas. As a starting point, we intend to demonstrate, through analysis, how the traditional issue of patriarchy, installed in rural areas of Northeast Brazil, live their momentum of rise and decline in different social spaces within narratives. This article shows how man lives tensions caused by the socio-political changes that will gradually be deployed in their environment due to the process of transition from traditional to modern life. From this perspective, this reading encourages a critical reflection on the social space of the mills and farms at the time of their rise and decay, as well as the various gender relationships between the feminine and the masculine world. The analysis indicates that all the changes both in family and social space unfold a world of silent variants and this paper takes as its theoretical basis the concept of silence built from the reflections of Eni Puccinelli Orlandi (2002), Barros Lourival Holland (1990 ), Luiz Costa Lima (1974) and Marisa Simons (1999).
metadata.dc.description.resumo: Esta pesquisa apresenta uma leitura sobre a poética do silêncio no perfil e nas ações das personagens de Fogo morto, do romancista paraibano José Lins do Rego e Cartilha do silêncio, do escritor sergipano Francisco José Costa Dantas. Como ponto de partida, pretende-se demonstrar, por meio de análise, como a tradicional questão do patriarcalismo instalado no meio rural do Nordeste brasileiro vive o seu momento de ascensão e decadência em espaços sociais distintos nas narrativas. Investiga-se como o homem vive as tensões ocasionadas pelas mudanças sócio-políticas que vão paulatinamente sendo implantadas em seu meio devido ao processo de transição da vida tradicional para a vida moderna. Nessa perspectiva, esta leitura promove uma reflexão crítica sobre o espaço social dos engenhos e fazendas no momento de sua ascensão e decadência, bem como as várias relações do universo feminino com o masculino. As análises indicam que todas as mudanças ocorridas tanto no espaço social quanto familiar descortinam um mundo de variantes silenciosas e o presente estudo toma como fundamentação teórica o conceito de silêncio construído a partir das reflexões de Eni Puccinelli Orlandi (2002), Lourival Barros de Holanda (1990), Luiz Costa Lima (1974) e Marisa Simons (1999).
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/16351
Aparece nas coleções:PPGEL - Doutorado em Estudos da Linguagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
IzabelCCBO_TESE.pdf1,45 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.