Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/17426
Título: Compreendendo a experiência de pessoas portadoras de transtorno mental: histórias de vidas severinas repletas de possibilidades
Autor(es): Marcelino, Cristiane Maria Diógenes Nunes
Palavras-chave: Pesquisa fenomenológica;Transtorno mental;Sofrimento psíquico;Phenomenological research;Mental disorder;Psychical suffering
Data do documento: 23-Nov-2007
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: MARCELINO, Cristiane Maria Diógenes Nunes. Compreendendo a experiência de pessoas portadoras de transtorno mental: histórias de vidas severinas repletas de possibilidades. 2007. 135 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2007.
Resumo: This study aims to understand the experience of people suffering from mental disorder. The patients are enrolled in a mental health ambulatory clinic in the city of Natal (RN). Mental disorders are growing rapidly in the contemporary world and are a source of intense mental suffering. Besides patients being strongly marked by a history of isolation and prejudice, they have been the target of real atrocities committed in the name of preservation of a supposed normality. The understanding and treatment of this disorder is influenced by cultural and historical inferences, depending on the period in which it is experienced. Semi-directed Interviews were conducted with a group of users, with the emphasis on giving voice to their uniqueness and individuality, highlighting how each one perceives his or her own experience. These were recorded and later transcribed by identifying the core of meanings. The results were analyzed under the gaze of the Humanist Phenomenology Existential perspective, which aims to unravel the phenomenon, without truths from volatility, highlighting the existence of the mental disorder as a way of living, being permeated by suffering mental and influenced by social problems, assuming contours very particular to each individual. Some progress has been perceived, even by users, with respect to the change of paradigm in the way of care, but still there is a consistent emphasis on medical and drug use. The changes point to the need for offering services to replace the asylum hospital model, and in addition to accept the bearer of mental disorder as a citizen, a bearer of rights who should be accepted and respected by society. Despite the pain expressed and its close liaison with suicide, their reports are full of perspectives and attitudes of confrontation facing life, pointing to new possibilities to be, recreating itself
metadata.dc.description.resumo: O presente trabalho tem como objetivo compreender a experiência de pessoas portadoras de transtorno mental, atendidas em um ambulatório da rede substitutiva de atenção e cuidados em saúde mental da cidade de Natal (RN). O transtorno mental vem sofrendo um crescimento vertiginoso no mundo contemporâneo, sendo fonte de intenso sofrimento psíquico. Além de fortemente marcado por um histórico de isolamento e preconceito, tem sido alvo de verdadeiras atrocidades cometidas em nome da preservação de uma suposta normalidade. A compreensão e tratamento desse transtorno recebe interferências da cultura e do período histórico em que está inserido. Foram realizadas entrevistas semi-dirigidas com um grupo de usuários, com o propósito de dar voz à sua singularidade e subjetividade, valorizando a forma como cada um percebe a sua própria experiência. As mesmas foram gravadas e posteriormente transcritas, identificando os núcleos de significados. Os resultados foram analisados sob o olhar da perspectiva Humanista Fenomenológica Existencial, que aponta para o desvelar do fenômeno, sem partir de verdades apriorísticas, destacando a existência do transtorno mental enquanto uma possibilidade de ser, permeado pelo sofrimento psíquico e influenciado por questões sociais relevantes, assumindo contornos muito particulares para cada indivíduo. Alguns avanços foram percebidos, inclusive pelos usuários, com relação à mudança de paradigma na maneira de cuidar, embora ainda se constate uma ênfase no recurso médico e medicamentoso. As mudanças apontam para a necessidade de ofertar serviços substitutivos ao modelo asilar e hospitalocêntrico, além de aceitar o portador de transtorno mental enquanto um cidadão, portador de direitos e devendo ser acolhido e respeitado pela sociedade. Apesar da dor expressada e da estreita ligação desta com o suicídio, seus relatos são permeados de perspectivas e atitudes de enfrentamento diante das vicissitudes da vida, apontando para novas possibilidades de ser, recriando-se a si mesmo
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/17426
Aparece nas coleções:PPGPSI - Mestrado em Psicologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CristianneMDNM.pdf320,34 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.