Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/18256
Título: Características econômicas do valor de uso e de não uso de parques sobre dunas
Título(s) alternativo(s): Economic characteristics of use and non-use values of parks over dunes
Autor(es): Carneiro, Deborah Quindere
Palavras-chave: Valoração ambiental. Método de valoração contingente. Disposição a pagar. Método do custo de viagem. Parques urbanos. Dunas;Environmental valuation. Contingent valuation method. Willingness to pay. Travel cost method. Urban parks. Dunes
Data do documento: 18-Fev-2014
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: CARNEIRO, Deborah Quindere. Economic characteristics of use and non-use values of parks over dunes. 2014. 71 f. Dissertação (Mestrado em Meio Ambiente, Cultura e Desenvolvimento) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
metadata.dc.description.resumo: Esta dissertação teve como objetivo estimar os valores de uso, não-uso e o valor econômico total de unidades de conservação que protegem o ecossistema de dunas, através dos métodos de Valoração Contingente e do Custo de Viagem. O método de Valoração Contingente é capaz de estimar o valor de não-uso de um recurso natural através da utilização de um mercado hipotético que consiste em um cenário ambiental fictício em que o bem ambiental sofre variações em suas quantidades e os indivíduos expressam suas preferências declarando quanto estariam dispostos a pagar (ou aceitar) para garantir a continuidade (ou a perda) da provisão do bem. Neste estudo, foram aplicadas duas formas de pagamento para o mercado hipotético da técnica de Disposição a Pagar (coletiva/obrigatória e individual/voluntária) com o objetivo de identificar a demanda da população por investimentos públicos nas unidades de conservação costeiras urbanas, para testar a eficiência de ambas formas de pagamento e para captar os votos de protesto dos entrevistados, na tentativa incorporar nas análises a verdadeira disposição a pagar dos entrevistados pela a manutenção e conservação das unidades de conservação. Os resultados mostraram maiores lances de disposição a pagar para a forma de pagamento coletiva e obrigatória, pois em países em desenvolvimento as pessoas atribuem ao governo o financiamento da conservação de paisagens naturais. A diferença entre os valores de não-uso estimados pelas duas formas de pagamento foi de R$8,2 milhões (3.5 milhões) e isso representa a demanda da população local por investimentos públicos na conservação das áreas costeiras. O Método do Custo de Viagem foi utilizado para estimar o valor de uso das dunas, obtido a partir dos gastos incorridos pelos visitantes ao visitar as áreas de dunas e o somatório deste valor ao valor de não-uso representa o valor econômico total agregado pela paisagem de parques dunares. Paisagens dunares geram anualmente um montante de R$ 800.428,46 por hectare (US$ 339,049.67). A maior contribuição para esse montante econômico é do parque visitado por turistas, em que o valor agregado pela recreação é 53 vezes maior que o parque visitado por moradores. Embora turistas e moradores reconheçam os benefícios de alguns serviços proporcionados por este ecossistema, ambos atribuem maior valor à contemplação da paisagem natural e à recreação ao ar livre. A estimativa desse valor para os diferentes tipos de público oferece à gestores um justificativa econômica para direcionar uso e conservação de áreas de dunas, subsidia na tomada de decisão através de análises de custo benefício no processo de formulação, acompanhamento e avaliação de políticas públicas e auxilia a investigar como os benefícios variam de acordo com os tipos de visitantes. Portanto, o uso de estimativas do valor do meio ambiente nesta dissertação, identificou o valor econômico intrínseco das áreas de dunas às áreas naturais e o valor agregado pela sua existência e, portanto, permite que se dimensione a importância dos investimentos em sua conservação e restauração, podendo ser utilizada como indicador para direcionar políticas e distribuição de investimentos para a conservação dos mesmos. Outro aspecto importante na aplicabilidade de metodologias de valoração ambiental é a contribuição que o uso desse instrumento traz para o debate científico sobre os problemas técnicos existentes nas metodologias
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/18256
Aparece nas coleções:PRODEMA - Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DeborahQC_DISSERT.pdf1,4 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.