Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/18517
Título: Corpos brincantes: a cultura corporal do pastoril potiguar
Autor(es): Vieira, Marcilio de Souza
Porpino, Karenine de Oliveira
Nóbrega, Terezinha Petrucia da
Palavras-chave: Pastoril potiguar;Corpo cultural;Aprendizagem
Data do documento: 2010
Editor: Universidade do Estado de Mato Grosso
Citação: VIEIRA, M. S. ; NÓBREGA, T. P. ; PORPINO, K. O. . Corpos brincantes: a cultura corporal do pastoril potiguar. Revista da Faculdade de Educação, Mato Grosso, v. 8, p. 97-116, 2010. ISSN: 2178-7476. Disponível em: <http://www2.unemat.br/revistafaed/content/vol/vol_14/artigo_14/97_116.pdf > Acesso em: 26 Fev. 2015
Resumo: Pastorais, Bailes Pastoris, Festa da Lapinha, Terno de Reis, Pastor, Pastoril Religioso ou Profano... Pastoris do Norte e Nordeste brasileiro. M ário de Andrade designou-o de Pastoril, folguedo de origem ibérica, tendo sua raiz primeira nos villancico. Considerando que o Pastoril é um folguedo popular, porque nele seus participantes engajam sua vida pessoal, sua cultura e suas influências, revelando modos de ser e compreender, que são interiorizados pelos brincantes a partir da vivência de seu contexto social múltiplo e de diferentes sentidos, é que situamos esse folguedo no mundo vivido fenomenológico. A investigação é de natureza fenomenológica, elucidando os elementos citados como cenário do vivido e do sensível. O presente trabalho tem como objetivo refletir sobre a compreensão de corpo encontrado nos pastoris norteriograndenses
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/18517
ISSN: 2178-7476
Aparece nas coleções:CCHLA - DEART - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Karenine OP._corpos brincantes.pdf149,57 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.