Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/18744
Título: Estimativa de espessura crustal na Província Borborema (NE/Brasil) através de função do receptor
Autor(es): Barbosa, Maria Fernanda Novo
Palavras-chave: Espessura crustal;Província Borborema;Evolução tectônica;Crustal thickness;Province Borborema;Tectonic evolution
Data do documento: 13-Jun-2008
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: BARBOSA, Maria Fernanda Novo. Estimativa de espessura crustal na Província Borborema (NE/Brasil) através de função do receptor. 2008. 66 f. Dissertação (Mestrado em Geodinâmica; Geofísica) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2008.
Resumo: Crustal thickness and VP/VS estimates are essential to the studies of subsurface geological structures and also to the understanding of the regional tectonic evolution of a given area. In this dissertation, we use the Langston´s (1979) Receiver Function Method using teleseismic events reaching the seismographic station with angles close to the vertical. In this method, the information of the geologic structures close to the station is isolated so that effects related to the instrument response and source mechanics are not present. The resulting time series obtained after the deconvolution between horizontal components contains the larger amplitude referring to the P arrival, followed by smaller arrival caused by the reverberation and conversion of the P-wave at the base of the crust. We also used the HK-Stacking after Zhu & Kanamori (2000) to obtain crustal thickness and Vp/VS estimates. This method works stacking receiver functions so that the best estimates of crustal thickness and Vp/VS are found when the direct P, the Ps wave and the first multiple are coherently stacked. We used five broadband seismographic stations distributed over the Borborema Province, NE Brazil. Crustal thickness and Vp/VS estimates are consistent with the crust-mantle interface obtained using gravity data. We also identified crutal thickening in the NW portion of the province, close to Sobral/CE. Towards the center-north portion of the province, there is an evident crustal thinning which coincides with a geological feature consisting of an alignment of sedimentary basins known as the Cariris-Potiguar trend. Towards the NE portion of the province, in Solânea/PB and Agrestina/PE regions, occurs a crustal thickening and a systematic increase in the VP/VS values which suggest the presence of mafic rocks in the lower crust also consistent with the hypothesis of underplating in the region
metadata.dc.description.resumo: A estimativa da espessura da crosta terrestre e razão VP/VS são essenciais para o detalhamento de estruturas e feições geológicas, além de corroborarem para o entendimento da evolução tectônica regional. Neste trabalho, utiliza-se o método da Função do Receptor de Langston (1979) com eventos telessísmicos que incidem sob uma estação sismográfica com um ângulo próximo da vertical. É necessário o isolamento de informações das estruturas próximas ao receptor, eliminando informações relacionadas à resposta do instrumento, e ao mecanismo da fonte. O sismograma sintético obtido após uma deconvolução entre as componentes horizontais possui um pico maior referente à onda P, seguido por picos menores da onda Ps e múltiplas. A Onda Ps é considerada como onda P convertida em onda S refratada na descontinuidade Moho. Para o cálculo das estimativas de espessura crustal e razões Vp/VS utilizou-se o procedimento HK-Stacking de Zhu & Kanamori (2000). Esse método trabalha com o empilhamento das funções do receptor. As melhores estimativas de espessura crustal e razão VP/VS são encontradas quando as três fases P, Ps e primeira múltipla são empilhadas coerentemente. Foram utilizadas cinco estações sismográficas banda-larga distribuídas estrategicamente pela Província Borborema, nordeste do Brasil. As estimativas de espessura crustal e razão VP/VS são consistentes com o modelo atual da interface crosta-manto usados pela gravimetria. Foi identificado um espessamento crustal na porção NW da província, próximo de Sobral/CE, na borda leste da Bacia do Parnaíba. Em direção a porção centro-norte da Província Borborema é evidente um afinamento crustal, coincidente com a feição geológica que consiste de um alinhamento de bacias sedimentares conhecido como o trend Cariris-Potiguar. Na porção NE, nas regiões de Solânea/PB e Agrestina/PE, ocorre um espessamento crustal e aumento da razão VP/VS sugerindo presença de rochas mais máficas na crosta inferior, consistente com a hipótese de underplating na região
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/18744
Aparece nas coleções:PPGG - Mestrado em Geodinâmica e Geofísica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MariaFNB.pdf1,28 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.