Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/18789
Título: Caracterização de processos morfodinâmicos e hidrodinâmicos do cinturão lacustre meridional da Reserva Biológica do Lago Pirituba, Amapá
Autor(es): Matos, Maria de Fátima Alves de
Palavras-chave: Processos morfodinâmicos e hidrodinâmicos;Reserva biológica do Lago Pirituba;Amapá (BR);Hydrodynamic and morphodynamic process;Biological Reserve of Pirituba Lake;Amapa state
Data do documento: 2-Out-2009
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: MATOS, Maria de Fátima Alves de. Caracterização de processos morfodinâmicos e hidrodinâmicos do cinturão lacustre meridional da Reserva Biológica do Lago Pirituba, Amapá. 2009. 142 f. Dissertação (Mestrado em Geodinâmica; Geofísica) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2009.
Resumo: The Amapá State has an important natural lake system, known as The Amapá Lakes Region . Most of these lakes are on the southern part of Amapá s coastal plain, which has 300 km of extension and it s composed by holocenic sediments deposited at the northern part of Amazon River to the Orange Cape located on the northern part of Amapá state. This region is under influence of the Amazon River discharge which is the largest liquid discharge of about 209.000 m³/s and biggest sediment budget discharged on the ocean in the order 6.108 ton per day. The climate is influenced by the Intertropical Convergence Zone and El Niño Southern Oscillation which act mainly under precipitation, nebulosity, local rivers and tidal hidrology. In this region lake belts are Ocidental, Oriental and Meridional Lake Belts. The last one is formed by the by the lakes Comprido de Cima, Botos, Bacia, Lodão, Ventos, Mutuco and Comprido de Baixo. These lakes are the closest to the Araguari River and are characterized by pelitic sedimentation associated with fluvial and estuarine flood plains under influence of tides. The lakes are interconnected, suffer influence of flood pulses from the Tartarugal, Tartarugalzinho and Araguari rivers and the hydrodynamic and morphodynamic know edge is poor. Volume and area reduction, natural eutrophication, anthophic influence, hidrodynamic alterations, morphological changes and are factors which can contribute to the closing of such lakes on the Meridional Lake Belt. This belt is inside the boundaries of the Biological Reserve of Piratuba Lake, created in 1980 for integral protection. Due to the fragility of the environment together with the poor knowledge of the system and with the study area relevancy it is necessary to know the hydrodynamic and geoenvironmental processes. This work aims the characterization of morphodynamic and hydrodynamic processes in order to understand the geoambiental context of the Meridional Lake Belt, from the Comprido de Baixo Lake to the dos Ventos Lake, including the Tabaco Igarape. Methodology was based on the hydrodynamic data acquisition: liquid discharge (acoustic method), tides, bathymetry and the interpretation of multitemporal remote sensing images, integrated in a Geographic Information System (GIS). By this method charts of the medium liquid discharges of Lake Mutuco and Tabacco Igarape the maximum velocity of flow were estimated in: 1.1 m/s, 1.6 m/s and 1.6 m/s (rainy season) and 0.6 m/s, 0.6 m/s and 0.7 m/s (dry period), the maximum flow in: 289 m³/s, 297 m³/s and 379 m³/s (rainy season) and 41 m³/s , 79 m³/s and 105 m³/s (dry period), respectively. From the interpretation of multitemporal satellite images, maps were developed together with the analysis of the lakes and Tobaco Igarape evolution from 1972 to 2008, and were classified according to the degree of balance in the area: stable areas, eutrophic areas, areas of gain, and eroded areas. Troughout analysis of the balance of areas, it was possible to quantify the volume of lake areas occupied by aquatic macrophytes. The study sought to understand the hydrodynamic and morphodynamic processes occurring in the region, contributing to the elucidation of the processes which cause and/or favor geoenvironmental changes in the region; all such information is fundamental to making the management of the area and further definition of parameters for environmental monitoring and contributing to the development of the management plan of the Biological Reserve of Lake Piratuba. The work activities is a part of the Project "Integration of Geological, geophysical and geochemical data to Paleogeographic rebuilding of Amazon Coast, from the Neogene to the Recent
metadata.dc.description.resumo: O Estado do Amapá abrange um importante sistema lacustre natural, conhecido como A Região dos Lagos do Amapá . A maioria desses lagos está concentrada na parte sul da planície costeira do Amapá. É uma região altamente influenciada pelas descargas do rio Amazonas, este considerado o maior em descarga líquida, com cerca de 209.000 m³/s e 6.108 ton.dia-1 de aporte de sedimentos ao Oceano. Esta região também é fortemente influenciada da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) e Oscilação Sul-El Nino (OSEN ou ENSO) que atuam principalmente sobre precipitação, nebulosidade, hidrologia dos rios locais e maré. Nesta região, está localizado os principais cinturões lacustre do Amapá: Cinturão Lacustre Ocidental, Cinturão Lacustre Oriental e Cinturão Lacustre Meridional. Este último cinturão é formados pelos Lagos dos Botos, Lago Comprido de Cima, Lago da Bacia, Lago Lodão, Lago dos Ventos , Lago Mutuco e o Lago Comprido de Baixo. São poucos conhecidos do ponto de vista da hidrodinâmica e morfodinâmica, e correm o risco de ter seu funcionamento natural alterado, antes mesmo de serem estudados. Fatores como a redução do volume de área, eutrofização por vegetação aquática, antropização, alterações na hidrodinâmica (vazão), são fatores já evidenciados e podem contribuir significativamente para seu desaparecimento do Cinturão Lacustre Meridional. Este Cinturão está dentro dos limites da Reserva Biológica do Lago Piratuba, criada em 1980, cuja finalidade é de conservação e de proteção integral. O objetivo principal deste trabalho foi a caracterização dos processos morfodinâmicos e hidrodinâmicos, visando entender o funcionamento geoambiental do Cinturão Lacustre Meridional, desde o Lago Comprido de Baixo até o Lago dos Ventos, incluindo o Igarapé do Tabaco. Teve como base metodológica a aquisição de dados de descarga líquida, marés, batimetria e a interpretação multitemporal de imagens de sensores remotos, integrados em ambiente de Sistema de Informação Geográfica (SIG). Foram estimados valores máximos das velocidades do fluxo e vazões do Lago Mutuco e Igarapé Tabaco: 1,173 m/s, 1,685 e 1,684 m/s (período chuvoso) e 0,692 m/s, 0,626 m/s e 0,722 m/s (período seco); as máximas vazões em: 289 m³/s, 297 m³/s e 379 m³/s (período chuvoso) e 41 m³/s, 79 m³/s e 105 m³/s (período seco), respectivamente. A partir da interpretação das imagens de satélites, foram elaborados mapas de análise multitemporal da evolução dos Lagos e Igarapé Tabaco de 1972 a 2008, e foram classificados de acordo com o grau de balanço de área (km² e m²) em: áreas estáveis, áreas eutrofizadas, áreas de ganho, áreas erodidas. Os resultados mostram que os três lagos estudados e o Igarapé Tabaco, possuem dinâmicas diferentes. De 1972 até 1999, os Lagos sofreram poucas variações de áreas eutrofizadas, áreas de ganho e áreas estáveis. Nos períodos de 1999 até 2008, a dinâmica mudou completamente e os Lagos tendem a reduzir consideravelmente sua área útil, e os Lagos dos Ventos e Comprido de Baixo, são os Lagos mais afetados pela presença e ocupação das margens pelas macrófitas aquáticas: entre 1972 a 1999, o Lago dos Ventos teve uma redução de área de 530401,1m², de 1999 para 2008, teve redução de mais 2038595,3m², equivalente a mais de 50% de área reduzida em 36 anos. O Lago Comprido de Baixo, teve uma dinâmica diferente de balanço de área de 1972 a 1999, sua área teve aumento significativo nesse período, de 2634011,8m² em 1972, para 1999 obteve um ganho de 365512,9m² aumentando para 2999524,7m². De 1999 para 2008, sua área total foi reduzida em 1225492,0m², o equivalente a aproximadamente 60% de área ocupada pelas macrófitas aquáticas. Esses estudos buscaram entender os processos morfodinâmicos e hidrodinâmicos ocorrentes na região dos Lagos e Igarapé Tabaco, com vista a contribuir na elucidação dos processos que ocasionam e/ou favorecem as modificações geoambientais na região. Todas essas informações são fundamentais para as tomadas de decisões de gestão da área, definição posterior de parâmetros para monitoramento ambiental e contribuição para a elaboração do plano de manejo da Reserva Biológica do Lago Piratuba. O desenvolvimento das atividades está inserido no âmbito do Projeto AMASIS, e teve apoio dos projetos PETRORISCO-FASE-2 e HIDROSEMA (REDE 05 PETROMAR/2007/CTPETRO/FINEP/PETROBRAS/CNPq)de características multidisciplinares e interinstitucional, em temas envolvendo o monitoramento ambiental
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/18789
Aparece nas coleções:PPGG - Mestrado em Geodinâmica e Geofísica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MariaFAM_reduzido_Opdf.pdf5,4 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.